VER-O-FATO: EM MARABÁ, BOLSONARO CHAMA INVASORES DE TERRAS DE "BANDIDOS" E DIZ SER CONTRA IDEOLOGIA DE GÊNERO NAS ESCOLAS

sexta-feira, 13 de julho de 2018

EM MARABÁ, BOLSONARO CHAMA INVASORES DE TERRAS DE "BANDIDOS" E DIZ SER CONTRA IDEOLOGIA DE GÊNERO NAS ESCOLAS

Jair Bolsonaro subiu num trio elétrico e falou para a multidão, em Marabá

Sempre levantando polêmicas por onde passa, o deputado Jair Bolsonaro afirmou ontem em Marabá, onde foi recebido no aeroporto aos gritos de "mito" e "eu vim de graça" - hoje, ele está em Parauapebas, cumprindo extensa programação - que se for eleito presidente da República vai "endireitar o país" e colocá-lo para funcionar.
 
Ele se disse defensor da família, prometeu banir o ensino de ideologia de gênero nas escolas e falou sobre a permissão do armamento da população, alegando que o cidadão "tem de ter direito a legítima defesa". Também atacou o PT, citando os anos de governo federal do partido e lamentou o que chamou de "manobras petistas" para tentar tirar Luiz Inácio Lula da Silva da cadeia.

Sobre o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), que tem enorme ramificação no Estado do Pará, ele literalmente chamou os membros do movimento de "bandidos". taxativo ao criticar movimentos que defendem invasões de terra. Segundo Bolsonaro, “ninguém tem o direito de invadir a propriedade alheia. Se o governo não tem pulso para conter esse abuso, que libere o porte de arma para que o trabalhador possa se defender”.

Do aeroporto, o grupo que apóia o pré-candidato à presidência, liderado pelo deputado federal paraense Eder Mauro partiu em carreata para a orla da cidade, para um segundo momento do ato público. Mauro disse que Jair estava no sudeste paraense para conhecer as necessidades da região.

Na carreata, havia centenas de motociclistas, além de vários tratores e retroescavadeiras pertencentes a grupos de empresários e pecuaristas. A universitária Keli Guimarães, definiu como "grande emoção" o fato de ter participado da recepção ao deputad. "Eu quase fui esmagada aqui mas valeu a pena cada momento, é o meu presente de aniversário”, enfatizou, acrescentando que havia completado 26 anos de idade.

Bolsonaro, após a carreata, esteve no quartel do Exército para cumprimentar os colegas de farda e, à noite, participou de um jantar promovido pelo Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Marabá. Em Parauapebas, ele fará palestra sobre os desafios, impactos socioambientais e as perspectivas do setor mineral na região de Carajás, com a presença de lideranças comunitárias, quilombolas e indígenas. 
Antes, porém, está prevista uma manifestação de apoio promovida pelos movimentos de direita local, com carreata programada para sair, às 9h30, da portaria de acesso à Carajás até o clube Bahamas (antigo Boliche), local do evento. É a terceira vez que o deputado Jair Bolsonaro vem ao Pará nos últimos dois anos. (Do Ver--o-Fato, com informações do Correio de Carajás)

Nenhum comentário:

Postar um comentário