VER-O-FATO: Jatene deixou escola de R$ 6,4 milhões no papel em Abaetetuba; moradores apelam a Helder

domingo, 17 de fevereiro de 2019

Jatene deixou escola de R$ 6,4 milhões no papel em Abaetetuba; moradores apelam a Helder



Moradores da comunidade Vila do Beja, em Abaetetuba, fizeram manifestação na sexta-feira, cobrando do governador Helder Barbalho uma obra prometida e não cumprida, superior a R$ 6 milhões, deixada no papel pelo ex-governador Simão Jatene. É a escola São Miguel de Beja, projetada para ter 12 salas de aula, auditório, ginásio coberto - incluindo quadra, vestiários e banheiros -, laboratório e dependências administrativas.


Em junho do ano passado, segundo pesquisa do Ver-o-Fato no sítio informativo da Agência Pará, orgão do governo estadual, a então secretária de Educação, Ana Claudia Serruya Hage, prometia ao prefeito de Abaetetuba, Alcides Negrão, que a obra começaria no segundo semestre.

O processo de licitação já estava em andamento, na forma de "diligência de propostas". Dizia a secretária que o valor total da obra, orçada em R$ 6,4 milhões, teria recursos oriundos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Ana Cláudia concluia de maneira eloquente que "essa obra é mais uma que concretiza, no âmbito da Educação, compromissos assumidos pelo governador Simão Jatene dentro do Pacto pela Educação”. Na verdade, o tal pacto, pelo que se vê, deixou um "furo" com a população da Vila do Beja.

No vídeo (veja acima, com crédito de The Otaciano), o povo cobra de Helder o que Jatene não cumpriu. Como a verba é pública - afinal, onde foi parar o dinheiro? - cabe a Helder, que na campanha eleitoral também prometeu fazer o que o tucano não fez, dar vida à obra.

Ah, se papel falasse....

5 comentários:

  1. Cadê o MP do Pará para investigar, processar e botar na cadeia a secretária de educação na época e o seu chefe, o ex governador tucanalha Jateve.Gente isso é grave é dinheiro público que desapareceu.Com certeza está nos valores de 1,5 bilhão de rombo que deixou o ex governador.E ainda queriam eleger o candidato 'poste" dele, com um finalidade encobrir todas essas falcatruas da tucanalha do Pará. Cadeia neles!

    ResponderExcluir
  2. Carlos Mendes, afinal de contas, Jatene deixou rombo de 1,5 bi ou não? E se deixou, fica por isso mesmo?

    ResponderExcluir
  3. Talvez está no bolso do revoltado, no bolso do estrangeiro,por que não dizer no bolso do povo....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo adorador de Tucanalha.O caso é grave e você vem com essa conversa fiada.O teu ex governador Tucanalha Jateve fez uma pedalada com o consentimento do presidente da Alepa,o candidato poste dele de 1,5 bilhão e na cara do vergonhoso MP e do ineficaz TCE.A polícia federal precisa agir logo e meter no xadrez o Jateve, o candidato poster o ex secretário da Sefaz, do planejamento e de administração, ou seja, a cadeia vai ser pouca para colocar toda Tucanalha!

      Excluir
  4. O atual Governo deve concretizar essa obra, afinal de contas, como está escrito na matéria:"a verba é pública".

    ResponderExcluir