terça-feira, 19 de junho de 2018

ABDON NÃO MORREU

Alguém lembra do Abdon, que por várias eleições lançou-se candidato ao governo do Pará e prefeitura de Belém? Esse, pelo menos, divertia os eleitores.

Queria apenas um horário no rádio e na TV para aprontar suas presepadas. Aparecia dançando e cantando ao lado de várias mulheres, as “abdonzetes”. 
 
Abdon era candidato de si mesmo. Às vezes, escalado por cacique que não queria sujar as mãos, batia em algum gigante da política em troca de uns agrados.
 
Abdon, faz anos, foi para o andar de cima. Deixou, porém, muitos seguidores. Na verdade, esses nunca morrem.
 
Porque continuam a ser candidatos deles próprios.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário