VER-O-FATO: Janeiro 2019

quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

Barragens da Vale, Rio do Norte, Alcoa, Hydro e Imerys no Pará são seguras ou podem romper-se? Hoje, ao vivo, no "Linha de Tiro"

Barragens da Rio do Norte, em Oriximiná: foto de Carlos Penteado
Nesta quinta-feira, a partir das 8 da noite, ao vivo, o programa "Linha de Tiro vai tratar das barragens das mineradoras no Pará, a propósito da tragédia humanitária e ambiental que se abateu sobre Brumadinho (MG) e todo o país, na semana passada. Essas barragens são seguras? A Semas as fiscaliza como deveria?

Pode pular e brincar à vontade: Justiça Federal libera trio elétrico em carnaval na Cidade Velha

O juiz diz que trio elétrico não afeta a integridade dos bens tombados
A Justiça Federal suspendeu, nesta quinta-feira (31), parecer técnico do Instituto do Patrimônio e Histórico Nacional (Iphan) e autorizou a utilização de um mini-trio elétrico pelos blocos que integram a Liga dos Blocos da Cidade Velha no nível máximo de 60 decibéis. A medida liminar (provisória) - veja aqui a íntegra - foi assinada pelo juiz federal Henrique Jorge Dantas da Cruz, da 1ª Vara.

quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

Justiça Militar manda prender "cabo Leno", envolvido com milícias que matam em Belém

Cabo "Leno": conversas gravadas

Por determinação do juiz da Justiça Militar do Pará, Lucas do Carmo Gomes, polícia prendeu o ex-policial militar Heleno Arnaud Carmo de Lima, conhecido como Cabo Leno, nesta manhã (30), em Belém. Ele, que estava na casa da mãe ao ser preso,  é suspeito de chefiar uma milícia na capital paraense. De acordo com a Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), Cabo Leno teria envolvimento com a chacina que vitimou 27 pessoas entre os dias 20 e 21 de janeiro de 2017, na região metropolitana de Belém. 

Bandidos explodem cofre da Caixa Econômica em Mãe do Rio e incendeiam carreta


O bando queimou essa carreta na BR-010

Uma quadrilha de 10 assaltantes atacou a agência bancária da Caixa Econômica Federal em Mãe do Rio, na noite de ontem, 29. Eles usaram explosivos para abrir o cofre principal e saquear o dinheiro. Na fuga, o bando chegou a levar reféns.

De acordo com a Polícia Civil, a ação criminosa foi por volta de meia noite e durou cerca de 40 minutos. Os assaltantes dispararam para o alto na cidade e pagaram pessoas como reféns, que foram posicionadas em frente à agência para evitar a ação da polícia. 

terça-feira, 29 de janeiro de 2019

Governo vai fiscalizar 3 mil barragens que estão em alto risco no País; 205 são de mineração

O governo anunciou nesta terça-feira que órgãos federais irão fiscalizar mais de 3 mil barragens que se encontram em alto risco ou possuem grande possibilidade de dano. Dessas, 205 são de resíduos de mineração e terão prioridade na fiscalização. Apesar da determinação, o governo não soube informar qual o prazo necessário para a ação.

Jader, sobre apoio a Renan Calheiros: "novo ou velho é irrelevante"

Jader está fechado com Renan, seu amigão
Cercado por jornalistas ao pisar no Senado, hoje, o senador Jader Barbalho, segundo o site "O Antagonista",  saiu-se com uma resposta inusitada ao ser perguntado sobre o apoio dele ao colega emedebista Renan Calheiros, para presidir a Casa, mais uma vez.

Segundo Jader, ele não vê problema algum em apoiar Renan Calheiros. “Essa história de renovação é conversa fiada, coisa de iniciado. E eu não sou um iniciado.”

Ele disse mais: “novo ou velho (na política) é irrelevante.”

Polícia prende engenheiros que atestaram segurança da barragem em Brumadinho e gerentes da Vale

Policiais fazem busca e apreensão em empresa em São Paulo Foto: Ananda Migliano / Ofotográfico

Cinco pessoas foram presas nesta terça-feira por ligação com a tragédia de Brumadinho (MG). Em São Paulo, a polícia deteve dois engenheiros da TÜV SÜD, empresa prestadora de serviço da Vale que atestou a segurança da barragem 1 da Mina do Feijão no fim do ano passado. Em Minas Gerais, a operação prendeu três funcionários da Vale responsáveis pela gestão da obra e pelo licenciamento ambiental. Também foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão em São Paulo e Minas. Um dos endereços visitados pela polícia foi o escritório da empresa alemã TÜV SÜD na capital paulista.

Em vídeo, mulher que servia cafezinho para diretores da Vale e Sodexo diz ter ouvido conversas sobre "trinca" em barragem que rompeu


Uma mulher que servia cafezinho para diretores da Vale e da empresa Sodexo, durante reuniões em Brumadinho, gravou um vídeo (veja, acima) - divulgado nas redes sociais pelo senador Álvaro Dias - denunciando ter ouvido conversas entre esses diretores de que "havia trinca" na barragem que rompeu e provocou a maior tragédia humanitária e ambiental do país.

segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

Cirurgia de Jair Bolsonaro dura 7 horas: ele está "clinicamente estavel", diz hospital


Após sete horas, a cirurgia para retirada da bolsa de colostomia​ do presidente Jair Bolsonaro foi encerrada na tarde desta segunda-feira (28) no hospital Albert Einstein, em São Paulo. O procedimento —iniciado às 8h30 e encerrado às 15h30— ocorreu "com êxito", segundo a Secretaria de Comunicação da Presidência da República, e acabou durando mais do que a previsão inicial, que era de três horas.

Hydro construiu barragem em área de proteção de comunidades com ordem de Jatene

Mapa atualizado que prova invasão da área de proteção pela Hydro. Fonte: CPI da Alepa
Ismael Moraes – advogado socioambiental*

Uma grande área de 2.500 hectares de floresta e de nascentes faz parte do Projeto do Distrito Industrial de Barcarena, criado por lei e por decreto em 1978, como Área de Proteção Ambiental para servir de amortecimento dos impactos potenciais que a planta industrial da Alunorte /Albrás poderiam causar às comunidades circundantes.

“Segui orientação de técnicos e esse negócio deu no que deu”, diz presidente da Vale; advogado nega responsabilidade

Fábio Schvartsman: " não funcionou 100% dentro das normas"

Fábio Schvartsman, o presidente da Vale, disse neste domingo à GloboNews que é preciso aumentar as normas de segurança para a operação de barragens de minas. “Não sei se é do conhecimento de vocês, mas eu me juntei à Vale um ano e meio atrás. Ou seja, um ano e meio depois do acidente da Samarco. Existia uma série de ações [de segurança] em andamento, que foram não de invenção da Vale, foram feitas por especialistas internacionais de renome, e nós seguimos à risca tudo, porque essa foi a orientação dos técnicos e eu não sou técnico de mineração.

60 mortos e 292 desaparecidos: para ONU, tragédia em Brumadinho "deve ser investigada como crime"

Oito dos 60 mortos, até agora: quem e quando pagará por isto?
O rompimento da barragem de Brumadinho deve ser investigado como "um crime", afirmou à BBC News Brasil o relator especial das Nações Unidas para Direitos Humanos e Substâncias Tóxicas, Baskut Tuncak. "Esse desastre exige que seja assumida responsabilidade pelo que deveria ser investigado como um crime. O Brasil deveria ter implementado medidas para prevenir colapsos de barragens mortais e catastróficas após o desastre da Samarco de 2015", disse Tuncak, em referência à tragédia de Mariana.

domingo, 27 de janeiro de 2019

Justiça bloqueia R$ 11 bilhões da Vale para reparar danos às pessoas em Brumadinho: falta prender os responsáveis

Os responsáveis por esses crimes brutais precisam ser presos, já.
Após decretar um bloqueio de R$ 5 bilhões da Vale para a reparação de danos ambientais pelo rompimento da barragem da Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG), a Justiça mineira deferiu liminar determinando um novo bloqueio de mais R$ 5 bilhões da mineradora. Desta vez o foco é garantir a reparação dos danos às pessoas atingidas no município após o desastre. De acordo com o Ministério Público de Minas Gerais, a decisão foi proferida em ação cautelar antecedente proposta pelo órgão.

"Acabou tudo. Não sobrou ninguém", diz sobrevivente em Brumadinho


Casas levadas pela lama e corpos soterrados: foto Wilton Junior/Estadão


Conhecido como Tonico da Horta, ele acompanhou o drama mais pesado bem de perto. A menos de cinco metros, remexendo a lama que invadiu o barracão sem paredes, um grupo de bombeiros se preparava para resgatar um corpo feminino da borda. “Olha isso, deve ser gente que veio arrastada".

Com 37 mortos e mais de 250 desaparecidos em Brumadinho (MG), há risco de rompimento de outra barragem


O risco de rompimento da barragem da represa da mina de Brumadinho passou de nível 1 para 2 às 4h da madrugada deste domingo, quando o sonar instalado no local detectou movimentaçao anormal na área. O tenente-coronel Flávio Godinho, da Defesa Civil de Minas Gerais, informou que, embora a quantidade de água e terra seja menor do que a da primeira barragem, ela descerá “sem freio”, com velocidade a alcance maior. 

sábado, 26 de janeiro de 2019

Risco de Brumadinho se repetir em Barcarena: MP entregou à Hydro o poder de contratar “auditoria independente”


Há riscos que não podem ser negligenciados. Foto Pedrosa Neto/Amazônia Real
Ismael Moraes – advogado socioambiental *

Dentro de 23 dias fará aniversário de 1 ano do flagrante do gigantesco despejo de rejeitos industriais pela Norsk Hydro Alunorte em nascentes de diversos rios e igarapés de Barcarena onde vivem centenas de comunidades. A tragédia em Brumadinho (MG) apresenta semelhanças com o que ocorre aqui em Barcarena.

Nas barragens minerais do Pará reina a paz dos cemitérios: tomara que os vivos acordem

Gelado e Geladinho, as duas maiores barragens da Vale em Carajás

Desde 2015, quando o Ver-o-Fato surgiu na cena blogueira paraense, temos alertado as autoridades ambientais para a completa falta de transparência  em fiscalizações nas barragens minerais em Carajás, Barcarena, Juruti, Oriximina e Trombetas. Já exibimos uma série de matérias sobre a situação das barragens da Vale, cobrando da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) um trabalho sério e rigoroso, sem politicalha pelo meio, como normalmente ocorre quando poderosos interesses econômicos se sobrepõem aos cuidados que devem existir para preservar vidas humanas de populações inteiras que residem no entorno dessas barragens. 

Juiz ordena bloqueio de R$ 1 bilhão da Vale por "tragédia anunciada"

Estrada bloqueada pela lama de rejeitos minerais das barragens rompidas
O juiz de plantão da Vara de Fazenda Pública de Belo Horizonte, Renan Carreira Machado, determinou no fim da noite desta sexta-feira, 25, o bloqueio de R$ 1 bilhão nas contas da mineradora Vale por conta do desastre provocado pelo rompimento da barragem em Brumadinho.

Bombeiros confirmam 9 mortes e 300 estariam desaparecidos: o saldo da catástrofe em Brumadinho


Resgate de vítimas e a dimensão da tragédia: quem pagará por isto?
Pouco mais de três anos depois da tragédia de Mariana, uma barragem da mineradora Vale se rompeu e outra transbordou em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte. Uma enxurrada de rejeitos de minério de ferro arrastou prédios da empresa e casas da comunidade de Vila Ferteco - o restaurante onde funcionários almoçavam na hora do acidente foi soterrado. Segundo o presidente da Vale, Fabio Schvartsman, a barragem era considerada de “baixo risco” para rompimento.

sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

Barragem da Vale se rompe em Brumadinho (MG): veja o vídeo com imagens impressionantes



Uma barragem de rejeitos da Vale se rompeu na tarde desta sexta-feira, na região de Mário Campos e Córrego do Feijão, no município de Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. De acordo com a Defesa Civil, há possíveis vítimas, e os moradores que moram na parte mais baixa da cidade serão retirados das casas.

Mandante da morte de 8 agricultores em Marabá é preso a pedido da comissão internacional de direitos humanos

José Edmundo já está em Belém
A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup), por meio da Polícia Civil, prendeu ontem, no município de Marabá, José Edmundo Ortiz Vergolino, aos 82 anos, acusado de ser o mandante da execução de oito trabalhadores rurais, ocupantes da Fazenda Ubá, em 1985, no município de São João do Araguaia. Os levantamentos que levaram à prisão do acusado foram realizados pela Assessoria Policial da Segup, e atenderam a um clamor internacional, já que o caso da Fazenda Ubá foi levado à Comissão Internacional de Direitos Humanos (CIDH), instância que chegou a condenar o Brasil e o Pará pelo episódio.

quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

Celpa no alvo do "Linha de Tiro", ao vivo, esta noite; coronel Maroja é o entrevistado


Alcebíades Maroja, do movimento Todos Contra a Celpa
Fato 1: O Pará abriga em seu território – sob pesados custos ambiental e social, jamais reparados pelo governo federal – as duas maiores usinas hidrelétricas do País genuinamente brasileiras, pois Itaipu é binacional. Tucuruí e Belo Monte, aqui instaladas, abastecem o sul maravilha, nordeste e centro oeste. Muito bem.

Juiz ouvirá técnicos antes de decidir sobre pedido de cassação de licença ambiental da Hydro

Hydro opera com metade da produção; Cainquiama quer cassar licença


Prejudicada gravemente pela multinacional norueguesa Hydro, a população de Barcarena segue firme na luta judicial para impedir que a empresa volte a cometer novos crimes ambientais e sociais enquanto não reparar os danos que já provocou em dezenas de comunidades ribeirinhas e povos da floresta, onde vivem mais de 70 mil pessoas. O juiz da 5ª Vara da Fazenda Pública, Raimundo Santana, analisa um pedido da Cainquiama, a entidade dos caboclos, indígenas e quilombolas da Amazônia, para que seja cassada a licença ambiental da empresa, que hoje funciona com metade de sua produção por determinação judicial.

quarta-feira, 23 de janeiro de 2019

Multidões nas ruas de uma Venezuela arrasada exigem saída do ditador Maduro

Multidões nas ruas contra permanência de Maduro no poder. Foto Reuters


Mão aberta levantada, Juan Guaidó, 35, jurou encarregar-se do poder Executivo da Venezuela, às 13h44 da tarde (horário local, 15h44 em Brasília), sendo muito aplaudido por manifestantes que foram às ruas nesta quarta-feira (23) para um grande protesto pedindo a saída do ditador Nicolás Maduro. Centenas de milhares foram às ruas na capital Caracas e em outras cidades, segundo estimativas de agências de notícias.

IASEP dá sua versão sobre segurada que voltou para casa sem fazer exame

Em uma nota enviada ao Ver-o-Fato na qual não explica o tratamento desrespeitoso à segurada Arlinda Pedreira Amorim, aconselhada dentro do órgão a "entrar no Ministério Público" para ver atendido seu direto a um exame médico que ela só poderá realizar no mês de março, o Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores do Estado do Pará (IASEP) apresenta sua versão dos fatos. E nela, comete uma inverdade: a de que o órgão não foi procurado pelo blogue. Foi, sim. Telefonamos e alguém que se identificou como servidor disse que a direção estava reunida e que não poderia falar sobre denúncia que desconhecia. Insistimos em falar com o gabinete da diretoria, mas a ligação caiu, e no retorno o telefone só dava ocupado. A nota do IASEP é a seguinte:

Justiça Federal barra ação do MPF que pretendia fechar lixão da Revita em Marituba

Suspender as atividades do lixão provocaria o caos, diz juiz na decisão

A Justiça Federal considerou improcedente, nesta quarta-feira (23), ação do Ministério do Público Federal (MPF) que pretendia, entre outras medidas, a suspensão das atividades das empresas Revita Engenharia S.A. e Guamá Tratamento de Resíduos Sólidos, que exploram o aterro sanitário situado em Marituba, município da Região Metropolitana de Belém.

Helder, presente: IASEP, ausente

Segurada do IASEP não conseguiu marcar exame; só em março. Pode?

Doença, para ser curada, pode esperar? Claro que não. Tem que ser combatida imediatamente, caso contrário vira problema. Mas não é assim que pensa a nova direção do IASEP, o plano de previdência dos servidores públicos do Pará. Embora no seu slogan de campanha, o hoje governador Helder Barbalho tenha usado a expressão "Helder, presente", na prática os gestores do IASEP pensam de maneira oposta.

terça-feira, 22 de janeiro de 2019

Em discurso em Davos, Bolsonaro defende abertura comercial e promete combate à corrupção


Bolsonaro: "temos o compromisso de mudar a nossa história"



O presidente Jair Bolsonaro fez nesta terça-feira, 22, um discurso de apenas 6 minutos na abertura do Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça. Ele afirmou que tem credibilidade para fazer as reformas de que o País precisa, mas não citou a da Previdência. O presidente falou em corte de impostos e prometeu combater a corrupção. "Temos o compromisso de mudar nossa história." 

Gabinete de Flávio Bolsonaro empregou mãe e mulher de PM suspeito de comandar milícia

Flávio Bolsonaro dá suas explicações, mas será que convence?
O deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) empregou em seu gabinete na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) a mãe e a mulher do capitão da Polícia Militar Adriano Magalhães da Nóbrega, alvo de um mandado de prisão acusado de comandar uma milícia no Estado. Nóbrega está foragido. 

segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

Ministro anuncia construção de 3 novas ferrovias, mas nem fala no Pará: e aí, Helder?


O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, anunciou em um vídeo (acima) publicado nas redes sociais do ministério, no último sábado, que o governo planeja lançar três novas concessões de ferrovias até o início de 2020, num “programa ambicioso, mas possível”. O primeiro trecho a ser concedido, em março, deverá ligar Porto Nacional, no Tocantins, a Estrela D’Oeste, em São Paulo, integrando uma conexão entre os portos de Itaqui (MA) e Santos (SP).

Renan despista e diz não querer a presidência do Senado. E aqui, Jader o apóia sem piscar


Podem apostar - a menos que anuncie ainda nesta semana a retirada de seu nome da disputa - que Renan Calheiros, envolvido em vários casos de corrupção e personagem principal da Lava Jato por recebimento de suposta propina paga a ele e ao senador paraense Jader Barbalho pelos construtores da usina de Belo Monte, é candidatíssimo, mais uma vez, à presidência do Senado.

domingo, 20 de janeiro de 2019

O cretino está solto: nas redes sociais e ruas



Carlos Mendes

A cretinice está solta e ninguém segura. Há tempos, ela faz sua própria rebelião. Como já previra o anjo pornográfico Nelson Rodrigues, essa rebelião consiste em deturpar o óbvio ululante. Mas não é só isso: também pretende construir sua própria moral, que é a moral do bordel.

Se não fizeram o que podiam ter feito, quando tiveram as rédeas nas mãos, então que ninguém o faça, porque não será permitido. No Brasil de hoje, transbordando problemas econômicos e sociais – 13 milhões de desempregados, saúde caótica, educação da pior qualidade, criminalidade aterradora –, o que faz o cretino? Resposta: alimenta-se da distopia e aposta no quanto pior melhor. É sua zona de conforto.

sábado, 19 de janeiro de 2019

Justiça do Trabalho vê irregularidades em chapa e afasta Carlos Xavier de eleição na Faepa

Para a juíza, chapa de Xavier está irregular
A juíza da 4ª Vara do Trabalho da comarca de Belém, Erika Vasconcelos de Lima, proferiu despacho no final da tarde de ontem, sexta-feira 18, julgando procedente e cassando o registro da chapa “Novo Pará, Novo Brasil” encabeçada por Carlos Xavier, atual presidente, que concorreria à reeleição à Federação da Agricultura do Pará - Faepa. Xavier está há 30 anos no cargo. 

sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

Paulitec não recebe um centavo do Estado enquanto não explicar maracutaia em obra no Parque do Utinga

Mendes: nada sai dos cofres públicos até final de auditoria
A coisa está feia para o lado da Construtora Paulitec, envolvida em maracutaias e superfuramento na obra do Parque do Utinga. O novo auditor Geral do Estado, Giussepp Mendes e o secretário Adjunto de Cultura, Bruno Chagas, pressionaram o representante da construtora Paulitec, empresa responsável pela obra, na tentativa de esclarecer dúvidas sobre o emprendimento, levado adiante e inaugurado durante o governo tucano de Simão Jatene. 

BNDES abre "caixa preta " e divulga listão dos maiores devedores: Vale e Norte Energia entre os primeiros

A "caixa preta" foi aberta. Veja no final da matéria o listão dos 50 maiores devedores

A Vale, que explora o minério de ferro do Pará e aufere lucros astronômicos, enquanto o Estado patina na pobreza, violência desenfreada e é vítima de graves crimes ambientais, está entre as quatro maiores empresas devedoras do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O terceiro lugar é de outra gigante que também mantém altos negócios no Pará, a Norte Energia, que administra as hidrelétricas de Belo Monte e Tucuruí.

quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

A Celpa e a luz paga de Maria Raimunda


A respeito de denúncia feita ontem aqui no blogue a propósito de prejuízos sofridos pela senhora Maria Raimunda Ribeiro de Amaral, residente no Distrito Industrial, em Ananindeua, que pagou a luz atrasada e não teve a energia elétrica restabelecida no tempo devido, mesmo desembolsando o valor da taxa de religação, a direção da Celpa enviou ao Ver-o-Fato, agora à tarde, o seguinte posicionamento: 

Governos do PT e PSDB no Pará fizeram disparar taxas de homicídios


Nos governos de Ana Júlia Carepa (PT) e Simão Jatene (PSDB), as taxas de homicídios no Pará sofreram uma variação de 74%, chegando aos níveis alarmantes de hoje, quando sair de casa e saber se  volta vivo é uma aflição permanente. Números do IBGE apontam que no governo de Ana Júlia, as taxas de mortes, quando ela assumiu o governo, estavam em 29 para cada 100 mil habitantes. Quando saiu do governo, no final de 2010, as taxas haviam disparado para 46,4.

Reforma da Previdência e outros temas polêmicos, no "Linha de Tiro", esta noite, com a professora Eliana Teixeira

Eliana Souza Franco Teixeira, a convidada do "Linha de Tiro", hoje, ao vivo


No “Linha de Tiro” desta noite, a partir das 20 horas, ao vivo, o programa vai falar sobre a polêmica reforma da Previdência. Ela vai melhorar as contas públicas? Vai piorar? E os direitos dos aposentados e dos que ainda vão se aposentar, como ficam? Além desse e de outros temas, como a situação dos direitos humanos no Brasil, especialmente no Pará, o programa abordará as novas perspectivas para a formação em Direito a partir das novas diretrizes curriculares para os Cursos de Graduação em Direito.

"Luzes do Medo", relatos inéditos sobre o fenômeno que aterrorizou populações nos anos 70, será lançado dia 15 de março

 


O livro "Luzes do Medo" - O relato de um repórter que esteve presente na Operação Prato. A maior missão militar secreta já realizada para pesquisar UFOs -, de autoria do jornalista Carlos Mendes, será lançado no próximo dia 15 de março em Curitiba (PR), durante o XXIV Congresso Brasileiro de Ufologia. Posteriormente, ele será lançado em Belém e em outras cidades. O livro, como diz o autor na apresentação, não é uma obra de ficção e qualquer coincidência com a realidade é mera semelhança. Seus personagens são pessoas de carne e osso, medo e coragem. Certezas, dúvidas, crença e ceticismo. Cada um deles, dentro da estória na qual é protagonista, tem uma experiência inesquecível a relatar. O preconceito que encarou, o isolamento que sofreu, até o rótulo de loucura.

quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

Helder no gabinete de Sérgio Moro: governador posta no twitter e recebe resposta do advogado Ismael Moraes sobre matéria do Ver-o-Fato

A matéria do Ver-o-Fato, postada esta tarde, mostrando a estreita vinculação política entre o novo presidente da Alepa, o deputado dr. Daniel e o vereador-traficante "Gordo do Aurá", repercute no gabinete do ministro da Justiça, Sérgio Moro, onde se encontrava o governador Helder Barbalho, durante audiência em que Helder solicitava o envio de 500 homens da Força Nacional de Segurança ao Pará com o objetivo de combater as forças do crime organizado.

Dr. Daniel, novo presidente da Alepa, e "Gordo do Aurá": a parceria política que deu certo e colhe bons frutos

 
Dr. Daniel e "Gordo do Aurá": parceiros eleitorais


O vereador Deivite Wener Araújo Galvão, conhecido por "Gordo do Aurá", é uma figura controvertida. Traficante de drogas em Ananindeua, onde é conhecido por tocar o terror entre os viciados que fazem a cabeça e não pagam, ele também é um político muito querido e adotado por cardeais do PSDB e, agora – pasme quem quiser – também pelo MDB. “Gordo do Aurá” anda nas nuvens, nos últimos tempos, pois seu nome, ou melhor, apelido, adoça a boca de políticos do alto escalão, inclusive do governo de Helder Barbalho, como já ocorreu no do tucano, Simão Jatene.

Pagou e não tem luz: Celpa diz que mudou. Pra pior

Realmente, a Celpa usa e abusa do seu direito de fazer o que bem entende no Pará. Tudo sob as barbas omissas do Ministério Público, que nada faz, e da tal de Arcon, agência reguladora que regula coisa nenhuma. A vítima, agora, é a senhora Maria Raimunda Ribeiro de Amaral, residente no Distrito Industrial, em Ananindeua.

terça-feira, 15 de janeiro de 2019

Bolsonaro assina decreto que facilita posse de arma de fogo

Bolsonaro,  ao assinar o decreto: "cidadão de bem terá paz dentro de casa
O presidente Jair Bolsonaro (PSL) assinou nesta terça-feira, 15, decreto que altera regras para facilitar a posse de armas de fogo, ou seja, a possibilidade de o cidadão guardar o equipamento em sua residência ou estabelecimento comercial. É a primeira medida do presidente em relação ao compromisso de campanha de flexibilizar o acesso da população em geral às armas. Bolsonaro já afirmou que futuramente flexibilizará também o porte, isto é, a possibilidade de deslocamento da arma.

Celpa cobra contas absurdas, aterroriza Vila do Beja e faz vítimas pedirem socorro a Sérgio Moro




Um vídeo entregue ao Ver-o-Fato revela a que ponto chegaram as cobranças abusivas feitas pela Celpa de suposto consumo de energia elétrica de consumidores. Analfabeta, trabalhadora da roça, que não ganha sequer o salário mínimo, com oito filhos e passando necessidades, a mulher é cobrada pela Celpa e obrigada a pagar, sob ameaça de prisão, R$ 4, 7 mil. Outra consumidora, que faz serviços gerais, também está na mesma situação, acusada de “fazer gato”. A terceira – aos prantos no vídeo acima -, não sabe o que fazer para pagar R$ 24 mil. 

segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

Cientista que ajudou a descobrir DNA perde honrarias após dizer que 'raça e inteligência estão conectadas'

Imbecilidade científica de Watson: "brancos mais inteligentes que negros"


Um dos maiores laboratórios de Nova York, nos EUA, cortou relações com um cientista americano que ajudou a descobrir o DNA — e por isso venceu o Prêmio Nobel —, James Watson, de 90 anos, após comentários racistas. Em um documentário recém-divulgado pela emissora americana PBS, ele afirmou que "raça e inteligência estão conectadas".

A desapropriação do Hospital Geral de Paragominas: governo Jatene é caso de polícia

Ismael Moraes – advogado socioambiental *

No dia 18/12/2018, o então governador Simão Jatene baixou o Decreto Estadual nº 2.304 declarando de utilidade pública para fins de desapropriação o Hospital Geral de Paragominas. A Procuradoria Geral do Estado (PGE) argumenta que há “urgência na imissão na posse” de referido bem, na ação proposta no dia seguinte à publicação do Decreto.

domingo, 13 de janeiro de 2019

Pará e Ceará: facções criminosas fazem o que bem entendem e desafiam governos

Acima, juizado de Fortaleza sob bomba. Polícia tem barra pesada


O Pará e Ceará não têm paz e vivem dominados pela violência, que explode e não poupa ninguém. Em Belém, por exempolo, seis policiais militares foram assassinados em apenas 13 dias do governo Helder Barbalho. O governador foi ao enterro de um dos PM mortos, em Icoaraci, o que demonstra sua preocupação com o estado de coisas. A polícia daqui tenta se articular para enfrentar aquele que já é seu maior desafio: diminuir os elevados índices de criminalidade, extermínios e execuções, inclusive de policiais. 

Pegaram o terrorista Battisti

Battisti usava barba postiça e estava em Santa Cruz de la Sierra

A prisão do italiano foi confirmada pela Polícia Federal do Brasil na madrugada deste domingo (13). Segundo o jornal italiano Corriere Della Sera, Battisti caminhava por uma rua de Santa Cruz de la Sierra quando foi abordado pela Interpol e por agentes bolivianos. Usava uma barba falsa e tinha com ele um documento de identidade com seu nome e data de nascimento. Battisti estava sozinho no momento da captura, por volta das 17h de sábado (19h no Brasil).

sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

Está na hora de dinamitar, implodir o estádio "Mangueirão". Faça isso, governador Helder

"Mangueirão": bonitinho por fora, mas ordinário e perigoso por dentro

Carlos Mendes - Editor do Ver-o-Fato
 
Empurraram com a barriga, enganaram os torcedores. Fizeram remendos aqui e ali, mas a verdade é uma só e, faz tempo, não engana mais os que amam o futebol paraense: o Estádio Olímpico do Pará, que também tem os nomes de “Alacid Nunes”, “Jornalista Edgard Proença”, ou popularmente "Mangueirão", tem que ser imediatamente, impiedosamente, inexoravelmente, dinamitado, explodido, implodido, qualquer coisa desse tipo. 

Crimes ambientais: projeto de juiz do Pará vencedor de prêmio nacional obriga infrator a recuperar área degradada


Para o juiz Márcio Bittencourt, "infratores pagam multas irrisórias

Condenação e penalidades mais duras para empresas e pessoas que cometem crimes contra o meio ambiente. A iniciativa, posta em prática no Pará, assegurou a Márcio Teixeira Bittencourt o Prêmio Innovare na categoria juiz em 2018. Em atividade na 2ª Vara Cível de Marabá, o magistrado é o idealizador do Plano de Execução Civil Ambiental, ação que determina, além do pagamento de multa, o replantio de espécies nativas. 

Com ida a Caracas, PT demonstra continuar refém da sua ala mais sectária

Gleise rende honras ao ditador: ruptura de princípios da história do PT

 Mathias de Alencastro - cientista político

Talvez a maior especificidade do avanço ultraconservador no Brasil tenha sido o engessamento do principal partido da social-democracia. Se os trabalhistas britânicos lançaram as bases de uma refundação e os socialistas franceses entraram em via de extinção, o PT continua tendo a maior bancada, mas segue avesso a qualquer tipo de renovação. É o pior dos dois mundos.

quinta-feira, 10 de janeiro de 2019

Governos do Pará e federal, os primeiros atos e polêmicas: esta noite, no "Linha de Tiro"; e tem Brasília, ao vivo



Com a presença do sociólogo Márcio Ponte e do historiador Elson Monteiro, ambos professores da Universidade Federal do Pará (UFPA), o programa "Linha de Tiro" desta noite de quinta-feira, sob mediação do jornalista Carlos Mendes, terá a estreia e participação em tempo real, na janela interativa, direto de Brasília, do jornalista Val-André Mutran, do blog Corredores do Planalto.

Nos primeiros 100 dias, o espelho do governo Helder Barbalho





É hábito, no Brasil, o governante determinar algumas medidas em seus primeiros 100 dias de gestão. Primeiro, para sinalizar que fará um governo diferente do antecessor. Segundo, para imprimir um estilo de administração, se mais fechado ou aberto.