VER-O-FATO: ACORDO SALARIAL NÃO CUMPRIDO LEVA ANALISTAS TRIBUTÁRIOS DA RECEITA FEDERAL A ENTRAR EM GREVE

terça-feira, 10 de abril de 2018

ACORDO SALARIAL NÃO CUMPRIDO LEVA ANALISTAS TRIBUTÁRIOS DA RECEITA FEDERAL A ENTRAR EM GREVE

Em Belém, a assembleia decidiu seguir a orientação de paralisação por 72 horas


Analistas tributários da Receita Federal aprovaram por ampla maioria de votos a realização de greve que começa hoje e vai até o dia 12 em todo o país. A decisão foi tomada em Assembleia Geral Nacional Unificada realizada pela categoria. Em Belém, a paralisação começou às 8 da manhã desta quarta-feira.

O motivo da greve é o descumprimento do acordo salarial da categoria assinado em 23 de março de 2016 e também contra as ações que podem inviabilizar o funcionamento da Receita Federa, afetando diretamente a administração tributária e aduaneira.

Além disso, ela também é contra as medidas que afrontam direitos dos servidores públicos de forma geral, "desestruturando todo o serviço público, como os programas de demissão voluntária, a suspensão dos concursos públicos, os cortes no orçamento de ministérios, órgãos de Estados, autarquias e fundações".

O acordo salarial não cumprido envolve a não regulamentação do bônus de eficiência, instrumento amparado no cumprimento de metas de eficiência institucional, assim como a falta de definição em relação às progressões e promoções dos analistas tributários.

Além de aprovar a realização da greve durante três dias, os analistas tributários também aprovaram a manutenção em caráter permamente da assembleia unificada. Os indicativos propostos pela diretoria executiva nacional foram aprovados por ampla maioria pelos analistas tributários que deliberaram pela paralisação.

A categoria realizará mobilizações e assembleias locais nos dias de greve, conforme orientações da diretoria executiva nacional do Sindireceita, sua entidade sindical. Nestes três dias de greve vários serviços e atividades ficam prejudicados ou suspensos na Receita Federal. 

Confira aqui as orientações para a greve. O Sindireceita, em nota enviada ao Ver-o-Fato, reforça que a unidade é necessária e importante nesse momento, assim como a participação de cada analista tributário é fundamental até que seja concretizado o acordo salarial da categoria e regulamentado o bônus de eficiência e produtividade, conquistas que só se darão com a luta conjunta de todos.

"A atuação da categoria faz-se necessária nesse período de greve e de assembeias semanais, por isso, é fundamental a integração de todos os analistas tributários nesse processo até o término das mobilizações. A cooperação da categoria é essencial para consolidação das lutas e para a conquista da vitória desejada por todos", diz a nota.

Veja aqui o ofício entregue à Receita Federal informando a deliberação dos analistas tributários.


Um comentário:

  1. Estes caras precisam compreender que todos somos importantes, o padeiro, o taxista, o professor, o pastor, o padre, o médico...Vocês não são a última coca fanta do deserto. Disto isto eu deixo uma mensagem com este lanche eu fazia o que eles fazem pela metade do preço.

    ResponderExcluir