VER-O-FATO: Questões de família

terça-feira, 1 de janeiro de 2019

Questões de família


Oscar D’Ambrosio -  
jornalista*

Relacionamentos familiares costumam dar ótimos filmes, ainda mais quando a discussão recai sobre o reestabelecimento de elos perdidos pelos mais variados motivos. O afastamento entre pai e filha é um dos motes de ‘Limites’, dirigido por Shana Feste, com Vera Farmiga e Christopher Plummer nos papeis centrais.

A narrativa gira em torno da viagem de carro da protagonista com dois personagens: o seu pai, que é um idoso traficante de drogas, e o filho dela, um adolescente sem rumo na vida. As confusões que se seguem alternam momentos de humor com cenas de intensa agonia existencial. A variação de tons ilustra bem o que é viver em família.

Por um lado, existe o amor incondicional, mas há também conflitos – e não são poucos. A mãe sentiu a ausência do pai na infância e teve um casamento infeliz. Precisa de dinheiro para pagar os estudos do filho e não tem a quem recorrer. O que poderia ser dramático, no entanto, ganha um contexto irônico pelos diálogos afiados.

O grande acerto do filme está em não levar totalmente a sério as questões que discute. Ao permear momentos de descontração, evidencia-se que a vida não é tragédia ou comedia, mas uma jornada tragicômica de acontecimentos em que vitórias e derrotas são constantes.

Sobreviver aos imprevistos é o grande segredo. E, nesse sentido, o filme traz uma visão diferenciada e contemporânea, sem mocinhos ou bandidos, mas com heróis do cotidiano, categoria em que todos nos enquadramos, pois, de uma maneira ou de outra, sempre sobrevivemos às peças que o destino nos prega.

*Oscar D’Ambrosio é jornalista pela USP, mestre em Artes Visuais pela Unesp, graduado em Letras (Português e Inglês) e doutor em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e Gerente de Comunicação e Marketing da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário