VER-O-FATO: CASAS A POLICIAIS - Anúncio de Zenaldo provoca reação de inscritos em programa da Caixa Econômica

segunda-feira, 8 de julho de 2019

CASAS A POLICIAIS - Anúncio de Zenaldo provoca reação de inscritos em programa da Caixa Econômica

O Viver Pratinha já está pronto. Zenaldo propõe que inquilinos sejam policiais  


O anúncio feito na semana passada pelo prefeito Zenaldo Coutinho (PSDB) de destinar moradias do residencial Viver Pratinha para agentes de segurança pública do Estado e Município provocou reação de pessoas que estão inscritas no Programa Minha Casa Minha Vida, da Caixa Econômica Federal. Elas alegam que esperam ser contempladas há vários anos.

Elas disseram ao Ver-o-Fato que estão se sentindo prejudicadas e que vão lutar para não perder os imóveis. “Os policiais são melhores do que nós? Como vamos ficar agora, depois de esperarmos mais de oito anos pela nossa moradia?”, questionou Ruth Léa, uma senhora que está na fila da casa própria e até já encaminhou a documentação para a Caixa. 

Segundo ela, existem também pessoas deficientes inscritas à espera dos imóveis. Os contratos com essas mais de 300 pessoas ainda não foram assinados e nenhum pagamento pelos imóveis foi efetuado junto à Caixa.  

De acordo com a Prefeitura, serão disponibilizadas 768 unidades no residencial Viver Pratinha, localizado na avenida Arthur Bernardes, sendo 350 unidades para a Policia Militar, 250 para a Guarda Municipal, 68 para a Polícia Civil, 50 para a Semob e 50 aos Bombeiros. A obra está 98% concluída. 

“Este residencial será uma solução emergencial para agentes de segurança pública que estão em situação de vulnerabilidade. Tudo em curto prazo“, disse o prefeito. Ele garantiu que as tratativas da parceria já foram feitas com a Caixa Econômica Federal, que sinalizou positivamente para a proposta.

Mas a concretização do negócio depende ainda do Governo do Estado, que precisa adquirir o empreendimento, possibilidade essa que, segundo a Prefeitura, já consta no Plano Plurianual do Estado (PPA) desde o governo passado. A proposta deve ser oficializada ainda esta semana.

“Já está incluído no Plano Plurianual do Estado a possibilidade dessas aquisições. Vamos oferecer para que o Governo atual adquira esse empreendimento via Fundo de Arrendamento Residencial”, destacou o prefeito.

A presidente da Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar, Cristina Mota, ressaltou a preocupação do município em solucionar parcialmente um problema sério para os agentes de segurança pública. 

“Para nós foi uma excelente notícia porque vemos uma preocupação com os agentes de segurança pública por parte do município, retirando uma quantidade de policiais, bombeiros, guardas municipais e agentes da Semob que se encontram em área de risco. Aguardamos que o Governo do Estado cumpra com a parte habitacional que ele prometeu entregar até dezembro e proporcione a retirada de agentes de segurança de áreas de risco”, disse ela.

O vice-presidente da Federação dos Guardas do Pará, Salustiano Reis, considerou que a proposta vai resolver uma situação que ainda não tinha encaminhamento. “Vimos que já tem uma negociação em aberto com a Caixa Econômica e, agora, vai depender apenas do Governo do Estado aceitar", completou. Texto: Paulo Jordão.



4 comentários:

  1. Não entendi esse prefeito! Ora se ele não dá conta de suas atribuições legais como ele pode prometer residência a militares! Ei militares não acreditem nessa falácia!

    ResponderExcluir
  2. O Zenada, não fez nada para o seu S da segurança e agora quer fazer média com os policiais,barganhando com o governo do Estado.
    Espero que o governador Hélder recuse essa ideia!
    Para o bem desse povo humilde que precisa das casas!

    ResponderExcluir
  3. O pior prefeito da minha amada e maltratada Belém é um cara preguiçoso e oportunista!

    ResponderExcluir
  4. O Zenaldo está desesperado.As eleições estão chegando e ele,um zero a esquerda,é a desgraça do falido e combalido,Psdb.

    ResponderExcluir