VER-O-FATO: A Celpa e a luz paga de Maria Raimunda

quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

A Celpa e a luz paga de Maria Raimunda


A respeito de denúncia feita ontem aqui no blogue a propósito de prejuízos sofridos pela senhora Maria Raimunda Ribeiro de Amaral, residente no Distrito Industrial, em Ananindeua, que pagou a luz atrasada e não teve a energia elétrica restabelecida no tempo devido, mesmo desembolsando o valor da taxa de religação, a direção da Celpa enviou ao Ver-o-Fato, agora à tarde, o seguinte posicionamento: 


"A Celpa informa que a suspensão do fornecimento de energia da referida cliente foi devida e que a religação foi realizada no final da tarde de ontem, 16, dentro do prazo regulatório, determinado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). É importante ressaltar que após o pagamento da fatura de energia, a religação da conta contrato pode ser solicitada pelos clientes por meio dos canais de atendimento da Celpa: site (www.celpa.com.br), Central de atendimento (0800 091 0196) e agências de atendimento presencial. Caso o cliente não solicite, após o processo de compensação bancária, a Celpa gera a religação automaticamente para os clientes, atendendo sempre o horário comercial para a geração deste serviço.

Para agilizar o processo de compensação bancária, o cliente pode se dirigir as agências de atendimentos presenciais ou encaminhar o comprovante de pagamento para o e-mail religacao@celpa.com.br. Após a geração da religação, a concessionária tem o prazo para restabelecer o serviço do cliente em 24h para solicitações de religação normal e 4h para solicitações de urgência. O serviço de religação é um item cobrado ao cliente, de acordo com o tipo de solicitação e atende os valores estipulados pelo órgão regulador do setor elétrico.

Quanto ao prazo de corte, a Celpa esclarece que avisa previamente todos os seus clientes sobre a suspensão do fornecimento de energia em função do não pagamento das faturas. O aviso ocorre por meio das próprias faturas de energia ou de documento específico de reaviso do vencimento. A suspensão do fornecimento pode ocorrer após 15 dias da entrega do reaviso.

No caso apresentado na matéria, a cliente entrou em contato com a central de atendimento às 20h32 do dia 15/01/2019, solicitando a religação de sua conta contrato, onde ainda não havia sido realizada a compensação bancária de seus débitos. Com isso, foi orientada a encaminhar os comprovantes de pagamento para o e-mail religacao@celpa.com.br. No dia 16/01/2019, após a compensação bancária, foi gerada uma religação automática com prazo de 24 horas e que foi atendida às 15h43 (cerca de 8 horas após a compensação)."

Nenhum comentário:

Postar um comentário