VER-O-FATO: DAVI CIDADE - Vamos ajudar o campeão do Pará que vai representar o Brasil no Panamericano de Karatê

sexta-feira, 24 de maio de 2019

DAVI CIDADE - Vamos ajudar o campeão do Pará que vai representar o Brasil no Panamericano de Karatê

Davi Cidade: orgulho paraense do karatê precisa de apoio

"Me chamo Davi Cidade, moro em Belém, tenho 11 anos e sou faixa verde de Karatê. Conquistei no último dia 4 de maio, em Porto Alegre- RS, uma vaga na modalidade Kata para participar do II Campeonato Panamericano de Karatê – JKA, em Bogotá - Colômbia. Quero pedir a sua contribuição para custear as despesas e integrar a seleção brasileira que irá representar o Brasil e o Pará. Muito Obrigado". O link para contribuir é este: http://vaka.me/588179

Josué Cidade, o pai de Davi, criou uma campanha, no site www.vaquinha.com.br para ajudar o menino e o Pará a fazerem bonito nessa competição internacional. Diz ele: "aos onze anos de idade, e quase três dedicados ao Karatê, o atleta Davi Cidade vem construindo e consolidando sua carreira no esporte amador. Suas participações em competições estaduais e nacionais pela JKA - Japanese Karatê Association e CBKT – Confederação Brasileira de Karatê Tradicional, duas das principais confederações de karatê do Brasil, já lhe renderam bons resultados.

Seu excelente nível técnico e sua dedicação ao esporte, somados à uma rotina de treinos intensos, garantiram no último dia 4 de maio a medalha de prata na modalidade katá individual - categoria especial 11 anos, no XX Campeonato Brasileiro de Karatê JKA, realizado em Porto Alegre – RS. A competição contou com atletas de vários estados e reuniu os melhores da JKA do Brasil.

Participando pela primeira vez da categoria especial, além de conquistar a medalha, Davi Cidade carimbou o passaporte para representar o Brasil e o Estado do Pará no Campeonato Pan Americano que acontecerá no próximo mês de agosto, nos dias 6 a 12 em Bogotá–Colômbia, onde vários países estarão representados, dentre eles o Brasil que levará atletas de outros estados que irão integrar a Seleção Brasileira de Karatê - JKA.

Atleta filiado a FKTEPA (Federação Paraense de Karatê Tradicional do Estado do Pará), Davi mora em Belém, tem onze anos, é estudante do 6º ano do Colégio São Paulo, pratica Karatê Shotokan desde outubro de 2016. Aluno regularmente matriculado na Academia Machida, quem tem como sensei o mestre Yoshizo Machida, atual presidente da JKA Brasil.

SUA HISTÓRIA

Davi começou o Karatê por influência do irmão mais novo, Daniel, 9 anos, que já é faixa roxa e no ano passado conquistou a medalha de prata no campeonato Brasileiro da JKA, na categoria 8 anos. Depois de ver o irmão mais novo iniciar e começar a competir em campeonatos, Davi despertou o interesse pelo Karatê, saindo da natação onde já disputava competições, e se dedica inteiramente à arte marcial, iniciando assim sua caminhada no esporte.

O Karatê tem contribuído também na sua formação pessoal. De personalidade tranquila, Davi, divide o seu tempo entre os estudos, treino, videogames e futebol, que também é uma de suas paixões. Comunicativo, gosta de contar histórias, interagir com pessoas e opinar sobre diversos assuntos. De muitos amigos, desde cedo ele constrói suas amizades baseadas no caráter, respeito, fidelidade e na lealdade.

Para a família, o Karatê reforça a educação que é transmitida em casa, os lemas servem para moldar a sua personalidade, pautado por princípios éticos e morais, onde o respeito mútuo deve ser observado.

A participação em campeonatos, as experiências, as trocas, os resultados, ganhando ou perdendo, colocam o atleta diante de desafios que ele enfrentará no futuro. Tudo isso norteia e ajuda a construir um ser humano mais preparado e pronto para contribuir para uma sociedade mais justa e fraterna, afirmam os pais Josué Cidade e Daniela Miranda.

APOIE O ATLETA

O Davi, conquistou um excelente resultado no último campeonato brasileiro em Porto Alegre, classificando-se, mesmo em tão pouco tempo na prática do Karatê, para representar o Estado do Pará, e se juntar à seleção brasileira de Karatê – JKA que irá disputar o Pan Americano no próximo mês de agosto em Bogotá - Colômbia.

No entanto, as despesas da viagem somam um investimento alto, com passagens aéreas Belém – SP, SP – Bogotá, Bogotá – SP, SP – Belém, além de hospedagem, alimentação, deslocamentos e preparação técnica somam aproximadamente R$ 15.490 (Quinze mil, quatrocentos e noventa reais). Além disso, ainda temos um campeonato estadual classificatório em Belém, um regional norte-nordeste em São Luiz- MA, e outro classificatório nacional em São Paulo, todos antes de Bogotá, por esta razão sua ajuda e apoio para este projeto se tornam muito importantes para que o atleta possa continuar a conquistar seus objetivos.

POR QUE APOIAR O ATLETA?

O Atleta pela sua experiência de vida, suas conquistas e pela sua conduta ética, é um excelente influenciador e bom exemplo para a sociedade, contribuindo assim para despertar nas crianças, jovens, adolescentes e adultos o interesse pelo esporte. O exemplo vem da sua determinação e da sua conduta dentro e fora das competições que participa, ganhando ou perdendo, aceitando os resultados com ética e espírito esportivo, ele se torna referência para aqueles que o admiram, torcem e acompanham sua trajetória. Apoiar o atleta, seja ele em qual modalidade for, representa muito para ele e para as pessoas à sua volta. Sua ajuda pode transformar um atleta amador num campeão olímpico, por exemplo, se ele não chegar a tanto, já será um campeão na vida, com a sua ajuda e participação, não é gratificante?

O ESPORTE AMADOR:

O Esporte amador tem uma característica que o difere do esporte profissional, onde o atleta participa em troca de salários. No esporte amador a grande maioria dos atletas banca, quando possível, as próprias despesas, tirando muitas vezes do seu próprio sustento para apostar no seu sonho.

Por amor ao esporte, por acreditar naquilo que faz e por achar que pode contribuir com seu exemplo para crianças, jovens e adolescentes, o atleta amador incentiva a prática esportiva, tão necessária diante dos desafios de manter nossos jovens focados em algo produtivo, que contribua para a sua formação e possa mantê-los distantes da criminalidade, violência e uso de drogas, problemas que envolvem muitos jovens e que tem destruído famílias nas mais diversas classes e segmentos sociais.

Infelizmente a falta de incentivo e apoio aos atletas amadores, é um problema recorrente que tem comprometido os resultados de muitos talentos. Sem apoio a participação deles em campeonatos fica limitada em razão dos custos de deslocamento, hospedagem, alimentação dentre outros. Sem poder arcar com as despesas destes campeonatos, muitos atletas deixam de participar de seletivas, de classificatórias e de competições que são importantes para elevar o seu nível técnico e torná-los cada vez mais competitivos e alcançarem melhores resultados.

FICHA TÉCNICA DO ATLETA:

Atleta: Davi Miranda Cidade

Data de nascimento 21/01/2008

Modalidade: Karatê Shotokan

Academia: Apam – Asssociação Paraense de Artes Marciais

Sensei – Yoshizo Machida

Faixa atual – Verde

Início no esporte outubro 2016

PARTICIPAÇÃO EM COMPETIÇÕESCampeonato Brasileiro de Karatê JKA – Porto Alegre – RS

Local: Grêmio Náutico União

Data: 04 de maio de 2019

Resultados:

Medalha de prata no Katá individual, categoria especial 11 anos

Classificado para o Pan-americano JKA – Bogotá – Colômbia na modalidade Katá individualCampeonato Brasileiro de Karatê JKA – Arujá – SP

Data: Maio de 2018Campeonato Paraense 2018

Novembro 2018Campeonato Norte e Nordeste de Karatê - CBKT

Local: Shopping Bosque Grão Pará

Data: 19 de junho de 2018

Resultado: Medalha de prata Katá Individual

Campeonato Paraense 2017 - Fktepa

Local: Shopping Bosque Grão Pará

Data: 11 de novembro de 2017

Resultados:

Medalha de Prata – Katá Individual

Medalha de Bronze – Katá em equipe

Medalha de Bronze Katá em equipe



Nenhum comentário:

Postar um comentário