VER-O-FATO: Jatene mantém Valente na chefia do MP do Pará: como será a relação dele com Helder Barbalho?

sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Jatene mantém Valente na chefia do MP do Pará: como será a relação dele com Helder Barbalho?


Como o Ver-o-Fato havia antecipado no dia 5 passado, o dia seguinte após a eleição no Ministério Público do Pará para a escolha da lista tríplice com os nomes dos candidatos ao cargo de procurador-geral de Justiça, o governador Simão Jatene ratificou a recondução de Gilberto Valente Martins à chefia do MP. 

Desta vez, como da primeira eleição que Valente disputou, não faltaram fortes emoções, polêmicas, intrigas nos corredores do parquet, tentativas de anulação do pleito e, para variar, recursos judiciais. 

Na primeira eleição, o atual procurador-geral ficou em segundo lugar. Jatene optou por Valente justificando que ele tinha "currículo e maior experiência" do que o primeiro colocado, o promotor César Mattar. Nesta, nem precisou de justificativa, ou se precisou a manteve, pois Valente ficou em primeiro lugar.

No fundo, a reeleição de Gilberto Valente sinaliza que no próximo governo, o de Helder Barbalho, o MP estará livre de amarras políticas, pelo menos em tese. As ações da Lava Jato que envolvem Helder terão de passar pelas mãos de Valente e dele exigir pareceres. 

Helder está sob o guarda-chuva do foro privilegiado. O que, de acordo com a tempestade, pode significar muita coisa, e, ao mesmo tempo, nada. 

O tempo técnico e analítico do procurador-geral para que aja como fiscal da lei e defensor da sociedade, não é, nem deve ser, o mesmo tempo político do governador do Estado ou suas circunstâncias.

Cada macaco no seu galho institucional. E a lei como limite de ambos.

5 comentários:

  1. O Pgj Gilberto Martins nunca incomodou governador do estado e ao que tudo indica manterá postura servil diante do novo governo

    ResponderExcluir
  2. Até os urubus do ver-o-peso sabiam quem esse indivíduo que está de plantão no governo nomearía para o MP, brincadeira esse cara rapaz, olha sinceramente o povo do Pará já cansou da cara do Jatene, dessa péssima administração, ainda bem que ele já está saindo.

    ResponderExcluir
  3. Se realmente esse procurador nomeado pelo governador,atuou de forma conciliadora,sem abrir nenhum processo contra o governador e o prefeito que sao do mesmo partido,isso é grave.E mais grave ainda foi a inoperância da imprensa que se acorvadado perante ao governador e seu procurador.

    ResponderExcluir
  4. O Orly, marqueteiro dos Tucanalhas disse que distribui a publicidade do governador cassado e corrupto e zenada de forma igualitária entre as emissoras de maior audiência.Ai eu achei graça da cara desse sujeito.Foi preciso o jornalista convidado dizer que no segmento de Rádio a Rádio Clube é detentora de maior audiência e não recebi verba publicitaria, aí foi que disse que também havia critérios políticos.Não aguento vou dar uma risada agora .Kkkkkkk!
    Teus dias Orly estão contados.Arrume sua troxa e vá para bem longe do Pará!

    ResponderExcluir
  5. Foi marqueteiro também do corrupto e covarde prefeito de Bragança de vulgo Raimundão e vice o pau mandado de irmã(?) esterlina, que estão aloprando na secretaria de saúde. MP, câmara e diocese? Comem junto e fingem que não veem nada.

    ResponderExcluir