quinta-feira, 8 de março de 2018

FORÇA TAREFA ENTRE MPF E MPPA VAI ATUAR PARA PUNIR HYDRO POR CONTAMINAÇÃO E COBRAR INDENIZAÇÕES

Uma ação conjunta entre o Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério Público do Pará (MPPA), por meio de uma força tarefa, vai acompanhar os danos ambientais provocados pela mineradora norueguesa Hydro Alunorte em Barcarena e definir estratégias de ações judiciais e administrativas contra a empresa. 

A decisão foi tomada pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge e procurador-geral de Justiça do Pará, Gilberto Valente Martins. Além de investigar os danos e promover a responsabilização criminal e civil de eventuais culpados, a força tarefa, que será composta de promotores, procuradores e integrantes da Vara Agrária de Castanhal, do Tribunal de Justiça do Estado, irá também trabalhar para promover a indenização das vítimas e reparação dos danos.

As equipes dos dois ministérios, igualmente em reuniões mensais e sem data para encerrar os trabalhos, irão "analisar, discutir e qualificar os aspectos decorrentes dos danos sociais e ambientais provocados pelo vazamento de materiais, rejeitos e resíduos químicos", assim como tomarão "medidas judiciais e administrativas".

Pesaram na decisão de Dodge e Valente o laudo do Instituto Evandro Chagas, que comprovou a contaminação das águas do entorno das bacias da Hydro e dos poços artesianos que servem às comunidades, onde pessoas denunciam estarem com câncer, problemas estomacais, coceiras e diabetes. Segundo o laudo, o chumbo, bauxita e soda caústica encontrados ans águas estavam muito acima dos limites determinados pela Organização Mundial de Saúde.

Outra motivação foram os inquéritos já existentes abertos individualmente pelo MPF e MPPA. As ações conjuntas serão tomadas sem impedir a atuação do "promotor natural", no caso o de Barcarena.

2 comentários:

  1. SINCERAMENTE O MPF DE SANTARÉM É MUITO PARCIAL COM A ALCOA EM JURUTI VELHO. O MPF SABE E TEM DOCUMENTOS DO DESVIO DE CASAS EM JURUTI VELHO, SABE QUE O PRESIDENTE DA ACOJUVE DOS ASSENTADOS DO PAE JURUTI VELHO DESVIOU MAIS DE 50 MILHÕES EM ROYALTS ELEGENDO PREFEITOS DE LÁ. O MPF SABE QUE A ALCOA QUE ATUA LÁ TEM PRATICADO CRIMES CONTRA O MEIO AMBIENTE E FICA PROCRASTINANDO SEUS ATOS EM RELAÇÃO A JURUTI VELHO. O MPF SABE DA MAFIA DE COMBUSTIVEL, SABE DO MENSALINHO SABE DO CAIXA DOIS E FICAM FAZENDO JOGUINHO SUJO E NÃO PUNEM O GEDENOR PEREIRA... O MPF DE SANTARÉM É SÓ H....

    ResponderExcluir