terça-feira, 29 de maio de 2018

ÉGUA!: O JAMBU JÁ É AMERICANO


O jambu, depois dessa, fará tremer: de raiva
Os ladrões do patrimônio genético da Amazônia não dormem de touca. Depois que os japoneses tentaram patentear o cupuaçu e o açaí, agora chega a notícia de que um empresa dos Estados Unidos se diz dona da patente do nosso velho e conhecido jambu.


O pessoal da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) já foi avisado pelos americanos de que deve paralisar seus estudos sobre as propriedades anestésicas do jambu.

Os pesquisadores da UFAM, agora, estão impedidos de lançar no mercado uma pomada bucal de uso odontológico, usando o jambu como elemento genérico. O jambu é originário de regiões de trópico úmido, não existe nos Estados Unidos, nem na Europa.

Mesmo assim, são 15 patentes americanas e 34 europeias. Só que o conhecimento do seu uso pra fins anestésicos vem dos povos tradicionais, que já manipulavam a planta pra aliviar a dor de dente muito antes da academia ou das patentes.

Ora vá.. Tio Sam

Do jeito que a coisa anda, esses gringos, que já quiseram se apropriar da copaíba, andiroba, jaborandi e outras substâncias só encontradas na Amazônia, mas que curam doenças, ainda vão acabar adotando como deles o pato no tucupi, o tacacá e a maniçoba.

Nesse caso, teremos de pagar royalties para esses países. É muita cara de pau. 

5 comentários:

  1. Acredito que a coisa não é tão simples assim. O governo golpista precisa agir de inediato. Como fez o governo de Lula no caso do cupuaçu.

    ResponderExcluir
  2. Além dos políticos paraenses roubarem o nosso estado, ainda vem os gringos quererem roubar o nosso patrimônio genético, Cultural e gastronômico. Sacanagem né?

    ResponderExcluir
  3. Nosso problema é a demora em agir. Mas ainda há tempo. Outra coisa é o velho comportamento de bater palmas para quem nos rouba. É a genética da covardia.

    ResponderExcluir
  4. Carlos Mendes, de quem não se espera nada (parlamentar paraense) é que não vem nada mesmo, sô!
    Parazão é casa de mãe Joana, é terra sem lei...!!!

    ResponderExcluir
  5. É comentário geral que essa notícia é Fake News...no site da UFAM não tem nada a respeito...é ou não é verdadeira a fonte dessa notícia?

    ResponderExcluir