VER-O-FATO: SALINAS - Fórum abre no domingo para audiência de filhinhos de papai presos por tráfico de drogas

sábado, 20 de julho de 2019

SALINAS - Fórum abre no domingo para audiência de filhinhos de papai presos por tráfico de drogas

Os três presos em flagrante e as drogas sintéticas apreendidas. Fotos da Polícia Civil 

O Fórum de Salinópolis - município que neste veraneio, como sempre, "bomba" de gente pelas praias, em festões e festinhas, algumas delas ordinárias, onde rola muita doideira - vai abrir neste domingo para uma audiência de três presos, pelo visto, muito especiais. A audiência excepcional foi determinada pelo diretor do Fórum, juiz Antonio Carlos de Souza Moita Khoury. 


Adrian Willian Cascaes Campelo, que é advogado, Arthur Luís Gaia Pantoja e Higor Tohany Pinheiro Silva, cujas profissões não foram informadas pela Polícia Civil, foram presos em flagrante na madrugada deste sábado,20, em meio a uma festa eletrônica realizada numa casa de shows às margens da praia do Atalaia. 

O trio é acusado de envolvimento no tráfico de drogas pesadas. Segundo a polícia, foi preciso infiltrar agentes na festa para descobrir como a estrutura da venda e consumo funcionava. 

Os policiais apreenderam no local drogas sintéticas como ecstasy, loló e LSD, além de cigarros de maconha. As drogas sintéticas são caras e ao alcance somente de gente de alto poder aquisitivo.

A ação policial foi realizada por policiais civis da Superintendência Regional do Caeté (sediada em Capanema); do NAI (Núcleo de Apoio à Investigação) de Capanema e da Delegacia de Salinópolis, sob comando dos delegados Temmer Khayat, João Costa (NAI) e Augusto Damasceno, que estão à frente da operação Verão da Polícia Civil no município. 

A operação foi acompanhada por representantes da Divisão de Crimes Funcionais (DCrif), da Corregedoria da Polícia Civil.

Nos finais de semana deste veraneio não houve nenhuma audiência de pessoas presas no balneário. Quem foi preso teve de esperar pela audiência de segunda-feira. A regra foi quebrada no caso dos três presos, dentre os quais figura Adrian Cascaes Campelo.

Quem deu a ordem para tamanha excepcionalidade? Ao Ver-o-Fato, uma fonte garante que a ordem partiu de um desembargador de Belém.

Como diria o intrépido jornalista Bóris Casoy: "isto é uma vergonha".



25 comentários:

  1. Não nos custa lembrar o caso do filho de um conhecido advogado de Belém, preso na barreira da PRF em Castanhal com droga,balança e uma pistola. Seu HC chegou em 3 horas oriundo do TJ (não existia ainda a audiência de custódia). Na sentença o juiz de Castanhal desclassificou o tráfico para consumo e o porte da pistola aplicou uma multa. Já sobre a balança...nada disse. Coisas do judiciário paraense.

    ResponderExcluir
  2. É por isso que o Estado do Pará está assim, uma vergonha! A policia prende e a justiça é ágil em soltar os meliantes, principalmente os "garçons" dessa sociedade que discrimina os menos aquinhoados. Por isso a criminalidade aumenta e os "donos" dos morros e favelas não estão nem aí para as leis. Justiça hipócrita !

    ResponderExcluir
  3. Falando besteira... quis deixar parecer que os presos tinham privilégios e que, por conta de serem abastados, o juiz iria "abrir" o Fórum especialmente pra eles.vao estudar um pouco acerca da audiencia de custódia antes de falar besteira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Toma vergonha na tua cara antes de defender traficante, Liliane.

      Excluir
    2. Tá legal supra sumo do direito, explique então o motivo pelo qual nos outros finais de semana os detentos tiveram que esperar até segunda feira.
      Lembre-se que a humildade é tudo.
      Aliás vc é que deveria se debruçar um pouco mais em cima de um bom livro de direito.

      Excluir
    3. Já te falei Liliane, para de defender traficante, isso é uma vergonha pra tí e um grande prejuízo as famílias que são destruídas por essa corja.

      Excluir
  4. Liliane, besteira fala você, que se expõe aqui ao defender privilégios de quem tem contas a ajustar com a lei. Vê-se bem de qual lado estás.

    ResponderExcluir
  5. Enquanto isso continuam as execuções e atentados aos policiais paraenses. Quase 30 mortos só este ano. A policia prende e a justiça solta. Assim é cruel ! Nós mulheres dos policiais não conseguimos mais nem dormir direito.

    ResponderExcluir
  6. Liliane, tem a audiência de custódia, sim, mas se fosse uns pés rapados, seria só na segunda. Sacou???

    ResponderExcluir
  7. Conheço Adrian Campelo e tenho certeza que o mesmo foi pego de cobaia nessa ação. O que acho mais incrível é a forma com que a notícia é divulgada... Ironizando e destacando o nome do mesmo para se promover.

    ResponderExcluir
  8. Todos têm direito ao devido processo legal e direito de defesa. É ridículo uma operação enorme da polícia ter apreendido essa quantidade irrisoria de droga. Essa quantidade de ecstasy e lsd da pra 3 pessoas usarem uma unica vez. Não tinha dinheiro,balança, nada que caracterize tráfico e sim consumo pessoal. Está me parecendo mais um caso de LARANJA. Enquanto os verdadeiros traficantes pagam propina pra continuar com a mafia, alguns aqui e acolá são presos pra fazer parecer que a polícia trabalha de alguma forma.

    ResponderExcluir
  9. Isso é armação!! Todo mundo sabe que a polícia implanta provas e a mídia é sensacionalista!

    ResponderExcluir
  10. Carlos,por falar em prerrogativas, estou esperando falares sobre a decisão do Tofolli que beneficiou o filhote do Bolsonaro, além da indicação estapafúrdia do outro irmão para a embaixada dos EUA.
    Abraços e fico na espera.

    ResponderExcluir
  11. Concordo com amigo acima e também conheço muito bem o Arthur Pantoja, a imprensa sensacionalista escreve o que quer sem a devida precisão. Espero que a justiça seja feita e que ninguém seja usado como laranja.

    ResponderExcluir
  12. Isto é uma vergonha, culpa do povo que vota em candidatos que compram votos e dá nisso.

    ResponderExcluir
  13. So deus pode jugar. "raça humana nao pode jugar niguem a maioria quer ser bonzao mais vai atras"

    ResponderExcluir
  14. Quanta merda sai da boca dos sabichões de plantão kkkkk.

    ResponderExcluir
  15. Amigo, veja a quantidade de drogas apreendidas... isso sem menor sombra de duvidas é para consumo. Tens noção de que horas começa e que horas termina uma

    ResponderExcluir
  16. Sou totalmente a favor da legalidade, mas, conhecendo muito bem um dos envolvidos que não é filhinho de papai, muito pelo contrário, é estudante universitário e filho de trabalhadores que lutam p livrar o filho desse problema que assola nossas famílias. Concordo com algumas colocações sobre o excesso da polícia que, na ânsia de mostrar serviço pra sociedade, expôs a imagem e associou um cidadão, usuário e que precisa de tratamento, ao tráfico levando-o a prisão sem provas concretas, uma vez que a prisão foi efetuada as 5 horas da manhã e nenhum valor de comercialização encontrado no flagrante. Espero que no momento certo tudo venha a ser esclarecido e que a justiça prevaleça e os excessos,inclusive da imprensa sensacionalista que já estava plantada na operação para esse fim, irão, no momento certo, prestar contas com a justiça. Estou solidário a família do Arthur Pantoja por conhecê-los e ter a certeza de que, como ele, são trabalhadores e pessoas do bem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Interessante que a prisão foi mantida pelo juiz e pelo TJ. Pelo jeito a narrativa de que a polícia "estava na ânsia de mostrar serviço" não se sustentou. Ou o Desembargador também quer mostra serviço?

      Excluir
  17. Essa cortina de fumaça foi pra que a polícia deixasse passar os verdadeiros traficantes, né? Pq essa quantidade pífia de drogas não caracteriza tráfico em lugar nenhum do mundo

    ResponderExcluir
  18. PARA ENTENDER O CASO TOHANY:
    Muitas pessoas tem perguntado o que aconteceu com o Higor Tohany, como está a situação dele e o que podem fazer para ajuda-lo. O relato abaixo procura responder a essas perguntas.
    Tohany estava em Salinas para apresentações artísticas na Zin Beach, uma das barracas mais badaladas de Salinas. Se apresentou sob aplausos na quinta e na virada de sexta pra sábado. Por volta das cinco e meia da manha, logo após sua apresentação, ia retornar para sua residência, na cidade de Benevides. Como a organização do evento que o contratou pediu para que ele e a companheira dele, que também foi contratada, aguardassem por um momento até que chegasse um transporte de apoio, eles ficaram no aguardo dentro do evento.
    Pouquíssimos minutos depois, houve uma batida policial que deteve algumas pessoas, alegando consumo e venda de drogas no local. Várias pessoas foram detidas, e o Tohany foi uma delas. Portava um simples baseado (cigarro de maconha) apagado. Devia assinar um TCO na delegacia e ser liberado. Porem, o delegado o indiciou por trafico de drogas e pediu sua prisão preventiva.
    Nessa batida foi detido, longe do Tohany, um advogado de nome Adrian Willian que portava drogas sintéticas. No seu depoimento ele assumiu que a droga era dele, mas para consumo próprio. Ele e o Tohany não se conhecem. Tambem foi detido o Arthur, amigo do Tohany que estava perto dele e que foi autuado sob a acusação de portar sete comprimidos de ecstasy. Ele nega que estivesse portando essa substancia, e o Tohany disse não ter visto ou saber de droga sintética alguma com ele, a não ser uma única porção de ecstay apreendida na revista. Arthur também foi indiciado por trafico de drogas.
    Mas o Higor, o que tem a ver com tudo isso? Pelas evidencias, depoimentos dele e dos dois outros, nada!
    Os autos registram um oficio do Ministério Publico pedindo providencias contra o trafico de drogas em Salinas e contra algumas festas. Apesar da pequena quantidade de droga apreendida, foi mostrado sensacionalisticamente na mídia como uma mega operação de combate às drogas. O texto da assessoria de comunicação da Policia Civil foi publicado nos jornais sem considerar a ética jornalística que exige, no mínimo, ouvir os acusados.
    Providenciamos a defesa jurídica do Tohany. Como na audiência de custodia o juiz converteu o flagrante em prisão preventiva, a defesa do Tohany protocolou nessa terça-feira, um pedido de revogação da prisão preventiva com farta argumentação apontando que o acusado é réu primário sem antecedentes criminais; que tem residência fixa, vive de seu trabalho como artista e não tem interesse em evadir-se; que não há nenhuma comoção pública; que a quantidade de drogas apreendida com ele não caracteriza tráfico e que, portanto, Tohany não deve permanecer preso, podendo responder ao processo em liberdade . Até agora (inicio da manha de quarta-feira) o juiz ainda não se pronunciou. Acreditamos que o pedido será aceito. Porem, em liberdade, o processo continua na justiça.
    A publicidade da prisão despertou um movimento espontâneo de solidariedade. Amigos e familiares se articulam numa campanha que tem se fortalecido a cada dia. O apoio financeiro em pequenas quantias tem sido fundamental para a condução pois, ao contrario do que diz a mídia, Tohany é de uma família de trabalhadores com poucos recursos financeiros. Por isso a campanha de arrecadação continua para viabilizar a defesa jurídica e a infraestrutura necessária de apoio ao Tohany enquanto estiver respondendo ao processo. Ele encontra-se recolhido na penitenciaria de Salinas. Também tem sido muito importante o debate do assunto nas mídias sociais para que um inocente não vire réu.
    Com isso, damos continuidade na campanha de arrecadação de fundos para custos do processo.
    Aos que quiserem ajudar de alguma forma, segue o contato de whatsapp para orientação na campanha e dados da conta para deposito: (91) 983242945 – Náiade Pollo.
    MOVIMENTO TOHANY LIVRE!

    ResponderExcluir
  19. EXTASY, LOLÓ, LSD, MACONHA, COCAINA, SÃO PRESENÇAS MARCANTES NAS FESTAS MAIS BADALADAS. POR QUE? PORQUE VIRAMOS VERDADEIROS IDIOTAS UTILIZANDO ESSAS PORCARIAS QUE SOMENTE SERVEM PARA ENRIQUECER O TRAFICANTE, QUE NÃO AS UTILIZA E PASSA A VIVER NO BEMBOM ENQUANTO NÓS IDIOTAS SOMOS CONSUMIDOS PELA DROGA.ABRIR O FURUM NO SABADO, DOMINGO OU SEGUNDA NADA ACRESCENTA.PRECISA É A JUVENTUDE ABRIR A MENTE PARA ENFRENTAR ESSA PESTE CHAMADA DROGA OU TODOS NÓS IREMOS NOS TRANSFORMAR NUMA IMENSA CRACOLANDIA.VERDADEIROS ZUMBIS IDIOTAS, REFENS DE NOSSA PROPRIA IGNORÂNCIA.

    ResponderExcluir