VER-O-FATO: Março 2018

sexta-feira, 30 de março de 2018

DEPUTADO SEFER ESTÁ "REVOLTADO" COM DECISÃO DO STJ QUE MANTEVE CONDENAÇÃO DELE, DIZ ADVOGADO LAURIA

Roberto Lauria: decisão "irregular"

O advogado Roberto Lauria, defensor do deputado Luiz Sefer, condenado a 21 anos de prisão pela juíza Maria das Graças Alfaia por crime de estupro contra menor de 9 anos e cuja decisão foi mantida no dia 9 passado pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Joel Ilan Paciornik, classificou de "irregular" a decisão do ministro, em declaração prestada ao jornal "O Liberal", na edição desta sexta-feira.

TERROR, AMEAÇAS, ESTRESSE DE SERVIDORES: É O AMBIENTE NA SECRETARIA DE FINANÇAS DA PMB, DENUNCIA SERVIDORA

Sefin, Belém: cenário de agressões e assédio moral

O Ver-o-Fato recebeu, checou, comprovou a veracidade das informações, e publica a carta-desabafo, abaixo, de uma servidora da Secretaria Municipal de Finanças (Sefin), órgão da prefeitura de Belém. O que ela - cujo nome é preservado para evitar retaliações - narra é digno de roteiro para filme de terror, no estilo "Psicose", do genial Alfred Hitchcock.

quinta-feira, 29 de março de 2018

FLAGRADOS NO CINEMA E JUNTOS, HELDER E MARINHO NADA TÊM A PERDER

A foto chegou ao Ver-o-Fato por meio de uma fonte
Um filme talhado para os dois: e, como ambos nada têm a perder, principalmente na política local, eles foram à luta. Melhor dizendo, a um dos cinemas do shopping Grão Pará assistir ao lançamento de "Nada a Perder", a vida do bispo Edyr Macedo, da Igreja Universal.

O ainda ministro Helder Barbalho (PMDB) - sai do cargo no proximo dia 7 de abril, por força da legislação eleitoral - e o vice-governador rebelde, Zequinha Marinho (PSC), encontraram no escurinho do cinema o lugar ideal para selar um noivado político cujo namoro já vinha desde o ano passado.

O CASO SEFER E OUTROS TEMAS QUENTES, HOJE, NO "LINHA DE TIRO", AO VIVO, 8 DA NOITE

A decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) de manter a condenação a 21 anos de prisão do deputado Luiz Sefer pelo estupro de uma menina de 9 anos, é  o assunto desta noite do programa "Linha de Tiro", com transmissão ao vivo e a cores pelo Facebook, Youtube e pelo blogue Ver-o-Fato.

INFORMAÇÃO ESTUPRADA


Realmente, coisas muito estranhas ocorrem na imprensa do Pará. 

Nem "O Liberal", nem o "Amazônia", menos ainda o "Diário do Pará", deram meia linha sequer sobre a decisão do STJ de manter a condenação do deputado Luiz Sefer a 21 anos de prisão. 

TVs também calaram o bico.

quarta-feira, 28 de março de 2018

EXCLUSIVO - STJ ANULA DECISÃO DA JUSTIÇA DO PARÁ E RESTAURA CONDENAÇÃO DO DEPUTADO SEFER A 21 ANOS POR CRIME DE ESTUPRO CONTRA MENOR

Deputado Luiz Sefer ainda pode recorrer contra decisão do ministro Joel Ilan Parcionik
Decisão de Alfaia mantida pelo STJ

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Joel Ilan Parcionik, da Quinta Turma, manteve a condenação do deputado estadual paraense Luiz Sefer a 21 anos de prisão, por crime de estupro contra uma menina de 9 anos. Sefer  havia sido absolvido em 2011 por 2 votos a 1, numa polêmica decisão que teve como relator o então desembargador João Maroja, hoje aposentado.

terça-feira, 27 de março de 2018

CPI DE BARCARENA AVANÇA NA CÂMARA DOS DEPUTADOS; JÁ TEM MAIS DE 230 ASSINATURAS

Jordy e Edmilson: esforço pela instalação da CPI
O requerimento é uma iniciativa da Comissão Externa da casa que está acompanhando o caso desde meados de fevereiro, coordenada por Edmilson Rodrigues e integrada também pela deputada Elcione Barbalho (PMDB) e os deputados Arnaldo Jordy (PPS), Delegado Éder Mauro (PSD) e Zé Geraldo (PT). 

NESTA QUINTA-FEIRA, O DIA TODO, NA UFPA, TEM SEMINÁRIO SOBRE O LIXÃO DE MARITUBA. APAREÇA

Clique em cima para ampliar e ler toda a programação

Um debate que se faz urgente sobre um tema que aflige a população de Marituba, o lixão da Revita, que há dois anos sufoca diariamente provoca mal estar e doenças respiratórias nos moradores. O seminário "Lixão de Marituba, o que fazer?", que começa nesta quinta feira, 29, pela manhã e à tarde, será no auditório do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH), da Universidade Federal do Pará.

segunda-feira, 26 de março de 2018

NOVIDADE: FISCAIS DA LEI QUEREM AJUSTAR A DESAJUSTADA HYDRO; ELA VAI CUMPRIR OU RASGAR?

O Ver-o-Fato não precisou de bola de cristal para saber, com um mês de antecedência, que a mineradora norueguesa Norks Hydro e sua subsidiária Hydro Alunorte, terão de assinar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) - que pode significar muita coisa na teoria, mas na prática não significa quase nada. O documento foi hoje oficialmente apresentado ao grupo empresarial pelos Ministérios Públicos Federal e Estadual.

TRF-4 REJEITA EMBARGO E MANTÉM CONDENAÇÃO DE LULA: PETISTA NÃO PODE SER PRESO ATÉ DECISÃO DO STF

O TRF-4 encerrou o caso Lula. Ao menos, lá
O Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4), por 3 votos a 0, rejeitou nesta segunda-feira, 26, o embargo de declaração do ex-presidente Lula contra o acórdão que o condenou a 12 anos e um mês de prisão, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, no caso triplex. 

POLÍTICOS RICOS INFLUENCIAM NA DISPUTA DE CANDIDATURAS MAJORITÁRIAS, DE PRESIDENTE A GOVERNADOR


A ausência de um limite para o autofinanciamento de campanhas eleitorais, aliada à proibição das doações empresariais, aumentou a influência de políticos ricos na definição das candidaturas majoritárias. Pelas regras atuais, todas as despesas, desde que não ultrapassem o teto definido para o cargo pleiteado, poderão ser pagas pelo próprio candidato.

domingo, 25 de março de 2018

EXCLUSIVO - CANALHICE, CRUELDADE: HYDRO E PREFEITO SELECIONAM QUEM RECEBE ÁGUA EM BARCARENA, DENUNCIA CAINQUIAMA


Socorro do Burajuba: ela e o marido tềm câncer e  sofrem boicote da Hydro

A crueldade humana - ainda mais a praticada por quem foi flagrado em crime ambiental e depois confessou o crime - parece não ter limites.

Direto da comunidade quilombola do Burajuba, chega ao Ver-o-Fato a denúncia às autoridades e um apelo dramático. E quem o faz é a presidente da Associação dos Caboclos, Indígenas e Quilombolas da Amazônia (Cainquiama) Maria do Socorro Silva, a "Socorro do Burajuba", doente de câncer, perseguida e jurada de morte.

CGU DESCOBRE CORRUPÇÃO DE R$ 40 MILHÕES NO BRT DA PREFEITURA DE BELÉM: OBRA PARA OU CONTINUA?



O BRT de Belém a Icoaraci pôde, até agora, não ter servido para nada, mas já serviu, pelo menos, para adubar os bolsos de corruptos que precisam ser identificados, processados e condenados a devolver o que roubaram, além de outras penalidades legais. Vejam a farra com o dinheiro público: segundo relatório da Controladoria Geral da União (CGU), a obra, até agora, foi superfaturada em R$ 40 milhões, além de um prejuízo de R$ 6,3 milhões.

sábado, 24 de março de 2018

DECISÃO SOBRE LULA NO SUPREMO ANIMA DEFESA DE CONDENADOS


Juristas e advogados – criminalistas e constitucionalistas – consideram que a decisão do Supremo Tribunal Federal que garantiu o julgamento do habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva consolidou o entendimento de que iminentes prisões após condenações em segunda instância podem ser questionadas por meio desse recurso.

sexta-feira, 23 de março de 2018

RECADO DAS COMUNIDADES À HYDRO: PEDIDOS DE DESCULPAS NÃO MATAM FOME, NEM SEDE

A indignação da moradora com o caos social e ambiental em Barcarena. Foto MPF


Ficou bem claro, durante a audiência pública de ontem em Barcarena, que as comunidades contaminadas intencionalmente pela mineradora norueguesa Norks Hydro - e isto já está claro pela própria confissão do presidente da empresa, sr. Svein Richard Brandtzæg, de que ela despejou rejeitos de bauxita no rio Pará - não aceitam pedidos hipócritas de desculpas, tentando atenuar a gravidade dos crimes ambientais e sociais praticados contra uma população indefesa.

O recado das cerca de 1.000 pessoas que compareceram à audiência, realizada na igreja da Assembleia de Deus, também foi endereçado aos fiscais da lei e do interesse público, no caso os Ministérios Públicos Federal e Estadual, que priorizavam um vergonhoso acordo com a Hydro - para ela ficar boazinha e consertar seus malfeitos - quando a urgência que está em jogo é proteger a vida de milhares de pessoas, que, doentes e desamparadas, exigem cuidados médicos, água para beber e reparação de seus direitos criminosamente violados por quem só pensa no lucro e na balança comercial de seus negócios produzidos pela exploração desenfreada das riquezas do Pará.

quinta-feira, 22 de março de 2018

JUIZ MANDA HYDRO PAGAR EXAMES MÉDICOS E DE LABORATÓRIOS A 300 MORADORES ATINGIDOS POR CONTAMINAÇÃO

 Raimundo Santana: conexão entre doenças e lançamento de rejeitos químicos

O juiz da 5ª Vara da Fazenda Pública de Belém, Raimundo Santana, determinou agora há pouco que as empresas Norks Hydro e Hydro Alunorte paguem por exames médicos e laboratoriais em 300 moradores das comunidades de Barcarena afetados pela contaminação após o lançamento de rejeitos químicos de bauxita nas águas de rios, igarapés, matas e poços artesianos da região. 

Segundo a decisão, os 300 examinados, desde crianças de 5 anos até idosos, devem representar uma amostragem  para outros exames na população "supostamente afetada". A escolha das pessoas a ser examinadas caberá à Associação dos Caboclos, Indígenas e Quilombolas da Amazônia (Cainquiama), que ingressaram na Justiça com ação judicial por meio do defensor da entidade, o advogado Ismael Moraes. 

quarta-feira, 21 de março de 2018

VERGONHA: FISCAIS DA LEI QUEREM UM ACORDÃO COM CRIMINOSOS DA HYDRO. E AS VÍTIMAS DENUNCIAM DESAMPARO




Tem algo de errado - o que pode ser desolador e vergonhoso - com as atuações dos Ministérios Públicos Federal e Estadual no caso das apurações e responsabilização da mineradora norueguesa Hydro pelo despejo de rejeitos químicos nos rios, igarapés, matas e poços de Barcarena. O resultado da atitude da empresa provocou a contaminação até das águas usadas diariamente pelas famílias, provocando danos à saúde de milhares de pessoas das comunidades da região.

Apesar de o próprio presidente da empresa, Svein Richard Brandtzæg, ter confessado os crimes ambientais e pedido publicamente desculpas às comunidades e à sociedade, o que já ensejaria medidas drásticas do MPF e MPPA, fiscais da lei e do interesse público, o que se vê é a postura pusilânime das duas instituições, outrora mais combativas, embora hoje mais preocupadas em fazer acordo com a Hydro para que ela repare o monstruoso delito praticado, quando deveriam ter agido com a desenvoltura que delas se espera.

A HYDRO E A FALÊNCIA DO ESTADO

Antônio Catete * - presidente do Sindifisco-Pará

Há um provérbio que diz que “pessoas medíocres falam de pessoas, pessoas comuns falam de fatos, pessoas inteligentes falam de ideias.”

Convém analisar a questão do vazamento de rejeitos químicos da Hydro e o comportamento do Estado brasileiro e paraense de várias formas. Algumas manifestações destacam o desastre ambiental com sua repercussão na população e no entorno. Outros destacam os R$ 7,5 bilhões de renúncia fiscal em virtude da renovação de benefícios sobre o consumo de energia elétrica da empresa, ofertados pelo governo estadual. 

terça-feira, 20 de março de 2018

CPI DA HYDRO, EM BRASÍLIA: EDMILSON CRITICA "PRÁTICA GENOCIDA" E PEDE ASSINATURA DE DEPUTADOS


O deputado federal Edmilson Rodrigues (PSOL/PA) conclamou os parlamentares no plenário da Câmara Federal, nesta terça-feira, 20, a assinar o requerimento de instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que pretende apurar os crimes ambientais causados pela refinaria Hydro Alunorte e outras empresas no município de Barcarena, no Pará. 

MP PEDE E JUÍZA MANDA QUE ESTADO INTERNE IDOSA DE 71 ANOS PARA TRATAMENTO EM HEMODIÁLISE

A juíza Kédima Pacífico Lyra, da 1ª Vara de Execução Fiscal de Belém, concedeu liminar requerida pelo Ministério Público do Estado (MPPA) e determinou a imediata transferência de uma paciente idosa, 71 anos, da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Icoaraci, para um hospital de referência em hemodiálise, atribuindo multa cominatória de mil reais, até o limite de R$ 50 mil, contra o Estado do Pará e o município de Belém, em caso de descumprimento.

segunda-feira, 19 de março de 2018

POR 12 A 0, HYDRO PERDE RECURSO NO TRIBUNAL DE JUSTIÇA: METADE DA PRODUÇÃO CONTINUA PARALISADA

Desembargador Leonam Cruz, 2ºà esquerda: decisão mantida



Os julgadores da Seção de Direito Penal do Tribunal de Justiça do Pará, em decisão unânime, por 12 votos a zero, negaram provimento ao recurso de agravo regimental interposto pela Alunorte S/A- Alumina do Norte do Brasil contra decisão do desembargador Leonam Gondim da Cruz Júnior, que indeferiu pedido de liminar da empresa e manteve, por sua vez, a decisão do juiz Iran Sampaio, da Vara Criminal de Barcarena, o qual suspendeu parcialmente as atividades da empresa Hydro Alunorte. 

PRIANTE COBRA DE JATENE CANCELAMENTO DE ISENÇÕES DE R$ 7,5 BILHÕES À HYDRO

 

Diante dos últimos acontecimentos envolvendo a mineradora norueguesa Hydro, que do alto de sua extrema arrogância mentiu por diversas vezes para o povo brasileiro - especialmente o paraense - sobre o despejo de rejeitos minerais em rios e áreas habitadas por comunidades carentes de Barcarena, mesmo depois de o presidente da empresa pedir desculpas, espalha-se pelo Estado o sentimento de indignação.

Da área política, o deputado federal José Priante, em vídeo (veja, acima), cobra do governador Simão Jatene uma atitude digna. E sugere que o tucano cancele as isenções de R$ 7,5 bilhões concedidos aos agora criminosos confessos de delitos sociais e ambientais contra populações indefesas.

PRESIDENTE DA HYDRO PEDE DESCULPAS POR CONTAMINAÇÃO DE COMUNIDADES NO PARÁ; “É HIPOCRISIA”, AFIRMA ADVOGADO DAS VÍTIMAS




Carlos Mendes - Especial para O Estado

Belém – Após negar por diversas vezes, Svein Richard Brandtzæg, presidente da mineradora noruguesa Hydro, admitiu que a empresa despejou no Rio Pará, o maior da região, rejeitos de bauxita de sua refinaria em Barcarena, no norte do estado, a 25 km de Belém. A contaminação atingiu comunidades, ribeirinhos e quilombolas que vivem no entorno das 20 bacias de rejeitos da empresa.

domingo, 18 de março de 2018

QUEM VAI DETER O MONSTRO DA NORUEGA? DESCOBERTO TERCEIRO PONTO DE DESPEJO IRREGULAR DE REJEITOS DA HYDRO, EM BARCARENA

Mais um crime ambiental. Será que a Semas de nada sabia?
Imagens divulgadas na noite deste sábado (17) mostra novo despejo irregular na refinaria da Hydro em Barcarena, nordeste do Pará. Esta é a terceira vez que os fiscais constataram despejos no empreendimento. O desvio, descoberto pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), foi feito no sistema de drenagem encontrado em uma área de armazenamento de carvão. 

sábado, 17 de março de 2018

JORNAL REVELA TRAMA CRIMINOSA PARA BURLAR JUSTIÇA; JUIZ, POLICIAL E MARIDO DE PROMOTORA SÃO INVESTIGADOS

Os três envolvidos no rumoroso caso: fotos de "O impacto"
A edição desta semana do jornal "O Impacto", de Santarém, revela o que seria uma trama para proteger um investigador da Polícia Civil de envolvimento em fraude num parecer do Ministério Público. O caso, arquivado por um juiz substituto da comarca de Redenção, está dando o que falar. Veja a íntegra da matéria de "O Impacto":

VIOLÊNCIA CONTRA VEREADORES E PREFEITOS TEVE 40 MORTES DESDE O ANO PASSADO. 5 SÃO DO PARÁ


A violência contra vereadores, ex-vereadores, prefeitos e ex-prefeitos resultou em pelo menos 40 mortes no Brasil na atual legislatura, segundo registros em reportagens do G1 publicadas entre 2017 e 2018. Nesta semana, a vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) foi assassinada a tiros no Rio de Janeiro. Ela foi a 40ª vítima (veja lista com todos os casos ao final desta reportagem). 

sexta-feira, 16 de março de 2018

A INACREDITÁVEL UNIÃO DE JATENE E BARBALHO: TUDO PELA AGROPALMA

A Agropalma vive tempos de pânico e autêntico inferno fundiário. Investigada por fraudes pela Polícia Federal e sob risco de perder suas certificações internacionais, ela encontrou amigos poderosos para ajudá-la. Claro que não é pelas belas pupilas de seus diretores.

O que você lerá a seguir parece inacreditável. Mas, saiba, é verdadeiro. Segundo fonte do Ver-o-Fato, Alberto Jatene, ou "Beto Jatene", filho do governador Simão Jatene, entrou em campo e, juntamente com outro advogado, montou uma consultoria de crises para aconselhar a Agropalma a pular as fogueiras que queimam seus pés e ameaçam tomar conta do resto do corpo.

ANUÁRIO DO SIMINERAL OMITE CONTAMINAÇÕES: E HAJA BAJULAÇÃO

A foto do "Diário" diz tudo e dispensa qualquer apresentação
Parece que o puxasaquismo, temperado com alienação sobre a realidade mineral paraense, fazem parte do mundo cor de rosa do Sindicato das Indústrias Minerais do Estado do Pará (Simineral). Isto ficou mais uma vez claro, ontem, no Espaço São José Liberto, durante o lançamento do 7º Anuário Mineral do Pará 2018.

O tal Anuário nada diz sobre as contaminações das águas de rios, igarapés e poços artesianos por rejeitos minerais das bacias de bauxita da norueguesa  Hydro Alunorte, que estão matando populações pobres de Barcarena. Nem sobre os crimes ambientais praticados pela Imerys Rio Capim, no mesmo município. Pra quê falar de coisas que só geram culpa, não é isso?

GISELES E MARIELLES


Marília Aparecida Muylaert * - psicóloga 

Dois assassinatos. Ambas, mulheres.

Uma era médica. Outra era vereadora. Ambas prestavam serviços à comunidade.

Uma branca, outra preta. Ambas levaram tiros na cabeça.

Uma teve seus bens roubados. A outra, sua voz, também. Ambas foram privadas de suas vidas.

Uma foi assassinada por bandidos. A outra também. Ambas, vítimas.

Uma foi notícia privada. A outra ficou estampada nos jornais do mundo. Ambas, estão sob a terra, sós.

quinta-feira, 15 de março de 2018

AS ÚLTIMAS DO LIXÃO DE MARITUBA E AS NOVAS DA POLUIÇÃO EM BARCARENA, HOJE À NOITE, NO "LINHA DE TIRO"

A contaminação ainda é forte em Marituba
O ambientalista e escritor André Nunes e o advogado Rodrigo Leitão são os convidados desta noite do programa "Linha de Tiro", com transmissão ao vivo e a cores de 8 às 9 desta quinta-feira. Direto aqui na página do Ver-o-Fato ou no Ver-o-Fato Notícias, no Facebook.

É CHANTAGEM: HYDRO DÁ "FÉRIAS COLETIVAS" A 400 EMPREGADOS E ACENA COM DEMISSÕES EM MASSA

Hydro Paragominas: é daqui que sai o minério rumo à poluída Barcarena


A pressão sobre o poder judiciário do Pará, feita pela Hydro Alunorte - empresa do grupo multinacional norueguês Norks Hydro - para que a justiça revogue a decisão de paralisar metade da produção da empresa, o que ocorreu desde o dia 1º de março, não está dando certo. Pelo menos até agora.

Em vista disso, a Hydro começou a jogar pesado, agora numa espécie de chantagem social, contra seus próprios empregados, o lado mais frágil a ser responsabilizado indiretamente pelas trapalhadas ambientais da empresa.

A MORTE DE MARIELLE, EXECUTADA POR LUTAR CONTRA AS INJUSTIÇAS; ATÉ QUANDO O PAÍS SERÁ REFÉM DA BARBÁRIE?

A postagem no twitter sobre violência, um dia antes do crime
Marielle Franco: ativista das causas sociais num Rio dominado pela violência

Uma nova testemunha pode ajudar a polícia na investigação da morte da vereadora Marielle Franco (PSOL), assassinada a tiros na Região Central do Rio nesta quarta-feira (14). De acordo com o ex-chefe de Polícia Civil do Rio e comentarista da TV Globo, Fernando Veloso, além da assessora, uma outra testemunha do crime já prestou depoimento na Divisão de Homicídios na madrugada desta quinta-feira (15).

quarta-feira, 14 de março de 2018

EXCLUSIVO - "QUERO PROTEÇÃO, ESTOU CORRENDO PERIGO", DENUNCIA AO VER-O-FATO TESTEMUNHA DA MORTE DE PAULO SÉRGIO, EM BARCARENA


Ele era amigo do diretor da Cainquiama, Paulo Sérgio Almeida Nascimento, de 47 anos, assassinado com 4 tiros na madrugada da última segunda-feira, dia 12. Morava na mesma casa com Paulo Sérgio e dividia as despesas com a vítima, na comunidade Fazendinha, em Barcarena. 

Levantou-se da cama, apavorado, ao ouvir os estampidos de uma arma de fogo, quando viu o corpo já ensanguentado do amigo, caído no chão, perto da porta de entrada da residência. Ainda deu tempo de ver, de costas, um homem que, trajando bermuda, fugia do local. Em seguida, ouviu o barulho de veículo partindo em velocidade do local do crime. 

EM NOTA, AGROPALMA COMENTA OPERAÇÃO DA POLÍCIA FEDERAL E NEGA ACUSAÇOES DE GRILAGEM DE TERRAS


A operação da Polícia Federal que prendeu na sexta-feira passada um diretor da Agropalma, uma cartorária e o filho dela, e que tinha mandado de prisão contra um agrimensor - que ontem se apresentou, mas ficou preso, enquanto os outros presos temporários por ordem do juiz federal Antonio Carlos Campelo já estão soltos - motivou uma nota em que a empresa se defende das acusações de grilagem de mais de 100 mil hectares de terras.

terça-feira, 13 de março de 2018

EM JORNAL DA NORUEGA, HYDRO CONFESSA QUE PRATICOU CRIMES AMBIENTAIS NO PARÁ: ISSO DÁ CADEIA







Foto Capa Jornal impresso/Fernando Mathias

Reportagem: Agnete Klevstrand

Fotos: Adrian Øhrn Johansen

Tradução: Fernando Mathias

Matéria publicada originalmente em norueguês: https://www.dn.no/nyheter/2018/03/11/1645/Industri/hydro-innrommer-ulovlige-utslipp-i-brasil

BELEM, BRASIL: A Hydro continua lutando para gerenciar a crise no Brasil, onde a contaminação da água potável de centenas de famílias e críticas severas levaram a empresa a ter que reduzir a produção da planta da Alunorte pela metade.

A Hydro até agora tem sustentado que não há prova de que a descarga de sua enorme fábrica seja a causa da contaminação, mas confessa agora que houve descargas advindas da fábrica.

segunda-feira, 12 de março de 2018

A HYDRO É DE NOVO FLAGRADA NA PRÁTICA DE CRIME AMBIENTAL: O QUE FALTA PARA PRENDER SEUS DIRETORES?

                           Detalhe da separação dos canais "antigo" e "novo" e da 
                            comporta, que permite a possibilidade de utilização do 
                           "antigo"  e lançamento de efluentes no Rio Pará.
                                Detalhe da comporta existente entre os dois compartimentos 
                                da caixa, que pode permitir a mistura de efluentes. Fotos MP

As promotorias de Justiça de Barcarena e Agrária da 1ª Região, além do Ministério Público Federal (MPF), notificaram a empresa Hydro Alunorte para que faça imediatamente, no prazo de até 48 horas, os procedimentos necessários para vedação de um canal não autorizado de despejos, descoberto semana passada após nova vistoria técnica na área de operações da empresa.

A notificação foi entregue na sexta-feira passada (9), durante reunião que avaliava o cumprimento das recomendações para evitar que novos vazamentos ocorressem na planta da empresa no município de Barcarena. O canal de despejo de rejeitos conhecido como “canal antigo” ou “canal reserva” foi descoberto após vistoria técnica realizada na semana passada.

CHARLES ALCÂNTARA DENUNCIA CONTAMINAÇÃO DA HYDRO EM AUDIÊNCIA NO SENADO: EMPRESA AINDA GANHOU ISENÇÃO DE R$ 7,5 BILHÕES


O presidente da Federação Nacional do Fisco (Fenafisco), o paraense Charles Alcântara, durante audiência no Senado sobre temas da categoria a qual pertence - a dos auditores fiscais - abordou a ação criminosa da norueguesa Norks Hydro, dona em Barcarena da Hydro Alunorte.

A GLOBO E A HYDRO


Fernando Gabeira, na Globo News, sobre a contaminação das águas pela Hydro, em Barcarena: "choveu mais na cidade, no dia 17 de fevereiro, do que em 10.000 anos".

Égua, de onde foi que o Gabeira tirou isso? Ah, foi a Hydro que deu pra ele. 

Então, tá explicada a defesa ostensiva que a reportagem dele fez da empresa norueguesa.

É o jornalismo canalha a serviço da desinformação.

SECRETARIA DE SEGURANÇA NEGOU GARANTIA DE VIDA A DIRETOR DE ENTIDADE ASSASSINADO HOJE A TIROS EM BARCARENA

O ofício do promotor ao general. abaixo, a resposta de Jeannot

O diretor da Associação dos Caboclos, Indígenas e Quilombolas da Amazônia (Cainqueama), Paulo Sérgio Almeida Nascimento, de 47 anos, foi assassinado com quatro tiros por homens que invadiram a casa dele, na madrugada desta segunda-feira, 12, dizendo estarem à procura, também para matar, de outro diretor da entidade, Bosco Oliveira Junior.

domingo, 11 de março de 2018

CASO AGROPALMA: UM JORNAL DÁ MANCHETE, HOJE; O OUTRO, FOGE DO ASSUNTO. E A HYDRO É ACUSADA EM DENÚNCIA GRAVE


Vejam como são as coisas na imprensa do Pará: o "Diário do Pará", que ao tratar das fraudes da Agropalma e da operação da Polícia Federal que prendeu o ex-gerente-geral da empresa, na sexta-feira, só deu um tripa de notícia, em sua edição deste domingo não deu nada. 

Já "O Liberal", que no sábado ignorou completamente o assunto, neste domingo produziu a manchete do jornal. Dentro, página inteira, detalhando as fraudes fundiárias. Ou seja, enquanto o jornal dos Maiorana guardou para o domingo - talvez por que estivesse sem manchete - o que deixou de dar no sábado, o "Diário" sumiu de vez com o caso.

sábado, 10 de março de 2018

JORNALISMO EM COVA RASA


A Agropalma está com tudo e não está prosa. Embora com a credibilidade no esgoto, ela ainda está de cofre cheio para pagar bons espaços na mídia regional.

Assim, mesmo na condição de patrocinadora de um dos maiores escândalos de fraudes fundiárias já ocorridos na Amazônia - particularmente no Pará - a empresa tem padrinhos fortes nos dois maiores jornais do Estado: "O Liberal" e "Diário do Pará".

AUDITORIAS CONFIRMAM E APRIMORAM AVANCOS NO CONTROLE DA CARNE NO PARÁ

Os produtores e donos de frigoríficos foram ao MPF saber dos resultados


As principais empresas que comercializam gado, carne ou couro bovinos produzidos no Pará vêm buscando garantir a legalidade da matéria-prima, e há espaço para que as rotinas de checagem sejam aprimoradas para banir de vez do mercado produtos originados em áreas com desmatamento ilegal, trabalho escravo ou de invasões de terras públicas ou de comunidades tradicionais.

sexta-feira, 9 de março de 2018

A OPERAÇÃO DA PF QUE DESMONTOU AS GRILAGENS DA AGROPALMA E O JORNALISMO INVESTIGATIVO

Maria do Socorro Oliveira, dona do cartório "fantasma", chega à PF

Demorou para acontecer e só aconteceu, verdade seja dita, porque a Polícia Federal no Pará entrou no caso. Não fosse isso, a grilagem de terras públicas e privadas que beneficiaram a empresa Agropalma - maior produtora de óleo de palma do país - continuaria a acontecer, até mesmo sob o aval de órgãos públicos cujo papel é combater crimes fundiários e ambientais.

JUSTIÇA FEDERAL DERRUBA FILHO DO DEPUTADO WLAD DO CARGO DE R$ 100 MILHÕES

Wlad bancou a nomeação do filho agora defenestrado pela Justiça
A juíza federal substituta da 5ª Vara da Justiça Federal no Pará, Mariana Garcia Cunha, derrubou a nomeação de Yorran Christie Braga da Costa, filho do deputado federal Wladimir Costa (SD), para o  cargo de delegado federal de Desenvolvimento Agrário no Pará, orgão detentor de orçamento de R$ 100 milhões.  

CASO AGROPALMA: PF EFETUA PRISÕES E BUSCA E APREENSÃO EM CASAS E CARTÓRIOS DO PARÁ



Residências de envolvidos nas fraudes foram visitadas pela PF

Segundo a mitologia grega, Apáte era um espírito que vivia dentro da caixa de Pandora e personifica o engano e a fraude. A analogia é apropriada para a operação realizada desde as 6 horas da manhã desta sexta-feira em quatro municípios paraense - Belém, Acará, Moju e Tailândia - para apurar grotescas fraudes no uso de documentos para regularização fundiária. O caso envolve a empresa Agropalma na grilagem de mais de 100 mil hectares de terras.

O Ver-o-Fato - e quem acompanha o blogue desde agosto de 2015 sabe disso - foi o único órgão da imprensa paraense a tratar do assunto e vinha insistindo para que tudo que temos denunciado, com robustas provas, fosse devidamente apurado.

quinta-feira, 8 de março de 2018

FORÇA TAREFA ENTRE MPF E MPPA VAI ATUAR PARA PUNIR HYDRO POR CONTAMINAÇÃO E COBRAR INDENIZAÇÕES

Uma ação conjunta entre o Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério Público do Pará (MPPA), por meio de uma força tarefa, vai acompanhar os danos ambientais provocados pela mineradora norueguesa Hydro Alunorte em Barcarena e definir estratégias de ações judiciais e administrativas contra a empresa. 

DEPUTADO ARNALDO JORDY, HOJE À NOITE, NO "LINHA DE TIRO"

O deputado federal Arnaldo Jordy (PPS) é o convidado do programa "Linha de Tiro", que vai ao ar esta noite, ao vivo, de 8 às 9, com transmissão de imagem e som pelo Facebook - na fanpage Ver-o-Fato Noticias - e diretamente na página do blogue Ver-o-Fato. 

ASSOCIAÇÃO DOS PROCURADORES DO PARÁ REBATE RELATÓRIO DO PROCURADOR NELSON MEDRADO E REPUDIA "JORNALISMO INFIEL"

Em nota a título de "direito de resposta", a Associação dos Procuradores do Estado do Pará (Apepa), enviou ao Ver-o-Fato suas explicações a propósito de matéria veículada no último dia 5, sob o título "Exclusivo- É um escândalo: procurador de Justiça aponta conluio do Iterpa, Semas e PGE a favor de fraudes da Agropalma". Veja a nota, abaixo, e também a posição do blogue sobre a dita cuja.

A DOR DA MULHER - CARMEN LÚCIA ESCUTA AS VÍTIMAS DA VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Ministra do STF e presidente do CNJ: "quis ouvir a dor dessas mulheres"


Advogadas, artistas, fisioterapeutas, juízas, mães. A violência contra a mulher é uma dor que une milhares de brasileiras. Às vésperas do Dia Internacional da Mulher, a ministra Carmen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), se reuniu com cinco delas e ouviu relatos emocionados de quem já encarou de perto a brutalidade que deixa marcas no corpo e na alma.

quarta-feira, 7 de março de 2018

POLICIAIS QUE ALVEJARAM CARRO DE FAMÍLIA NO PARÁ SÃO DENUNCIADOS POR TENTATIVA DE HOMICÍDIO

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou à Justiça dois policiais rodoviários federais (PRFs) acusados de tentativa de homicídio por atirarem contra uma família que teve o veículo confundido com o de assaltantes. O crime ocorreu em 25 de novembro de 2016 em Marituba, na região metropolitana de Belém.

Conforme apurado no inquérito conduzido pela Polícia Federal, oito disparos partiram das armas portadas pelos policiais denunciados (espingarda calibre 12 e pistola ".40"). Laudos do Instituto Nacional de Criminalística confirmaram que pelo menos quatro desses disparos foram direcionados para o interior do veículo, ferindo duas mulheres – uma delas grávida e a outra idosa – e um homem.

A VERDADE É A PRINCIPAL VÍTIMA DA HYDRO E DE SEUS ASSECLAS

Ismael Moraes – advogado socioambiental

O repórter da Rede Globo Fabiano Vilella, em matéria do Fantástico de domingo passado, resumiu toda a nossa revolta, indignação e até vergonha com apenas uma pergunta feita ao presidente mundial da Hydro o norueguês Svein Richard Brantzaeg: “A Hydro também comete crime ambiental na Noruega, como faz no Brasil?”

A resposta em inglês dada por Brantzaeg resumiu toda a relação dele com o governo Jatene e com a estrutura em que esteve à frente na Semas o delegado Luiz Fernandes até o dia seguinte ao estouro do escândalo: “Nós respeitamos as legislações dos 40 países em que atuamos”.

terça-feira, 6 de março de 2018

STJ DECIDE POR UNANIMIDADE: LULA PODE SER PRESO APÓS RECURSO DA 2ª INSTÂNCIA

Os 5 ministros negaram a ordem de habeas corpus preventivo



Por unanimidade, os ministros da Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) votaram contra concessão de habeas corpus para evitar a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro a uma pena de 12 anos e 1 mês de prisão pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).

VENENO NAS ÁGUAS, MAL ODOR NOS GABINETES

Charles Alcântara - auditor fiscal *

O artigo do advogado Ismael Moraes, “A macabra matemática norueguesa: 4 mil empregos por 60 mil vidas”, desmascara a chantagem encoberta pelo discurso da geração de empregos, que é utilizado como álibi para tudo, inclusive para matar.

Quatro mil empregos não são salvo-conduto para o envenenamento das nossas águas e o atentado contra a saúde e a vida de um único ser humano, quanto mais de dezenas de milhares, principalmente em se tratando de uma empresa que lucra mais de R$ 5 bilhões por ano com a exploração das nossas riquezas, e que foi agraciada com mais de R$ 7,5 bilhões em dispensa de impostos.

segunda-feira, 5 de março de 2018

EM REUNIÃO COM EDMILSON, COMUNITÁRIOS ENVENENADOS PELA HYDRO DESABAFAM E EXIGEM SOLUÇÃO

Na foto de Pedrosa Neto, as bacias da morte cravadas entre a floresta


O deputado Edmilson Rodrigues (PSOL/PA), coordenador da Comissão Externa da Câmara Federal que apura os crimes ambientais ocorridos em Barcarena, Nordeste Paraense, recebeu nesta segunda-feira, 05, diversas lideranças de comunidades daquele município, que relataram o drama sofrido desde os anos 80, quando instalou-se um polo industrial na cidade, e, especialmente, o aprofundamento da crise desde o perceptível vazamento de rejeitos tóxicos da Hydro Alunorte, empresa de capital norueguês integrante da cadeia produtora de alumínio, há duas semanas.

DESEMBARGADOR LEONAM CRUZ BARRA PEDIDO DA HYDRO PARA RETOMAR ATIVIDADES SUSPENSAS


Leonam disse que não há necessidade de medida urgente, como queria a Hydro
O desembargador Leonam Gondim da Cruz Júnior indeferiu nesta segunda-feira, 5, pedido de liminar impetrado pela Hydro Alunorte com o intuito de retomar as atividades da empresa, que estão parcialmente suspensas. A Hydro Alunorte teve que reduzir a sua produção em 50% após determinação do juiz Iran Ferreira Sampaio, da Comarca de Barcarena, que justificou a decisão com base no possível risco à vida das comunidades envolvidas e à natureza, após a confirmação de vazamento de rejeitos no meio ambiente.

EXCLUSIVO - É UM ESCÂNDALO: PROCURADOR DE JUSTIÇA APONTA CONLUIO DO ITERPA, SEMAS E PGE A FAVOR DE FRAUDES DA AGROPALMA

 



Antes de ser afastado, em agosto do ano passado, pelo procurador-geral de Justiça, Gilberto Valente, do comando do Núcleo de Combate  à Improbidade Administrativa e Corrupção (NCIAC), do Ministério Público do Pará - sob o argumento de que ele estava sob processo administrativo disciplinar, mas coincidentemente no momento em que havia acabado de investigar e ter denunciado à Justiça o governador Simão Jatene, no famoso caso Betocard - o procurador Nelson Medrado produziu um relatório devastador. 

Esse relatório, com pedido de providências, nunca foi divulgado pela imprensa paraense. Ele trata de grotescas fraudes das quais a empresa Agropalma se beneficia junto a órgãos públicos para se apossar de mais de 106 mil hectares de terras no Acará, Moju e Tailândia. 

domingo, 4 de março de 2018

A MACABRA MATEMÁTICA NORUEGUESA: 4 MIL EMPREGOS POR 60 MIL VIDAS

Ismael Moraes – advogado socioambiental
O primeiro ministro inglês Winston Churchill, ao resistir ao nazismo, fez a humanidade acreditar que, mesmo diante das maiores dificuldades, o bem pode vencer o mal.

Nas suas “Memórias da Segunda Guerra Mundial”, obra pela qual recebeu o Nobel de Literatura em 1953, há uma passagem onde revela o caráter hipócrita de alguns noruegueses: enquanto a Inglaterra ameaçava a Alemanha caso invadisse a Noruega, uma missão da Marinha britânica flagrou militares noruegueses dando cobertura, por meio de mentiras, a alemães que mantinham 300 marinheiros ingleses aprisionados nos porões de uma embarcação de Hitler. E o governo da Noruega sabia de tudo e colaborava com os nazistas.

EXCLUSIVO - EM REUNIÃO FECHADA NA HYDRO, PRESIDENTE DIZ QUE REPUTAÇÃO DA EMPRESA ESTÁ ABALADA E PEDE APOIO DE FUNCIONÁRIOS




O que o Ver-o-Fato divulga abaixo, com exclusividade, é uma conversa reservada do presidente e CEO da Hydro, Svein Richard Brandtzæg que veio da Noruega para tentar resolver a grave crise em que a empresa está mergulhada. 

O motivo dessa crise é em razão de ela ter despejado, inclusive clandestinamente, rejeitos de bauxita armazenados em suas bacias para rios, igarapés e poços artesianos de dezenas de comunidades de Barcarena, contaminando tudo com elementos químicos altamente nocivos e letais à saúde humana. 

sábado, 3 de março de 2018

FUNCIONÁRIOS DA HYDRO VÃO PROTESTAR NA PORTA DO IBAMA, EM BELÉM, NA SEGUNDA-FEIRA,5


Funcionários da Hydro, pressionados pela empresa, que ameaça com demissões em massa se eles não "vestirem a camisa", vão amanhecer segunda-feira em Belém, ocupando a rua em frente e a sede do Ibama.

O objetivo da manifestação é pressionar o órgão ambiental - leia-se o ministro Sarney Filho - para que o Ibama retire o embargo das bacias da empresa. A multa de R$ 20 milhões a Hydro não se importa, porque não paga mesmo, como não pagou até hoje a multa de 2012, de R$ 17 milhões.

IMPACTO DA LAVA JATO NA ELEIÇÃO DO PARÁ

Dornélio Silva *- mestre em ciência política
 
A Doxa vem fazendo, em todas as suas pesquisas realizadas em 2017 e na primeira de 2018, a seguinte pergunta: “Na hora de votar em algum candidato para qualquer cargo, você votaria em alguém que foi citado na Operação Lava Jato?”. 

Ao longo das quatro pesquisas, descobrimos que há, apenas, pequenas oscilações nos índices das pesquisas. Em maio de 2017, 64,1% dos eleitores paraenses não votariam em candidato envolvido na operação. Em julho, esse índice caiu para 59,7%, passando para 64,5% na pesquisa de novembro de 2017. Na última pesquisa manteve-se, praticamente, o mesmo percentual, 64,2%.

sexta-feira, 2 de março de 2018

EXCLUSIVO - A JUSTIÇA É CEGA, MAS NÃO É BURRA. NOVIDADES E GRAVIDADE NO "CASO AGROPALMA"


Veja aqui três das sete trocas de e-mails entre a mulher do diretor da Vara do Acará e a Agropalma


Quando a corregedoria de um tribunal não corrige o que é para corrigir, abre a guarda para ser corrigida por outro orgão corregedor, no caso a corregedoria do Conselho Nacional de Justiça (CN) - principalmente se o caso envolve servidor da própria justiça. Em vista disso, tudo se complica. E o descrédito cai nas costas do Judiciário.

É  isto o que ocorre hoje na Corregedoria do Interior do Tribunal de Justiça do Pará. Essa corregedoria, aliás, comporta-se como leoa de chácara da empresa Agropalma, acusada pelo Ministério Público de grilagem da mais de 130 mil hectares de terras na região do Acará, Moju e Tailândia.