VER-O-FATO: BARCARENA - Sargento da PM é assassinado a tiros; estava jurado de morte

sexta-feira, 12 de julho de 2019

BARCARENA - Sargento da PM é assassinado a tiros; estava jurado de morte

Sargento Balieiro: a 24ª vítima na PM em 2019
Paulo Jordão - repórter

O sargento da Polícia Militar Laércio Palheta Balieiro, 46 anos, foi assassinado por volta de 16h30 desta sexta-feira (12), no Ramal do Cupuaçu, na Vila dos Cabanos, em Barcarena, por dois homens que estavam em uma motocicleta. Ele recebeu vários tiros no rosto e morreu na hora. Balieiro trafegava de motocicleta quando os assassinos emparelharam com ele e o mataram.

Segundo a Polícia Militar, o sargento era lotado no 14º Batalhão da PM, sediado em Barcarena, e estava de folga. Ele estava na corporação havia 22 anos. Balieiro, segundo disse uma fonte ao Ver-o-Fato, era um homem marcado para morrer há vários anos, por ter se envolvido no sequestro e morte do pedreiro Rafael Viana e ter feito delação premiada, quando citou um dos envolvidos. 

Equipes do Comando de Policiamento Regional IX da PM, com apoio de policiais da Superintendência Regional da Polícia Civil estão realizando buscas na área a fim de localizar e prender os acusados. O caso está sendo investigado pela Divisão de Homicídios da Polícia Civil. 

Balieiro é o segundo PM morto esta semana e o 24º este ano, além de um guarda municipal. No último dia 9, terça-feira, o cabo da PM Marcos Fernando dos Santos foi assassinado por três homens no Ramal do Maratá, em Benevides, quando trafegava de motocicleta com a esposa. Os bandidos levaram a arma do policial. 





-->

6 comentários:

  1. Agora como é que o governo é culpado se os caras são ameaçados de morte e trafegam numa vicinal? Ele pediu para morrer!

    ResponderExcluir
  2. Militar x militar a competência e da promotoria militar

    ResponderExcluir
  3. O anônimo de 13.07 de 12:10 também fala merda. Os pms do Pará são os mais teimosos do Brasil e não querem cumprir as medidas autoprotetivas estabecidas pelo governo do estado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo,os policiais militares não cumprem as regras protetivas e a imprensa e alguns puxa saco do ex governador Tucanalha Jateve.

      Excluir
    2. Se esses policiais não cumprirem as medidas protetivas, é impossível do Estado protegê-los.

      Excluir