VER-O-FATO: Helder, presente: IASEP, ausente

quarta-feira, 23 de janeiro de 2019

Helder, presente: IASEP, ausente

Segurada do IASEP não conseguiu marcar exame; só em março. Pode?

Doença, para ser curada, pode esperar? Claro que não. Tem que ser combatida imediatamente, caso contrário vira problema. Mas não é assim que pensa a nova direção do IASEP, o plano de previdência dos servidores públicos do Pará. Embora no seu slogan de campanha, o hoje governador Helder Barbalho tenha usado a expressão "Helder, presente", na prática os gestores do IASEP pensam de maneira oposta.

Nas redes sociais, pipoca o drama da senhora Arlinda Pedreira Amorim, cujo plano de saúde é descontado religiosamente todo mês. O que aconteceu hoje pela manhã no órgão público, expõe a nova faceta do instituto de saúde. 

Vamos aos fatos: Ana Carolina Amorim, filha de dona Arlinda, esteve com a mãe esta manhã no IASEP para solicitar renovacão de cota para exame médico. Detalhe: no governo anterior, isso era feito automaticamente todos os anos, segundo narra Ana Carolina em sua página no Facebook.

Pois bem, chegando ao IASEP, um funcionário que nem é do Instituto, e sim da Polícia Civil, informou que, no caso da mãe de Ana Carolina, uma idosa, a cota para exame só estará disponível a partir de março. O policial explicou ter havido mudança nessa forma de exames.

Segundo ele, em janeiro a cota de exames é somente para grávidas, enquanto fevereiro é mês destinado aos renais crônicos. Ana Carolina Amorim e a mãe protestaram, dizendo que Arlinda precisava fazer o exame. Resposta educada do policial: "entre no Ministério Público". 

Em tempo: se Helder está presente, como dizia o slogan da campanha dele, o IASEP está ausente. E quem espernear que vá se queixar ao arcebispo ou pastor. No caso, o MP, fiscal da lei.


4 comentários:

  1. É um tipo de matéria que antes de ser veiculada o profissional ou empresa jornalística, deveria por obrigação consultar ou entrevistar o responsável pelo órgao denunciado e não coletar informações de fontes não confiáveis.

    ResponderExcluir
  2. Pobre do servidor ! Remédio amargo a 23 dias de gestão. Mas Helder pode trocar o gestor já!

    ResponderExcluir
  3. Foram décadas de abandono, descaso dos governos Tucanos, agora querem que o atual Governador resolva tudo em 20 dias. Brincadeira !!!!!

    ResponderExcluir
  4. Revoltado prejudica mais o governo do Helder Barbalho com essa bajulação cotidiana do que ajuda. Não sabe o bajulador que o blog ligou para o Iasep e ninguém se dignou a explicar o que havia acontecido. E pára, Revoltado, de desqualificar a denunciante que é servidora do Estado e se identifica na matéria. Vai procurar o que fazer, rapaz.

    ResponderExcluir