VER-O-FATO: A cabeça "fosfórica" do vereador de Belém

domingo, 21 de abril de 2019

A cabeça "fosfórica" do vereador de Belém


Da tribuna da Câmara Municipal de Belém, em 1963, o então vereador Irawaldyr Rocha pronunciava um brilhante discurso sobre um assunto muito polêmico para a época. Em dado momento, o também vereador Gonçalo Duarte solicita um aparte de seu colega orador e exclama:


"Estou muito arretado ouvindo seu discurso. Quero lhe parabenizar pela cabeça fosfórica que possui".

Irawaldyr ficou sem entender o aparte, e continuou com seu pronunciamento. Ao término, quando deixou a tribuna, foi procurar Gonçalo para saber o que ele queria dizer com o "fosfórico". Resposta de Gonçalo:

" Quis dizer que tu tens uma cabeça de palito de fósforo, isto é, quando risca vem a luz para ilumiar este recinto que sempre está no escuro".

Fonte: do livro "Barata, Passarinho e outros bichos", de Odacyl Cattete.



Nenhum comentário:

Postar um comentário