VER-O-FATO: DOSSIÊ DA HYDRO - O general não sabe de nada

terça-feira, 6 de agosto de 2019

DOSSIÊ DA HYDRO - O general não sabe de nada

A Noruega não tem moral para dar lições sobre a Amazônia e a Hydro é seu calo 

O governo federal - desde a era Lula, passando por Dilma, Temer e, agora, Bolsonaro - pensa que sabe, mas não sabe nada, ou finge não saber, porque nunca interessou saber, sobre o que fazem na Amazônia multinacionais como a norueguesa Norsk Hydro, dona do alumínio explorado em solo do Pará. 

Mas, se quiser saber, deveria ao menos ler o que o Ver-o-Fato já investigou e publicou sobre os crimes sociais e ambientais praticados em Barcarena. Temos um dossiê sobre a Hydro, inclusive as ações judiciais as quais ela responde, e quando criticamos a multinacional o fazemos com informações consistentes e amplo conhecimento de causa.

O general Eduardo Villas Boas faz críticas à Noruega e à Hydro,  segundo postagem do site O Antagonista, publicada agora pela manhã. Ele reagiu às críticas de alguns países europeus, como a Noruega, ao Brasil em função do aumento do desmatamento — rechaçado pelo governo brasileiro.


“É curioso que países como a Noruega se considerem com autoridade moral de apontar o dedo para o Brasil. A Noruega está entre os três países do mundo que pescam baleia. É o único país do mundo que explora petróleo dentro do Círculo Polar Ártico. É dona de 30% daquela empresa que provocou criminosamente o derramamento de metais pesados no Pará”, afirmou o ex-comandante do Exército durante uma palestra, ontem, em Brasília.

Ainda sobre a Noruega, Villas Boas disse: “porque doou R$ 1 bilhão para o Fundo Amazônia, se acha com autoridade de se intrometer nos assuntos internos”.


Resumo da ópera: A Amazônia ainda é uma ilustre desconhecida para a grande maioria dos brasileiros, mas falar sobre ela é fácil. Difícil é conhecê-la em profundidade, seja seu delicado bioma, o modo de vida de seus povos e sua relação com as águas e floresta.



5 comentários:

  1. Carlos Mendes fico com o resumo, diz tudo.

    ResponderExcluir
  2. "Resumo da ópera: A Amazônia ainda é uma ilustre desconhecida para a grande maioria dos brasileiros, mas falar sobre ela é fácil. Difícil é conhecê-la em profundidade, seja seu delicado bioma, o modo de vida de seus povos e sua relação com as águas e floresta."
    Isso foi
    Perfeito. Verdade sem retoque.

    ResponderExcluir
  3. E que moral tem esse general do grupo de apoio do presidente facista,em apontar o dedo contra um País que dia 1 bilhão para preservação da Amazônia, enquanto o presidente facista dele,quer acabar com nossas reservas ambientais e liberar garimpo nas terras indígenas?
    Francamente,acho que foi muito inconveniente, Carlos Mendes, abrir esse espaço para os apoiadores do presidente facista!

    ResponderExcluir
  4. Morrendo de rir aqui com a visão de Torquemada do Revoltado. Ele nem sabe o que está escrevendo e propõe que o site vire censor da opinião alheia. Em que mundo vives, Revoltado?

    ResponderExcluir
  5. Concordo estamos numa democracia,mas não é apontando erro de ente e encobrindo os mal feitos de outro que acharemos solução para o problema ambiental do nosso País!
    O presidente facista, já disse vai liberar garimpo nas terras indígenas,demitiu o diretor do INPE,para poder falsificar os dados do desmatamento e você acha que vivo em outro País? Sinceramente penso que tu estás tremendamente equivocado em sua opinião!

    ResponderExcluir