VER-O-FATO: Deputado Caveira solta o verbo contra a Celpa, chama diretores de "bandidos" e cobra CPI; empresa "lamenta"

quinta-feira, 18 de abril de 2019

Deputado Caveira solta o verbo contra a Celpa, chama diretores de "bandidos" e cobra CPI; empresa "lamenta"



O deputado delegado Caveira (PP) soltou o verbo, cachorros e indignação em cima da Rede Celpa, sob os olhares perplexos de alguns colegas do parlamento e de assistentes que estavam nas galerias, durante pronunciamento no plenário da Alepa. Em um  vídeo (acima) enviado ao Ver-o-Fato, Caveira ataca: "são bandidos que estão roubando o Pará". E cobrou a instalação de CPI para apurar as cobranças abusivas da Celpa na conta de energia elétrica da população. 
 
"Todos nós aqui sabemos que ela é administrada por aves de rapina, bandidos. Mas não é só aqui, tem mais uns dois ou três estados em que eles se arregimentam e dominam, inclusive os parlamentos, pra estar roubando dinheiro de cada um dos senhores que estão ouvindo esse pronunciamento", afirmou Caveira, na sessão de terça-feira, 16.

Segundo o deputado, o parlamento "não pode calar diante do que a Celpa está fazendo no Pará". E perguntou: "cadê a CPI que instalaram aqui e começou com as assinaturas e fui a segunda pessoa a assinar?". E dirigindo-se ao deputado Fábio Freitas, que vivia falando na CPI, mas hoje anda calado, Caveira também cobrou dele explicações.  

O que aconteceu com essa CPI, na verdade, é que o requerimento foi apresentado, mas não obteve o total de assinaturas necessárias à instalação. O deputado, por fim, avisou: " não irei aceitar manobras protelatórias por parte daqueles que não querem ver a Comissão de investigação instalada para apurar as irregularidades da distribuidora de energia elétrica".

Caveira, aliás, deu coro a uma reivindicação de 11 a cada 10 paraenses: uma CPI que apure com rigor as cobranças abusivas da Celpa. Já tramitam nas Justiças Federal e Estadual várias ações, algumas delas  desfavoráveis à empresa. O Judiciário já faz o que lhe compete.

Falta, porém, que os deputados - representantes da população, porque para isso foram eleitos - cumpram seu papel. Sem enrolações. 

Fala, Celpa

Em nota enviada ao Ver-o-Fato, a Celpa assim se pronunciou sobre as declarações do deputado Caveira:

" A Celpa lamenta as colocações do Deputado e entende o papel fiscalizatório do poder legislativo e reforça que sempre está à disposição da Assembleia Legislativa para esclarecer, dialogar e prestar contas de suas atividades no Estado do Pará".

2 comentários:

  1. Quem foi o responsável por esse martírio que o povo do Pará está passando foi o tucanalha Almir Gabriel com o aval do então secretário de planejamento Simão Jatene que privatizaram a celpa. Na época em 1998 a bancada de oposição provocou o chinfrim Mp estadual que na época era chefiada pelo sr Manoel santino com pedido de investigação da privatização e sabe qual foi o destino desse pedido? Lixo! Isso mesmo! Esses caras praticaram um verdadeiro crime contra o povo do Pará!

    ResponderExcluir
  2. Concordo com o anônimo de 16:21,a oposição ba época fez a sua parte,mas a maior parte da imprensa na época,apoiou os Tucanalhas Almir e Jateve.Agora vem esses movimentos e a imprensa querendo que esse problema seja resolvido e até já querendo responsabilizar o governador Hélder.Tanto a imprensa como esses movimentos, devem ir na casa do ex governador Tucanalha corrupto Jateve,este sim o miorm responsável por esse problema!

    ResponderExcluir