VER-O-FATO: A CORRUPÇÃO NO TRÂNSITO DE BELÉM

domingo, 10 de junho de 2018

A CORRUPÇÃO NO TRÂNSITO DE BELÉM


Uma investigação foi aberta na Divisão de Crimes Funcionais da Polícia Civil (Decrif) para investigar a denúncia de que agentes de trânsito do Departamento de Trânsito do Pará (Detran) estariam extorquindo motoristas em uma blitz na última quarta-feira na Travessa Castelo Branco, bairro do Guamá. Um vídeo gravado pela polícia mostra o momento em que um dos agentes é abordado.

Segundo a polícia, a denúncia ocorreu quando um caminhoneiro foi abordado pelos agentes do Detran em um ponto distante da blitz. No depoimento do  motorista naDecrif, os agentes públicos disseram que o veículo estaria irregular, aplicando multa superior a R$ 3 mil, e que o veículo seria removido ao pátio do Detran. 

No entanto, ainda de acordo com a denúncia, os agentes teriam cobrado R$ 1,2 mil para evitar a multa. O motorista do caminhão acionou a empresa em que trabalha, que fez a denúncia à Polícia Civil. 

A Polícia disse que uma viatura descaracterizada foi enviada ao local e ao chegar ao ponto onde estava o caminhão parado e sendo rebocado, policiais civis realizaram a abordagem aos agentes de trânsito que fugiram em uma motocicleta do próprio Detran. 

Em seguida, os policiais foram à blitz e viram vários agentes fugindo do local, abandonando alguns equipamentos e cones. Um dos agentes do Detran ficou no local e foi encaminhado à Decrif. Na delegacia, o agente de trânsito prestou depoimento e foi levado para a sala de reconhecimento. O motorista disse não ter sido foi extorquido pelo agente detido e por isso o servidor foi liberado. 

Em nota, o Detran informou que até o momento a Corregedoria do órgão não recebeu nenhuma denúncia acerca do assunto. Porém, já entrou em contato com a Decrif para atuar em conjunto na identificação dos supostos agentes que teriam participado da ação. Do Ver-o-Fato, com informações do G1 Pará.

2 comentários:

  1. tem que botar esses agentes corruptos todos na rua,tem blitz que é feita no horário de pique ,onde muitas das vezes o motorista está com o horário atrasado,isso sem contar que as vezes são feitas em lugares desapropriados como inicio de curva perigosas.

    ResponderExcluir
  2. Se gritar pega ladrão não fica um meu irmão. Aquilo lá é antro de ladrão, qualquer paraense sabe disso. Aí os pilantras fazem greve todo mês para tirar uma de ernesto cheira guevara, to mundo sabe, grevista punguista, batedor de carteira de trabalhador honesto.

    ResponderExcluir