VER-O-FATO: A TECNOLOGIA NA PRODUÇÃO - XIV Feira da Indústria do Pará começa nesta quarta-feira, no Hangar

terça-feira, 14 de maio de 2019

A TECNOLOGIA NA PRODUÇÃO - XIV Feira da Indústria do Pará começa nesta quarta-feira, no Hangar

A edição de 2019 apresentará as novas soluções tecnológicas da Indústria 4.0 

Já imaginou poder controlar à distância, de qualquer lugar do mundo, todo o processo de produção de uma mega-indústria a partir do celular? Ou, em segundos, contabilizar milhares de itens em estoque a partir do uso de etiquetas inteligentes e leitores óticos? Estes são apenas alguns dos recursos que se tornaram possíveis a partir da Indústria 4.0, que vem transformando a maneira convencional de produção dentro das indústrias, principalmente em países mais desenvolvidos tecnologicamente.

Big data, internet das coisas (loT), inteligência artificial (Al), realidade aumentada e manufatura aditiva compõem este universo tecnológicos que se convencionou chamar de 4ª Revolução Industrial, em função dos importantes avanços nos campos da automação, controle e tecnologia da informação, tornando os processos de manufatura cada vez mais eficientes, autônomos e customizáveis, e promete deixar para trás os modelos convencionais de produção conhecidos atualmente.

Foi com o objetivo de possibilitar a empresários, gestores, estudantes, formadores de opinião e público em geral do Estado, um contato com este novo cenário, que o Sistema Federação das Indústrias do Estado do Pará (Fiepa) decidiu trazer para a XIV Feira da Indústria do Pará (FIPA), que acontece de 15 a 18 de maio, no Hangar Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, o conceito da Indústria 4.0, que segundo a definição da Academia Nacional de Ciência e Engenharia da Alemanha (Actech, visa desenvolver indústrias para que se tornem cada vez mais ágeis a partir do uso de uma ampla gama de tecnologias que permitam obter informações sobre o que está acontecendo no chão de fábrica, sobre o uso de produtos industrializados, assim como, sobre o comportamento do mercado de forma geral.

Promovido pelo Sistema Federação das Indústrias do Estado do Pará (Fiepa), com correalização do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas - Sebrae no Pará, parceria da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e apoio cultural do Governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), a FIPA é realizada há 28 anos e comporta uma feira para exposições de produtos e serviços de empresas com atuação no Pará e uma ampla programação técnica voltada para a capacitação e debate sobre temas relacionados ao desenvolvimento da indústria.

Segundo Ivanildo Pontes, diretor executivo da Fiepa, a Feira já faz parte do calendário oficial de eventos do Estado e tem um papel importante no aprimoramento da indústria que precisa estar sempre preparada para os avanços e inovações tecnológicas essenciais para o seu desenvolvimento. "Na edição de 2019 vamos apresentar ao público as novas soluções tecnológicas da Indústria 4.0 criadas para tornar os processos de produção mais eficientes, autônomos e customizáveis. Dessa forma, estaremos contribuindo para tornar nossa indústria cada vez mais moderna e competitiva, além de gerar negócios e desenvolvimento socioeconômico para o Pará", afirma.

Durante a abertura será realizada a outorga da medalha de Mérito Industrial Simão Miguel Bittar, destinada a personalidades, organizações e instituições públicas, civis, militares e eclesiásticas que tenham se distinguido por marcantes obras dedicadas ao bem público e que tenham prestado relevantes serviços à indústria paraense. Este ano, o homenageado com a comenda será o governador do Pará, Helder Barbalho.

A XIV Feira da Indústria do Pará (FIPA) levará para o Pavilhão de Feiras do Hangar, de 15 a 18 de maio, cerca de 70 expositores ligados à indústria, entre os quais, empresas de pequeno, médio e grande porte, dos mais diversos segmentos de negócios, que vão desde a mineração, energia, alimentos e bebidas, maquinário, confecção, entre outros; além de entidades ligadas ao setor produtivo, sindicatos da indústria e instituições de fomento.

O objetivo do espaço é apresentar aos visitantes uma amostra de tudo que é produzido no Estado, do potencial de investimentos existente na região, além de promover o intercâmbio entre empresas compradoras e empresas fornecedoras, com o intuito de estabelecer novas parcerias e estimular ainda mais as compras de fornecedores locais.

O presidente do Sistema Fiepa, José Conrado Santos, afirma que o evento é uma oportunidade de mostrar para a sociedade paraense o potencial da indústria no Pará. "A finalidade é criar subsídios para que esses expositores que estarão na Feira possam mostrar à sociedade a força da indústria paraense. E também, dentro do conceito da campanha 'Comprou no Pará, Lucrou', suprir as necessidades de bens e serviços uns dos outros, de forma a movimentar ainda mais a economia no nosso Estado.

Além disso, como o tema será Indústria 4.0, vamos apresentar por meio do Senai, os equipamentos e soluções que temos desenvolvido aqui na região para apoiar as empresas que buscam tornar seus processos mais modernos e ágeis e, com isso, aumentar sua competitividade", explica Conrado.  Fonte: Fiepa, assessoria de comunicação.



Nenhum comentário:

Postar um comentário