VER-O-FATO: Biopalma, empresa da Vale, diz que vendeu carga levada por balsa que derrubou ponte do Moju e nega responsabilidade

domingo, 7 de abril de 2019

Biopalma, empresa da Vale, diz que vendeu carga levada por balsa que derrubou ponte do Moju e nega responsabilidade

A Biopalma apresenta sua versão do episódio. Justiça decidirá
A empresa Biopalma, de propriedade da Vale, em nota enviada ao Ver-o-Fato nega qualquer responsabilidade pela derrubada da ponte Moju-Alça. E diz que a carga de dendê contida na balsa tinha sido vendida para terceiro e que, portanto, a responsabilidade é desse terceiro que comprou a carga e não dela. Eis a nota:



"Nota da Biopalma: não procede a informação noticiada por este veículo de que a balsa que colidiu com com a ponte Moju -Alça estivesse a serviço da Biopalma. A Biopalma vendeu o produto ( cachos vazios de palma ) a terceiro, sendo este o responsável pela contratação dos serviços de retirada do produto de dentro da empresa e pelo transporte do mesmo. Portanto, é inverídica a informação de que a balsa estava a serviço da empresa".

Em tempo: ao contrário do que diz a nota da Biopalma, a notícia não é inverídica. Existe, na verdade, uma relação econômica da empresa com a proprietária da carga. Portanto, a interpretação normativa da Polícia, do Ministério Público e, por fim, da Justiça, é quem vai definir sobre a responsabilidade ou não de cada um no episódio. 

Quanto à veracidade da informação, ela é correta em razão da relação econômica entre vendedor e comprador. O Ver-o-Fato, portanto, mantém a informação publicada.

10 comentários:

  1. Vale, novamente a Vale envolvida.....

    ResponderExcluir
  2. Cacho vazio? Não se vende cacho vazio, por ser um resíduo que normalmente é devolvido ao plantio como matéria orgânica... estranho...

    ResponderExcluir
  3. Se venderam realmente não tem responsabilidade. Não é por ter culpa em outros acidentes que vai-se presumir que tenha nesse também. Se a empresa soltou uma nota dessa, deve ter como provar o que diz. Culpa do comprador que era responsável pelo transporte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse Anônimo deve ser um desses que usa uniforme verde como se fosse algo importante!
      A Biopalma é uma grileira, invasora de terras Quilombolas!!!
      Não possui licença ambiental para vender esse rejeito e nem emitiu documentação para tranasporte... Não é apenas o transporte que é clandestino, a operação da Biopalma é clandestina e tinha as bênçãos do Governo Jatene!!

      Excluir
  4. Tem que mandar prender é todos os envolvidos imediatamente que logo irá aparecer o culpado.

    ResponderExcluir
  5. Não precisa estudar muito as leis ambientais para saber que a empresa é co-responsável pela destinação final de seus resíduos sólidos mesmo vendendo para terceiros. A Biopalma deveria vender somente para empresas com Licença de transporte desse tipo de Resíduos assim como licenciada para a destinação final. Essa é a legislação vigente na Política Nacional de Resíduos Sólidos. Lei 12.305/10. Quero só ver qual será o posicionamento do Estado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O prezado está corretíssimo!!!
      Sei que daqui a pouco vai aparecer um monte de DAS do Helder dizendo que a culpa é do Jateve.
      Desde sábado o Governador e os grandes grupos de comunicação não divulgam o nome Biopalma, apenas este Blog vem falando as verdades.
      Não podemos esparar alguma atitude da SEMAS, pois seu Secretário, até o presente momento, não veio a público falar da questão ambiental.
      O atual governador está mais preocupado em querer mostrar "transparência" nas contratações para fugir da fama de bandido.
      Sou apenas mais um esperando o governo vir a público falar da Biopalma. Saiba que já estou sentado!

      Excluir
  6. Gostaria só de saber, é, quem vai divulgar o tal comprador do rejeito. Do governo, nada; do Ver o Fato, nada; da Biopalma, nada... Quem nos dirá, quem foi o comprador???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não divulgam pq não há comprador!!!
      A própria Biopalma iria despejar os rejeitos onde já vem fazendo...

      Excluir