VER-O-FATO: Prédio histórico do Instituto Histórico e Geográfico do Pará recebe R$ 300 mil para reforma do telhado

domingo, 4 de agosto de 2019

Prédio histórico do Instituto Histórico e Geográfico do Pará recebe R$ 300 mil para reforma do telhado

Aqui morou o Barão de Guajará, Domingos Antônio Raiol, que relatou a Cabanagem


O Instituto Histórico e Geográfico do Pará (IHGP), que funciona no Solar do Barão do Guajará, em Belém, acaba de ser contemplado com a emenda parlamentar de R$ 300 mil, conseguida pelo deputado federal Edmilson Rodrigues (Psol para a reforma do telhado. 

Essa obra é muito importante para a preservação do prédio datado do Séc. XVIII e tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), bem como para a proteção do acervo de documentos, livros, mobiliário e objetos que compõe um dos acervos de maior valor histórico e documental do estado do Pará.

"O Instituto Histórico e Geográfico do Pará cumpre o papel ativo na preservação da memória e na produção de conhecimento científico sobre o estado do Pará e o Brasil", destaca Edmilson. O solar pertenceu ao historiador e político Domingos Antônio Rayol, um dos intelectuais da Revolução da Cabanagem. Na década de 40 o prédio, que estava sob a propriedade da prefeitura, foi doado ao IHGP.

"Na condição deputado federal e arquiteto, é um prazer imenso e um comprimisso pessoal e profissional contribuir com a preservação e a restauração desse monumento e dessa instituição tão importantes para a produção de um futuro soberano e feliz", ressalta Edmilson. 

O recurso foi alocado no orçamento geral da União de 2019, sendo viabilizado por meio de repasse do IPHAN para a Universidade Federal do Pará como beneficiada. Em outra emenda parlamentar, Edmilson viabilizou R$ 250 mil para serviços de inventário, higienização e diagnóstico de livros e documentos do acervo do IHGP e também da biblioteca do Grêmio Literário  Recreativo Português. 

Esse serviço, que está em fase de conclusão, é inédito no IHGP e, em relação ao Grêmio, onde estão guardados 480 livros raros datados a partir do Séc XVI, não era realizado há 30 anos.



Um comentário: