VER-O-FATO: Posto de saúde construído e fechado prejudica 7 comunidades ribeirinhas, em Ponta de Pedras

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

Posto de saúde construído e fechado prejudica 7 comunidades ribeirinhas, em Ponta de Pedras



Abandonado há décadas e com índices de pobreza e miséria entre os maiores do Brasil - comparável aos de países africanos -, o Marajó continua a pedir socorro. E denúncias de obras inacabadas, dinheiro público jogado fora, incompetência administrativa, chegam diretamente ao Ver-o-Fato.


No primeiro vídeo (veja, acima), de três que chegaram ao site, moradores das comunidades ribeirinha e quilombola de Santana do Arari e Tartarugueiros, em Ponta de Pedras, mostram um posto de saúde construído e fechado, sem funcionar. O prefeito do município é Pedro Paulo, do MDB.

No total, sete comunidades distantes da cidade de Ponta de Pedras, apelam ao governador Helder Barbalho, para que cobre do prefeito emedebista uma solução para o problema. Pessoas doentes e o posto fechado. Isto é inadmissível.

É um descalabro. Para não dizer crime.

Crédito das imagens: TheOtaciano.



Nenhum comentário:

Postar um comentário