VER-O-FATO: Jornal da USP diz que Pará possui 3 municípios que mais devastaram a Amazônia: promotora investiga

terça-feira, 4 de junho de 2019

Jornal da USP diz que Pará possui 3 municípios que mais devastaram a Amazônia: promotora investiga

Eliane Moreira abriu inquérito para apurar o caso
Qual a contribuição dos municípios de Paragominas, Moju e Portel  para o aumento do desmatamento na Amazônia, ano passado, segundo denúncia do jornal da Universidade de São Paulo (USP)?  A promotora de justiça da 1ª Região Agrária de Castanhal, que compreende os três municípios citados, quer saber disso.

Eliane Moreira, a promotora, instaurou inquérito civil para apurar quais os municípios e imóveis rurais, além desses três, da 1ª Região Agrária, contribuíram para a alegada devastação. O inquérito foi instaurado na quinta-feira, 30 de maio, e o Ministério Público já expediu ofício à Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) solicitando que ela envie informações sobre quais municípios da 1ª Região Agrária tiveram aumento de desmatamento.

A Semas deverá fornecer ainda uma relação dos 10 municípios com maior índice de aumento de desmatamento e seus Cadastros Ambientais Rurais. A promotora também encaminhou ofício às Secretarias de Meio Ambiente de Paragominas, Moju e Portel para que informem as ações adotadas para o combate ao desmatamento em imóveis rurais.


De acordo com o jornal da USP, no ano de 2018  teria sido registrado os maiores índices de desmatamento na região amazônica de toda a história, acentuando, ademais, que, nos primeiros 15 dias do mês de maio de 2019, as taxas já teriam superado aquelas verificadas no mesmo período de 2018, registrando-se que o Pará seria o estado com maior índice de desmatamento.

A portaria de instauração do Inquérito reforça que a necessidade de se verificar a contribuição de ações de desmatamento nos municípios da 1ª Região Agrária do Estado do Pará para a configuração do quadro mencionado, com especial atenção aos municípios de Paragominas, Moju e Portel que ocuparam respectivamente o 4º, 5º e 8º lugar no ranking de alertas de desmatamento. (Do Ver-o-Fato, com informações do MPPA)


Um comentário:

  1. Digamos que isso seja confirmado. E daí? Serão embargados, assinarão TAC's, entre outros, mas, indago, o que efetivamente, disse e-fe-ti-va-men-te será feito? Em minha opinião, nada...

    ResponderExcluir