terça-feira, 25 de setembro de 2018

Justiça Federal manda a leilão R$ 13,7 milhões em bens do ex-prefeito Duciomar Costa desviados dos cofres públicos

O ex-prefeito e esposa estão com os bens bloqueados
A Justiça Federal determinou a venda, por meio de leilões, de bens do ex-senador pelo Pará e ex-prefeito de Belém Duciomar Gomes da Costa (PTB), e de bens de pessoas e empresas ligadas a ele. Costa é acusado pelo Ministério Público Federal (MPF) de ter coordenado esquema de desvio de recursos públicos durante sua gestão na prefeitura.

Avaliados em R$ 13,7 milhões, os bens foram relacionados nas ações judiciais resultantes da operação Forte do Castelo, que no final de 2017 cumpriu mandados de prisão preventiva ou condução coercitiva contra Duciomar Costa e outros oito acusados por corrupção.

A Justiça determinou a venda de dois lotes urbanizados localizados em Belém, 13 salas comerciais também localizadas na capital paraense, e uma fazenda em Nova Timboteua, no nordeste do estado.

O valor arrecadado com a venda dos bens ficará depositado em juízo. Se os acusados forem condenados, os recursos serão revertidos aos cofres públicos, para ressarcimento dos desvios.

As decisões foram assinadas entre junho e agosto pelos juízes federais Rubens Rollo D’Oliveira, Hind Ghassan Kayath e Camila Martins Tonello.

Detalhes dos bens – Os lotes são os de números 7 e 8 do condomínio Cidade Cristal, na avenida Baccarat, no bairro de Val-de-Cans. Cada lote tem 6,4 mil metros quadrados e está avaliado em um mínimo de R$ 1,6 milhão.

As 13 salas comerciais estão localizadas no edifício Infinity Corporate Center, no bairro do Marco, têm entre 33 e 72 metros quadrados e valem entre R$ 285 mil e R$ 613 mil. No total, somam R$ 5,5 milhões.

Os lotes e as salas comerciais pertencem à empresa Sistema Brasileiro de Construção (SBC). A construtora tem como sócias-proprietárias a companheira de Duciomar Costa, Elaine Baia Pereira, e a irmã dela, Ilza Baia Pereira.

A fazenda Tangará I, que também vai a leilão, está no nome do ex-prefeito. O imóvel, que tem 713 hectares e está localizado na rodovia PA 324, será leiloado com mais 2,6 mil cabeças de gado em criação no local. O MPF estima que o leilão da área e do gado arrecade cerca de R$ 5 milhões.

Diversos outros bens, como aplicações financeiras e imóveis, continuam bloqueados.

Dezenove processos – Duciomar Gomes da Costa foi prefeito de Belém por dois mandatos, de 2005 a 2012. Nesse período, foi acusado de diversas irregularidades pelo MPF. Ele responde a processos criminais, ações civis públicas e ações de improbidade por problemas na aplicação de recursos da saúde e de diversos convênios federais, desde inclusão digital a obras de recuperação do patrimônio histórico. No total, ele é réu em 19 processos, só na Justiça Federal.

Os processos mais recentes foram abertos a partir de ações do MPF baseadas em provas coletadas durante a operação Forte do Castelo. Durante as investigações, feitas pelo MPF com apoio da Controladoria-Geral da União (CGU) e da Receita Federal, foi identificado que entre os projetos que tiveram recursos desviados estão as obras do sistema BRT, de linhas de ônibus que trafegam em corredores exclusivos, do Portal da Amazônia, de revitalização da orla da capital paraense, e de exploração de gás metano no aterro sanitário do Aurá. Fonte: MPF Pará


Processo nº 0009071-68.2018.4.01.3900 (leilão de salas comerciais e lotes urbanizados) - 3ª Vara da Justiça Federal em Belém (PA)
Íntegra da decisão

Processo nº 1003314-13.2017.4.01.3900 (leilão de fazenda) - 2ª Vara da Justiça Federal em Belém (PA)
Íntegra da decisão de 05/06/2018, e íntegra da decisão de 27/07/2018
Acompanhamento processual

Jatene passa governo ao presidente do TJ e vai tentar salvar candidatura de Márcio Miranda do naufrágio

Na foto oficial, Nunes assina o termo de posse no governo. Até sexta?

Aos 40 minutos do segundo tempo e sob pressão do adversário, que domina a partida e cruza a todo instante para dentro da área, na tentativa de ampliar o placar que já lhe é favorável - ao menos nas pesquisas eleitorais -, o governador Simão Jatene decidiu inventar uma licença até a próxima sexta-feira, 28, "podendo ser prorrogada", deixou o cargo e mergulhou de cabeça na campanha do candidato à sucessão dele, Márcio Miranda (DEM). Quem assumiu o governo, desde a manhã de hoje, foi presidente do Tribunal de Justiça do Estado, (TJPA), desembargador Ricardo Ferreira Nunes.

O desembargador é o terceiro na linha sucessória do poder estadual e senta na cadeira do Executivo em razão do impedimento do vice-governador, Zequinha Marinho (PSC) - hoje de mala, cuia e airbag na campanha do opositor de Jatene, o emedebista Helder Barbalho, sendo candidato ao Senado - e do presidente da Assembleia Legislativa, o deputado Márcio Miranda, cuja campanha à sucessão do padrinho político navega em barco sob forte chuva, trovoadas e mar revolto.

O Ver-o-Fato apurou, por meio de fonte ligada a Jatene e Nunes, que o governador e o presidente do TJ já vinham conversando há vários dias sobre a licença de Jatene. O governador tentou antecipar a saída temporária do cargo, mas Nunes não aceitou, alegando grande demanda de trabalho no Tribunal.

Pela vontade de Jatene, ele teria saído no começo do mês. A permanência o deixava aflito por não dar maior atenção à campanha de Miranda e também pelas restrições impostas pela legislação eleitoral.

É a primeira vez que o desembargador Ricardo Ferreira Nunes assume o cargo de governador em exercício. “A expectativa é a mais tranquila possível. A harmonia entre o Judiciário e o Executivo devem estar sempre pautadas pelo respeito e pela serenidade. Acho que a confiança refletida nessa cerimônia é resultado do relacionamento de harmonia que já existe entre os dois Poderes”, destacou o desembargador.

“Mais que um ato formal, essa transmissão representa um gesto de respeito na relação entre os Poderes Executivo e Judiciário no Estado do Pará. Deixo por alguns dias o cargo, mas com muita tranquilidade, nas mãos de uma pessoa extremamente responsável e com uma bela história na Justiça deste Estado”, observou o governador.

Detalhe: a campanha eleitoral termina no próximo dia 4, uma quinta-feira. Em vista disso, Jatene deve prorrogar o pedido de licença, embora isso ainda não tenha sido tratado com o desembargador Ricardo Nunes. 

Jatene não teria chegado tarde na árdua missão de salvar Miranda da derrota?

Com a resposta, as urnas.


Eles ignoram o Pará e a Amazônia. E a culpa é nossa, que ainda brigamos por eles

A riqueza de Carajás não serve ao Pará: aqui só deixa buracos 

Não há dúvida de que todos os candidatos a presidente da República, dos mais conhecidos aos quase anônimos, não querem saber do Pará ou da Amazônia. Para eles, só existimos como colônia do Brasil. Seus olhos estão voltados para o  centro-sul, as regiões mais desenvolvidas. 

Da Amazônia, eles, como pretendentes ao governo, só querem saber das riquezas, de peso significativo na balança comercial. E nós, amazônidas, ainda não percebemos isso. Vivemos alienados desse processo de colonização interna. Pior: somos movidos por uma cultura subalterna.

. Pergunte a qualquer candidato de olho no Palácio do Planalto qual a proposta dele para a Amazônia e ouvirá generalidades do tipo "é muito rica", "estratégica para o Brasil", ou "precisa ser olhada com carinho". Na maioria das respostas, eles mal sabem o que dizer. E por uma razão muito simples: desconhecem a região, nada sabem. Só aparecem por aqui em períodos eleitorais.

Para entender esse processo de desconhecimento e dominação sobre a região mais rica do país, o Ver-o-Fato recomenda o livro de autoria do advogado, ex-presidente da OAB do Pará e candidato ao Senado, Jarbas Vasconcelos. Trata-se de “ A Constitucionalização da Colonização Interna”.  O  livro é produto de uma pesquisa de fôlego sobre como os estados do sudeste passaram a controlar o poder federativo para nunca mais deixá-lo. 

Privilégios aos mais ricos

Isso tem sido particularmente danoso ao Pará. “A violência imposta aos cabanos gerou uma cultura subalterna, que fez o Pará amoldar-se à condição de colônia do Brasil, desde então - primeira metade do século XIX, até os dias de hoje”, diz um trecho da obra. 

E mais: “o Estado do Pará, que possui o segundo pior IDH do País, 0,675, contribui para aumentar a riqueza do estado mais rico da federação brasileira: São Paulo. Aos ricos se consagra sempre mais privilégios e, aos pobres, sempre maior sacrifício, como forma de perpetuar o colonialismo interno”. 

segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Exclusivo: Fachin rejeita pedido de Mário Couto; advogado pede reconsideração para candidato voltar ao rádio, TV e urnas

Couto: pedida reconsideração ao ministro Fachin
O candidato ao Senado Mário Couto teve indeferido pelo ministro do TSE Edson Fachin o pedido de liminar, em ação cautelar, para que o nome dele seja posto novamente nas urnas e que ele retorne à propaganda na TV e no rádio, alegando ter sofrido inúmeros prejuízos com a decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que indeferiou registro da candidatura. Fachin mandou que o candidato Wladimir Costa retome a candidatura ao Senado, mas usou argumento diferente para indeferir o retorno de Mário Couto.

Exclusivo: ministro Fachin, do TSE, determina que nome de Wlad volte às urnas e que ele retorne à propaganda no rádio e TV

Wladimir Costa: vitória parcial no TSE
Ainda com o registro da candidatura dele ao Senado impugnado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e cujo mérito do recurso contra essa decisão ainda deve ser julgado no decorrer desta semana pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o deputado federal Wladimir Costa (SD) obteve ontem à noite uma vitória parcial, em Brasília.

domingo, 23 de setembro de 2018

Página de Flexa Ribeiro suprime prisão do senador, em 2004 pela PF, na "Operação Pororoca"

Matéria do jornal "O Globo" deste domingo, 23, mostra que o senador paraense Flexa Ribeiro (PSDB), que concorre à reeleição, teve a página dele da Wikipédia modificada a partir de computador do Senado, omitindo sua prisão pela Polícia Federal, em 2004, em razão de suposta fraude em concorrências públicas da empresa do político, a Engeplan.

A idiotizada - e colonizada - consciência política do paraense





A disputa pela presidência da República parece ter contaminado e ao mesmo tempo anestesiado o debate político sobre as eleições no Pará. Da campanha para o governo do Estado a de deputados, federal e estadual, ou Senado, os candidatos estão nas ruas e carreatas. Dentro de casa, e sobretudo nas redes sociais, contudo, só se fala em Haddad, Bolsonaro, Ciro, Marina, Alckimim e outros menos citados. Pouco se fala das campanhas paraenses. O Pará, ou pelo menos boa parte dele, é Brasil. Mas será que o Brasil é Pará?

Preso terá de pagar despesas na cadeia, diz projeto pronto para ser votado no Senado. Qual a sua opinião?

Está pronto para ser votado no plenário do Senado Federal a proposta que determina ao preso o reembolso dos gastos do Estado com sua manutenção. Em alteração à Lei de Execução Penal (LEP), o Projeto de Lei do Senado (PLS) 580/2015 prevê que a compensação dos gastos é obrigatória, independentemente das circunstâncias. Se não possuir recursos próprios, o apenado pagará com trabalho, conforme a proposta.

sábado, 22 de setembro de 2018

Invasão eleitoral de privacidade

Carlos Mendes - editor

Peço aos políticos candidatos, seus assessores, agregados e bajuladores de plantão, que parem de mandar mensagens para meus contatos privados - Zap, e-mail, Facebook, caixa de comentários do blogue Ver-o-Fato - pedindo meu voto e de meus familiares.

Exclusivo - ministro do TSE Edson Fachin é indicado relator no recurso de Couto contra coligação de Barbalho e Marinho; liminar pode sair a qualquer momento

Nas mãos do ministro Fachin o destino da eleição ao Senado no Pará
A presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber,  resolveu manter, em decisão por ela tomada na tarde de ontem, o ministro Edson Fachin como relator do recurso em que Mário Couto pede a cassação do registro da chapa Jáder Barbalho e Zequinha Marinho. Os processos tratam de Demonstrativos de Regularidade de Atos Partidários (DRAP) da coligação o "Pará Daqui Pra Frente", do Partido Progressista (PP) e do Partido da República (PR), julgados conjuntamente, pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE, diante de dissidência partidária para o cargo de Senador.

sexta-feira, 21 de setembro de 2018

Aqui, o silêncio; em Brasília, o pânico: se Mario Couto ganhar recurso no TSE, Jader e Marinho ficam fora da disputa ao Senado

Assinaturas grosseiramente falsificadas: armações na convenção do PP

Cacique do MDB paraense, o senador Jader Barbalho corre sério risco de ter a candidatura à reeleição indeferida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O tribunal deve julgar nos próximos dias - provavelmente na terça-feira, 25 - o recurso de Mário Couto, hoje desafeto de Barbalho e adversário na disputa de uma vaga ao Senado, contra a decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) que indeferiu a candidatura dele.

Nova pesquisa Doxa para deputado federal: 66,5% dos eleitores ainda não têm candidato


A segunda pesquisa estadual da Doxa para deputado federal foi divulgada ontem. A pesquisa foi realizada entre os dias 12 e 15 de setembro, com uma amostra de 1.939 entrevistas, tendo como margem de erro 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos do resultado final.

quinta-feira, 20 de setembro de 2018

Jarbas Vasconcelos, hoje à noite no "Linha de Tiro", fala sobre as desigualdades que empobrecem o Pará

O programa com Jarbas começa às 20h00 e é ao vivo



O advogado Jarbas Vasconcelos, que também postula uma vaga ao Senado nesta eleição, é o candidato desta noite do programa "Linha de Tiro, com transmissão ao vivo pelo Facebook e Youtube, além do Google -  veja-o diretamente na página do Ver-o-Fato. Na bancada de entrevistadores, o sociólogo e professor da UFPA, Márcio Ponte, e o jornalista Carlos Mendes, na mediação.

PF estoura covil da corrupção em Abaetetuba; desvio de recursos na prefeitura alcança R$ 70 milhões


Nesta casa, a PF apreendeu documentos
O tempo do combate aos corruptos e ladrões do dinheiro público não é o mesmo tempo da eleição, onde candidatos reconhecidamente envolvidos em falcatruas ainda têm a cara de pau de pedir votos aos eleitores para continuar a praticar seus desvios de dinheiro e  de conduta. A missão da Polícia Federal é árdua, mas ela está sintonizada com as aspirações do povo brasileiro, especialmente o do Pará.

“Continuaremos a ver o trem passar”- Pará cobra mais benefícios pela concessão da ferrovia de Carajás

O trem da Vale: governo federal tripudia sobre os interesses do Pará


A renovação do contrato de concessão da Estrada de Ferro Carajás à empresa Vale foi objeto da terceira audiência pública organizada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT. Desta vez, a audiência ocorreu em Brasília e contou com a participação do Procurador-Geral do Estado, Ophir Cavalcante Júnior, representando os interesses do Governo do Pará.

Mário Couto, com recurso eleitoral em Brasília, larga o pau no TRE do Pará: "este tribunal não parece sério"

Couto: "declarações do candidato ao governo eram verdadeiras"
O ex-senador Mário Couto (PP), que tenta voltar ao Senado em meio a uma turbulenta batalha judicial na qual acusa a cúpula de seu partido de ter falsificado uma ata pós-convenção para prejudicar a candidatura dele e afastá-lo do pleito, favorecendo os interesses de Jader Barbalho, sentou a marreta no Tribunal Regional Eleitoral (TRE). 

quarta-feira, 19 de setembro de 2018

Justiça dá choque de lei na Celpa e proíbe empresa de realizar cobranças abusivas em Marituba


O Ministério Público do Estado, por meio da promotora Marcela Ferreira de Melo, conseguiu impedir as cobranças abusivas que vinham sendo realizadas pela Celpa junto aos consumidores de Marituba. Em setembro deste ano, após várias tentativas de resolver o problema de forma extrajudicial, a promotora ingressou na justiça com uma Ação Civil Pública (ACP) oriunda de denúncias de consumidores que vinham sendo coletadas pela Promotoria desde 2017 (por meio de inquérito civil público nº 001/2017).

CNJ "pune" com aposentadoria desembargador que cobrava propina para soltar traficantes de drogas

Feitosa cobrava propina de até R$ 500 mil. Foto do jornal O Povo


O plenário do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) determinou aposentadoria compulsória para o desembargador do Tribunal de Justiça do Ceará (TJ-CE) Carlos Rodrigues Feitosa por venda de sentenças em plantões judiciários. A decisão foi tomada por unanimidade, nesta terça-feira (18), durante o julgamento do Processo Administrativo Disciplinar (PAD) 0005022-44.2015.2.00.0000, na 278ª Sessão Ordinária do órgão.

terça-feira, 18 de setembro de 2018

Alienação de colonizado?


Eleição no Pará pegando fogo para o governo e muita gente por aqui - sobretudo nas redes sociais - prefere tratar de eleição presidencial, demonizando e endeusando candidatos que não estão nem aí para o nosso estado e seu povo, nem para a Amazônia.

Para esses candidatos ao Planalto não passamos de mera colônia, ou detalhe geográfico. O que importa, para essa gente são as riquezas que temos. Os minérios, o gado, a madeira, o plantio de grãos.

Dois jornais e um candidato: o caminho está livre para eleger Helder. E o povo, deve acreditar na mudança?

 


Na eleição de 2014, a manchete de hoje de "O Liberal" seria impensável. O jornal há tempos havia abdicado de fazer a cobertura dos fatos políticos com o mínimo de isenção - batendo no adversário abrigado nos veículos da concorrência, mas sem ouvi-lo. Isto é, limitava-se a ser mera caixa de ressonância dos interesses do PSDB e dos governos de Almir Gabriel e Simão Jatene.

segunda-feira, 17 de setembro de 2018

Ibope, ao contrário da Doxa, afirma que Helder se elege no primeiro turno

Números do Ibope diferem dos da Doxa
O Ibope, diferentemente da Doxa, apresenta um resultado totalmente diferente da eleição no Pará para o governo estadual, segundo a nova pesquisa do instituto divulgada agora  à noite pela TV Liberal. De acordo com o Ibope, Helder Barbalho estaria eleito  no primeiro turno, caso a eleição fosse realizada hoje.

Nova pesquisa da Doxa: Helder ainda na frente, mas sinal é de 2 turno; para o Senado, Jader e Couto empatados

  

A segunda pesquisa Doxa, divulgada na tarde desta segunda-feira, 17, para o governo do Pará, aponta que Helder Barbalho continua na liderança, mas apresenta a indicação de que haverá segundo turno. Para o Senado, os candidatos Jader Barbalho (12,3%) e Mário Couto (11,7%) estão tecnicamente empatados, seguidos de Flexa Ribeiro, Jarbas Vasconcelos e Sidney Rosa. Mário Couto teve seu registro impugnado pelo TRE e recorreu ao TSE para se manter na disputa.

Pará, o filho bastardo da República. E os candidatos ao governo, o que pensam disso?

Pobreza e criminalidade em alta: eis o Pará de hoje

Perdemos três décadas para discutir e promover a revisão do pacto federativo, desde a redemocratização do país. O Pará, como grande exportador, sofre com a falta dessa discussão e ainda teve de engolir a seco a famigerada Lei Kandir, que um tucano paulista impôs goela abaixo em pleno governo do PSDB no estado.

domingo, 16 de setembro de 2018

Pará: sob pobreza, roubo, submissão e demagogia política



Entra eleição, sai eleição, o problema persiste. Quando o Pará – ou seus governantes de plantão – terá uma conversa séria com os inquilinos do Palácio do Planalto sobre os prejuízos que sofre por ajudar a carregar o país nas costas?

Somos o quarto estado na balança comercial brasileira, mas o tratamento recebido de Brasília é cruel e degradante. Os repasses financeiros estão muito abaixo das exportações e mal conseguimos equilibrar receita com despesa.

sábado, 15 de setembro de 2018

TRE cassa registro de candidatura de Wlad e manda tirar nome dele das urnas

Wlad: "o juiz deveria ter se declarado suspeito"
Com voto do relator, Alexandre Buchacra, seguido pela maioria dos juízes, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) indeferiu neste sábado a candidatura ao senado de Wladimir Costa, do Solidariedade. O candidato informou que vai recorrer da decisão e em sua página no Facebook distribuiu acusações aos juízes e também aos desafetos Barbalhos, afirmando que a cassação obedece a orientação dos adversários políticos. Ele diz que Buchacra deveria ter se julgado impedido de votar no julgamento. "Eu o denunciei ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ)", acrescentou.

Haddad: um poste em curto-circuito

Haddad, no "Jornal Nacional": dificuldades para admitir erros


Não é que a Globo, no "Jornal Nacional",  seja ruim de entrevista e seus jornalistas falem mais do que o entrevistado. Isso aconteceu com Ciro Gomes, Marina Silva, Geraldo Alckmim, Henrique Meirelles e Jair Bolsonaro, além de outros. O problema de Fernando Haddad, ex-prefeito de São Paulo, é que ele é muito ruim de resposta.

sexta-feira, 14 de setembro de 2018

Ryan Williams, a saga do inglês em Belém que veio jogar no Paysandu, atuou só 20 minutos, mas se encantou com a torcida

Ryan Williams: " aqui na Inglaterra torcerei pelo Papão como vocês torcem"
Ryan Williams fez sua estreia como jogador profissional no Morecambe, time modesto da quarta divisão do Campeonato Inglês, em 2012. Nesta época, aos 22 anos, o meia cobrador de faltas jamais imaginou que um dia iria se aventurar no futebol brasileiro, apesar da idolatria pela seleção de Ronaldo, Romário e Rivaldo.

Lei anticorrupção brasileira completa 5 anos: a corrupção diminuiu?


Justino de Oliveira
- advogado *



No mês em que a lei federal n. 12.846/13 – nossa lei anticorrupção – completa 5 anos, a pergunta que para muitos tende a avaliar a sua eficácia e efetividade (a lei pegou?) seria: a corrupção diminuiu nesse período? A impressão que se tem é que a corrupção persiste, mas isso não significa que não tenhamos o que comemorar, no sentido de bons resultados trazidos pela Lei Brasileira Anticorrupção (LAB).

quinta-feira, 13 de setembro de 2018

Lúcio Flávio Pinto em debate quente, com temas polêmicos, hoje à noite no "Linha de Tiro", ao vivo. Vai perder?

 O programa começa mais cedo e termina mais tarde, com Lúcio Flávio


Polemista por essência e jornalista dos bons - daquele tipo que não se dobra aos poderosos de plantão - Lúcio Flávio Pinto, redator, editor e faz tudo do "Jornal Pessoal", a mais longeva publicação no país da imprensa alternativa e independente, é o convidado desta noite, de 19h30 às 20h30 do programa "Linha de Tiro". Aliás, Lúcio foi quem sugeriu o nome do programa e esta é a primeira aparição dele no "Linha de Tiro", ao vivo, com transmissão pelas plataformas do Facebook e Google.

Exclusivo: relator do caso Medrado e Brasil no CNMP vota por absolvição e afirma que MP do Pará fica "à reboque do poder político"



O relator do processo no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), Gustavo do Vale Rocha, votou pela improcedência e absolvição do procurador de Justiça do Ministério Público do Pará, Nelson Medrado, e do promotor de Justiça Militar, Armando Brasil Teixeira, no processo administrativo disciplinar, também conhecido por PAD, a que ambos respondem por terem investigado e promovido ação penal contra o governador Simão Jatene, o filho dele, Alberto Jatene, e outros servidores públicos envolvidos no famoso caso "Betocard", que era o abastecimento de viaturas do Estado em postos de combustíveis do filho do governador.

Pesquisa da Doxa para deputado estadual; veja os mais cotados, mas saiba que 61% dos eleitores ainda não têm candidato

São 41 vagas à Alepa disputadas por mais de 600 candidatos

Assim como fez para deputado federal - aliás, o único instituto de pesquisa até agora a fazer isso - a Doxa, empresa eminentemente paraense, publica desta vez sua pŕimeira pesquisa para deputado estadual. São mais de 600 candidatos que disputam 41 vagas à Assembleia Legislativa. Se você é candidato a deputado, está trabalhando muito para se eleger, mesmo com muitas dificuldades financeiras, mas não viu seu nome  entre os 116 com melhores intenções de voto, não se desespere. Segundo a Doxa, 61,1% dos eleitores paraenses ainda não têm candidatos à Alepa.

quarta-feira, 12 de setembro de 2018

Ciro afirma que general Mourão é "jumento de carga" e diz que Lula vive "cercado de puxa-sacos e perdeu visão da realidade"

Ciro desceu o malho nos militares e no PT, em entrevista à Globo

O presidenciável Ciro Gomes (PDT) fez duras declarações nesta quarta-feira voltado às Forças Armadas. Ele afirmou que o comandante do Exército, general Villas Bôas, "provavelmente pegaria uma cana" por afirmar que o próximo presidente eleito poderá ter a "legitimidade questionada". E classificou o general Antônio Hamilton Mourão (PRTB), candidato a vice na chapa de Jair Bolsonaro (PSL), como um "jumento de carga".

Candidatos denunciam: caciques esvaziam Fundo Partidário, prejudicam mulheres e tomam tempo na propaganda eleitoral



Vários candidatos a deputado estadual e federal que pela primeira vez participam de uma eleição, tentando contribuir com ideias e propostas para mudar a mesmice da velha política que há décadas impera no país, procuraram o Ver-o-Fato para fazer uma grave denúncia: dirigentes de grandes e pequenos partidos decidiram se apropriar da verba do Fundo Partidário - que deveria ser distribuída entre todos os candidatos com registro deferido pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) - e dividi-la entre apadrinhados e "mais chegados", jogando todos os recursos sobre aqueles que os tais caciques consideram com mais chances de obterem uma vaga na Assembleia Legislativa e Câmara Federal.

Comunidades da bacia do rio Pará repudiam acordo dos MPs e Estado com a Hydro: "morremos em silêncio", denunciam

O igarapé ( ao fundo) morreu e o povo vive doente. Foto de Catarina Barbosa
Caiu como uma bomba nas comunidades impactadas - provocando descrédito e desconfiança na eficácia de sua execução - o termo de ajuste de conduta, também conhecido por TAC, firmado entre os Ministérios Públicos Federal e Estadual com o Estado e a mineradora norueguesa Hydro, proprietária das indústrias Albrás e Alunorte, em Barcarena. 

terça-feira, 11 de setembro de 2018

Doxa divulga pesquisa para deputado federal: Eder Mauro, Cássio Andrade, Elcione, Xandão e Priante entre os primeiros


A Doxa publica sua primeira pesquisa feita em todo o estado para o cargo de deputado federal. O resultado, pela ordem, apresenta os dez melhores colocados: 1º, Eder Mauro; 2º, Cássio Andrade; 3º, Elcione Barbalho; 4º, Xandão Alegria; 5º, José Priante; 6º, Edmilson Rodrigues; 7º, Paulo Bengston; 8º, Celso Sabino; 9º, Olival Marques; 10º Arnaldo Jordy. Os outros sete melhores colocados, na sequência, do 11º ao 17º lugar, são estes, de acordo com a pesquisa: Chico da Pesca - com pedido de inelegibilidade já feito à Justiça Eleitoral pelo MPE -, Junior Ferrari, Francisca Ciza, Puty, Xarão Leão, Hélio Leite e Beto Salame.

Justiça Federal tira do Pará - leia-se Semas - licenciamento ambiental do projeto de ouro da Belo Sun, no Xingu


A decisão é  uma reviravolta e mexe no jogo mineral, até então tranquilo, que a mineradora canadense Belo Sun - enrolada até o pescoço em irregularidades - vinha praticando na região do Xingu. Órgão sob suspeita de favorecimento às grandes mineradoras que atuam no Estado, pouco ou quase nunca por ele fiscalizadas, a Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) perdeu na Justiça Federal a primazia de fazer o licenciamento ambiental da Belo Sun.

segunda-feira, 10 de setembro de 2018

Esquenta disputa no Tribunal de Justiça por vaga deixada pelo juiz Elder Lisboa. Critério é político?

Juiz Magno Guedes Chagas, o favorito
Havia uma disputa acirrada pelo preenchimento do cargo na 1ª Vara de Fazenda de Belem, do Tribunal de Justiça. Essa vara era ocupada pelo juiz Elder Lisboa Ferreira da Costa, que faleceu no dia 20 de julho passado. Vários juízes entraram na relação para assumir a titularidade, pelo critério de antiguidade da 3ª entrância, mas a direção do TJ ainda não decidiu quem deve ser o ungido. No meio do certame, muitos desistiram.

Em defesa da educação, ou já viram "A sociedade dos poetas mortos?"

No filme, alunos em cima das mesas: nova perspectiva de ver o mundo


Oscar D'Ambrosio - professor *

E não é que a campanha presidencial já começou? E não é que todos falam de educação? E não é que todos parecem não saber muito bem do que estão falando sobre o assunto? Talvez pudessem assistir, como lição de casa, o filme ‘Dead Poets Society’ (‘Sociedade dos Poetas Mortos’, de 1989, dirigido por Peter Weir.

domingo, 9 de setembro de 2018

Prefeito afastado de Igarapé-Miri denuncia juiz, anexa gravação e CNJ manda corregedora do Pará investigar

Na "capital mundial do açaí", a política e a justiça estão em colisão
Uma chuva de incertezas desabou sobre o município de Igarapé-Miri. A situação por lá é a seguinte: afastado sob a acusação de atrasar salários dos servidores e outras irregularidades, o prefeito, Ronélio Rodrigues Quaresma, o "Toninho Peso Pesado", luta no TJ paraense para voltar ao cargo. O processo dele está nas mãos do desembargador Antonio Neto e já no forno para ser julgado. Por outro lado, o vice na titularidade, Antoniel Miranda Santos, o "Irmão do Açaí" é acusado de diversas irregularidades e também responde a ações judiciais.

sábado, 8 de setembro de 2018

Pergunta sobre Lava Jato e Sudam irrita Helder e jovem que a fez tem o celular levado pelo candidato




O primeiro caso, envolvendo denúncia de suposta invasão de domicílio, agressão e apropriação indébita contra um candidato ao governo do Pará, acabou na polícia, segundo boletim de ocorrência registrado pelo jovem Samuel Benassuli Pinheiro, residente no bairro da Marambaia. A acusação é feita contra Helder Barbalho (MDB). O motivo: o jovem teria feito a Helder a seguinte pergunta, gravando a cena com um celular: "candidato, como você vai se livrar das investigações da Lava Jato e como está o dinheiro da Sudam?"

sexta-feira, 7 de setembro de 2018

Balas de ódio, facadas de intolerância: a alma brasileira está doente

Carlos Mendes - jornalista

A alma brasileira anda muito doente, em busca de cura. Faz tempo, aliás. É doença que se manifesta por meio de vários sintomas. A intolerância - irmã gêmea do ódio – é uma delas. Talvez a mais grave, porque se faz presente no antagonismo ideológico, racial, sexual, religioso e cultural. O adversário é o alvo. Seja uma pessoa, ou conceito.

quinta-feira, 6 de setembro de 2018

A Amazônia, mística e real, renegada pelo Brasil, é o tema do "Linha de Tiro" desta noite, ao vivo, com Vicente Cecim




Discriminada e abandonada pelo resto do país, apesar de sustentá-lo com suas riquezas, incluindo minérios, gado, madeira e peixe, entre outras, a Amazônia, esquecida até mesmo pelos candidatos a presidente da República, é o tema desta noite do programa "Linha de Tiro", que terá como entrevistado o jornalista, escritor e consultor político, Vicente Cecim. O programa dura 1 hora. Das 20h00 às 21h00, ao vivo, com transmissão pelo Facebook e Google, nas plataformas do site/blogue Ver-o-Fato.

Mais um feminicídio no Pará: a vítima é jornalista e morava em Marabá; criminoso se entrega

Nascimento se entregou à polícia, confessando o crime e a covardia
A jornalista Simone Aparecida Pereira: foto horas antes do crime


A banalização do feminicídio - que precisa ser combatido com mais rigor pela própria sociedade, pela polícia, ministério público e pela justiça - fez mais uma vítima no país: a jornalista Simone Aparecida Pereira, de 35 anos. Ela foi morta ontem a facadas, em Marabá, no sudeste do Pará, pelo ex-marido, Leandro Gomes Nascimento, que já está preso e confessou o crime. O assassino tinha 2 filhos com a jornalista e a matou de forma covarde, na frente do namorado, David Pasqual Medeiros. Nascimento estava separado de Simone.

quarta-feira, 5 de setembro de 2018

MPF e MP do Pará fazem acordo com a Hydro e sepultam ações criminais contra a empresa; ela nega vazamento e contaminação em Barcarena

Audiência pública em Barcarena: o povo entrou como figurante


A era da mediocridade, do conformismo e da capitulação parece ter tomado conta de vez dos Ministérios Públicos Federal e Estadual. É isso que se percebe diante da informação festejada pela norueguesa Hydro - leia-se suas empresas Alunorte e Albrás - agora à noite em Barcarena. 

Depois de longas conversas com dirigentes da empresa e audiências públicas que não serviram para nada, a não ser para mostrar que o poder econômico tudo pode e tudo faz, a Hydro, o MPF e o MPPA assinaram o famigerado Termo de Ajustamento de Conduta, de codinome TAC, em que a empresa, entre outras massagens legais, se dá ao luxo de ter a prerrogativa de fiscalizar ela própria.

Governo Jatene cria 97 cargos DAS, mas não paga retroativo e abono de policiais civis

Na porta da Alepa, os sindicalistas exigem que seus direitos sejam respeitados


"Nós estamos no limite da nossa paciência, mas não aguentamos mais tanto descaso com a nossa categoria". O desabafo, ao Ver-o-Fato, é de um policial civil envolvido na mobilização para exigir a reposição de seus direitos violados pelo governo de Simão Jatene. O Sindicato dos Policiais Civis (Sindpol), aliás, amanheceu hoje na Assembleia Legislativa. E soltou nota cuja íntegra o Ver-o-Fato abaixo reproduz.

Alunos com deficiência alcançam rendimento de mais de 80% em curso de capacitação

O curso de reparador e operador de computadores tem 85% de aprovação

Ano passado, durante fiscalização, o Ministério Público do Trabalho (MPT) constatou que a empresa Biopalma S/A, do grupo Vale, não cumpria a cota legal de contratação de pessoas com deficiência em seu quadro de funcionários, prevista na lei 8213/91. O MPT propôs à empresa a assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para evitar problemas judiciais.

Edmilson cobra investigação de contratos da Pró Saúde com o Pará

A Pro-Saúde está em todas: agora, abocanhou o "Abelardo Santos"


O deputado federal Edmilson Rodrigues anunciou no plenário da Câmara Federal, ontem, que mandou ofício ao Ministério Público Federal para investigar os contratos firmados pelo governo do estado do Pará com a Pró Saúde. A organização social é alvo da fase S.O.S, da operação Lava-Jato, acusada de viabilizar o desvio de R$ 74 milhões na gestão do ex-governador Sérgio Cabral, no Rio de Janeiro.

Time do Paysandu é a cara da diretoria: fraco e medíocre. Só a torcida pode evitar o pior


Torcedores do Paysandu, após mais uma derrota na Série B, postam nas redes sociais sua revolta contra a atual diretoria da clube, tida como fraca, que nada entende de futebol, e que faz uma das piores gestões dos últimos anos. 

De fato, desde quando importou um diretor de futebol ligado a empresários e deu a ele "carta branca" para contratar atletas ruins, "bichados", sem garra  ou qualquer identidade com a história vitoriosa do clube e sua fanática torcida, essa diretoria começou a cavar a sepultura do rebaixamento à Série C, onde já chafurda o maior rival.

terça-feira, 4 de setembro de 2018

Protocolo de ações para o Marajó é assinado

O bispo do Marajó, Dom Azcona, esteve com o procurador-geral
O Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) e a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil _ Regional Norte 2 (CNBB) assinaram protocolo de entendimentos que tem como finalidade ampliar a cooperação entre os participantes objetivando o aperfeiçoamento de suas respectivas atuações na promoção da justiça, da paz e da defesa dos direitos humanos em consonância com os objetivos do desenvolvimento sustentável estabelecidos pela Organização das Nações Unidas.