terça-feira, 17 de julho de 2018

Gravador eleitoral


O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) está de olho e quer impedir que a máquina pública seja usada a favor de alguém que já está no poder ou é apoiado por algum poderoso.
 

O parceiro do TSE na parada é o Ministério Público Eleitoral (MPE), que já anda gravando, fotografando e recebendo denúncias sobre práticas condenáveis.

Mas, afinal, quem são esses tais agentes públicos que não podem fazer justamente o que sempre fizeram?

Nenhum comentário:

Postar um comentário