quinta-feira, 17 de maio de 2018

A EDUCAÇÃO, SUA IMPORTÂNCIA E TABUS, HOJE À NOITE, NO LINHA DE TIRO, AO VIVO

Everaldo e Gilsa, professores do IFPA
O programa "Linha de Tiro", desta quinta-feira à noite, de 8 às 9, ao vivo, com imagem, som e transmissão pelo Youtube, Facebook e direto na página do blogue Ver-o-Fato, vai tratar de Educação. A Educação que é a base de um sociedade evoluída. Ainda estamos longe disso, é claro, mas tentamos chegar lá. 

Os convidados do programa são dois educadores: o primeiro, é o professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA), Everaldo  Veloso da Silva, graduado em Engenharia Elétrica pela UFPA, Mestre em Gestão Pública pela Universidade Trás-os-Montes e Alto D'ouro- UTAD/Portugal, e  docente do IFPA desde 2010.

O segundo, é a professora Gilsa Pinheiro Rodrigues dos Santos, graduada em Administração com habilitação em comércio exterior pelo Centro Universitário do Pará - CESUPA, Aperfeiçoamento em Gestão Pública pela Escola Nacional de Administração Pública- ENAP e mestranda do programa de pós-graduação em Engenharia Industrial - ITEC/UFPA. Docente do Instituto Federal do Pará- IFPA, desde 2007.

Mas, afinal, para que serve a escola? Serve para preparar as pessoas para a vida? Ou é só para ensinar conteúdos, transmitir conhecimento? Há quem diga, A Constituição, o ECA e a própria Lei de Diretrizes e Bases dizem que a função da escola é preparar para o “pleno exercício da cidadania e para a qualificação para o mercado de trabalho”. 

Entretanto, de qual tipo de cidadania estamos falando? Aliás, o que é cidadania? Qual tipo de mercado de trabalho? Preparar um aluno para a cidadania é complexo e contraditório se nos perguntarmos “o que é cidadania?”. Uma cidadania limitada ao voto bianual? 

Uma cidadania em que não se pode questionar nossos representantes porque, mais cedo ou mais tarde, acabará preso? Uma cidadania forjada na “representatividade” do voto em que escolhemos entre os escolhidos pelos seus pares? Uma democracia baseada em um agrupamento de leis que não servem para o povo? Uma democracia contaminada pelo preconceito étnico, econômico, de gênero e intelectual? Que tipo de democracia estamos falando?

O programa também abordará tabus como sexualidade, drogas, violência, preconceito, diversidade cultural, morte: estes são alguns exemplos dos temas transversais, assuntos normalmente espinhosos ou tabus, que devem ser tratados de forma obrigatória nas salas de aula

Os links para assistir o programa e participar, fazendo perguntas aos convidados: 

https://www.facebook.com/verofatonoticias/

https://www.youtube.com/results?search_query=canal+ver-o-fato

www.ver-o-fato.com.br



Um comentário:

  1. Profa Gilsa e Prof Everaldo, grandes destaques na educação do Estado do Pará. Parabéns! Pergunta: Como valorizar os profissionais da educação básica, para que os mesmos possam formar e permitir a continuidade de formação para os demais graus (ensino medio, tecnologico e superior)?

    ResponderExcluir