terça-feira, 26 de junho de 2018

PROMOTOR INVESTIGA SERVIDORA QUE ASSINOU PONTO NA SETRAN E VIAJOU PARA VER O BRASIL NA COPA

Promotor Rodier Barata: procedimento apuratório
A promotoria de Justiça da Defesa do Patrimônio Público e da Moralidade Administrativa instaurou, na manhã desta terça-feira procedimento investigatório para averiguar possível ato de improbidade administrativa praticado pela funcionária pública Iolanda Vilhena, da Secretária de Estado de Transporte (Setran). A servidora é suspeita de ter preenchido previamente a folha de ponto do mês de junho e ter viajado à Rússia para assistir a Copa do Mundo.


O procedimento investigatório é de autoria do promotor de justiça Rodier Ataíde Barata e pode durar até 90 dias. A funcionária pública está sendo investigada por possivelmente estar em viagem para a Rússia, mas sem autorização, licença ou férias do trabalho. Uma série de imagens publicadas em redes sociais e reproduzidas por meios de comunicação mostram Iolanda supostamente em estádios da Rússia.

O Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) recebeu denúncias do fato e instaurou o procedimento investigatório para comprovação, ou não, da suposta irregularidade. A investigação pretende comprovar se a viagem realmente ocorreu, se ouve mesmo a assinatura da folha de ponto do mês e se há outros envolvidos no caso.

Em caso de comprovação da irregularidade, a funcionária pública poderá responder por ato de improbidade administrativa, devido à violação de princípios da administração pública, podendo assim perder sua função pública. Caso não seja comprovado, o caso deve ser arquivado. Fonte: MP do Pará.

4 comentários:

  1. Bilhete azul pra essa engenheira incompetente, que foi fazer farra na Rússia com o marido presidente da FPF. Essa orgia turístico-futebolística que esse casal sem vergonha está fazendo, certamente é com o dinheiro público. Como diz a gíria:"ai é uma teta mano".

    ResponderExcluir
  2. Do jeito que esse ministério público do para é inofensivo com os poderosos e umbilicalmente ligado à Jatene e quadrilha é possível que o promotor processe o jornalista que divulgou o fato!

    ResponderExcluir
  3. Deveria investigar também os promotores colegas dele que não trabalham, principalmente no interior do Estado.

    ResponderExcluir
  4. O que eu posso comentar sobre esse caso estou com medo eu posso ser processado.

    ResponderExcluir