VER-O-FATO: O RABO PRESO DO GREENPEACE

sábado, 19 de maio de 2018

O RABO PRESO DO GREENPEACE

O navio do movimento está em Belém. Barcarena? Nem pensar.


Perguntinha muito chata, impertinente mesmo, e politicamente incorreta: por que será que o pessoal do movimento Greenpeace até hoje não deu um pio sequer ou apareceu em Barcarena para prestar solidariedade às vítimas da norueguesa Norks Hydro?

Os caras acabaram de aportar em Belém, são donos de um navio luxuoso, doado por milionários ligados à causa ambiental, mas ficaram mudos e mudos continuam para os crimes ambientais e sociais que estão matando os moradores vizinhos da capital.

Devem estar muito ocupados em defender os corais do rio Amazonas, no Amapá. É por isso, também, que nunca mais abriram a boca contra o desmatamento na Amazônia.

Uma garça namoradeira do Ver-o-Peso - aquela vive no meio do pitiú - contou ao Ver-o-Fato que o Greenpeace tem o rabo ecológico preso à turma da Noruega.

Ô povinho animal fofoqueiro.

2 comentários:

  1. Além do "rabo ecológico preso", deve ter gente dentro do Greenpeace que pega uma "ponta ecolológica" pra fazer uma "vista grossa ecológica".

    ResponderExcluir
  2. A culpa de nossas incúrias é nossa não do Greenpeace.

    O alvo é outro.

    ResponderExcluir