VER-O-FATO: Carlos Santos relança "A Província do Pará" para enfrentar o panfletarismo político do "Diário do Pará"

domingo, 12 de agosto de 2018

Carlos Santos relança "A Província do Pará" para enfrentar o panfletarismo político do "Diário do Pará"

A velha máxima "bateu, levou" está de volta à imprensa do Pará, depois que o jornal "O Liberal" - na fase atual, comandada por Ronaldo Maiorana Júnior - deixou de incomodar os Barbalho, com seus petardos cotidianos, respondidos com igual virulência pelo "Diário do Pará" no período em que quem dava as cartas no grupo localizado atrás do "Bosque Rodrigues Alves" era Rômulo Maiorana Junior.

De surpresa, o empresário Carlos Santos, proprietário da Rádio Marajoara, da Mix FM e de um canal de TV em Ananindeua, trouxe de volta, nas versões impressa e online, o centenário jornal "A Província do Pará". E o jornal já chegou para mostrar a que veio, sobretudo nesta fase de campanha eleitoral  acirrada entre Helder Barbalho e Márcio Miranda, este candidato do governador Simão Jatene.

Carlos Santos - que foi governador do Pará por 9 meses, substituindo Jader Barbalho, com quem hoje anda desavindo - relançou "A Província do Pará" com o claro objetivo de fazer o contra-peso político no mercado editorial onde o "Diário do Pará", um jornal marcadamente panfletário, ataca com fúria quem não apóia Helder Barbalho.

O jornal de Santos, que neste domingo traz na manchete uma chamada de entrevista com Mário Couto - ex-quase-futuro-aliado-amigo-agora inimigo dos Barbalho -, também fala bem da gestão desastrosa de Zenaldo Coutinho na prefeitura de Belém, além, é claro, de amaciar o ego do governador Simão Jatene com matérias que serão regiamente pagas. "A Província" amanheceu em todas as bancas de Belém.

Nada de novo sob o sol da planície jornalística paraense. O "Diário do Pará", sob as bençãos financeiras do governo Temer e de grandes empresas como Vale e Agropalma, segue firme na defesa ostensiva da candidatura ao governo de Helder. Enquanto isso, o "novo" jornal de Carlos Santos mostra suas armas.

Aguentem, leitores.

                                                                                            Gostou da matéria?
Então clique em nossas redes sociais, abaixo, e siga as últimas notícias em tempo real, direto na sua timeline:
https://www.facebook.com/verofatonoticias/
https://www.instagram.com/ver.o.fato.noticias/
https://twitter.com/verofato

10 comentários:

  1. Carlos Santos, é mais um integrante da quadrilha do governador Tucanalha cassado corrupto e criminoso Jateve.Esse jornal é um pasquim a serviço e pago pelo o chefe da quadrilha chamado Jateve ,tudo porque a mamata desse gângster Carlos Santos vai acabar quando Hélder for governador.

    ResponderExcluir
  2. Você como jornalista que e Carlos Mendes, é ingênuo dizer que esse pasquim é um jornal.E outra além de ingênuo você também está faltando com respeito ais seus colegas jornalistas que labutam todos os dias levando a verdadeira notícia de como está nosso Estado e nossa capital.Na qual só vemos no Diário do Pará.

    ResponderExcluir
  3. Se o Helder ganhar, a província fecha de novo! Exceto, se o sr Carlos Santos continuar "chapa branca", mudando de lado. Aliás, que essa turma não tem identidade, é um verdadeiro camaleão. É do time que está no poder.

    ResponderExcluir
  4. O Diário do pará tem a mesma credibilidade dos donos, ou seja, nenhuma. Um jornal que tem como única finalidade ser o diário de campanha da família Barbalho, tentando denegrir a imagem de quem diverge deles e os impedem de chegar ao poder, elogiar aqueles que estão ao seu lado pactuando com seus históricos de corrupção, incompetência e descaso com este estado. No tocante ao jornal "A província do Pará", do carlos santos, apesar de se ter conhecimento de que Bandeira ele defende deve-se esperar para constatar qual será o Norte editorial deste recém-reinaugurado jornal. Mas sabe-se também que o jornalista que tem por objetivo ser imparcial no Brasil, deve adotar a mídia independente, como por exemplo, este blog o ver-o-fato, que se mostra independente, imparcial, informativo e que respeita todas as divergências ideológicas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assuma sua identidade de tucano,compadre!

      Excluir
  5. Se o anônimo das 20:27 não fosse o que é - ou seja, anônimo, que prefere esconder-se a assumir sua identidade - eu diria a ele que o respeito aos colegas jornalistas, de qualquer jornal ou outro meio de comuinicação, sempre foi mantido por mim. Quando fala em panfletarismo político do "Diário" me refiro à linha editorial, que, é lógico, se confunde com a vontade dos Barbalho. Vejo, aliás, um exagero na afirmação do anônimo de que a "verdadeira notícia" só é publicada pelo jornal dos Barbalho. Se Helder vencer a eleição, transformando-se de baladeira em vidraça, essa afirmação será posta à prova, para decepção do anônimo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carlos, não esquenta com o anônimo. Ele está do lado certo da peleja em 2018, mas às vezes é muito virulento! Se todos os jornalistas fossem imparciais como você, os tucanos não estavam tantos anos no poder!

      Excluir
  6. Uma terceira via sempre é bem vinda. Chapa-branca ou não, esse jornal tem que vingar. Diário do Pará e O liberal tão em decadência a anos e comprometidos com interesses escusos.

    ResponderExcluir
  7. Parabéns ao Carlos Santos por recriar A Província do Para.

    ResponderExcluir