INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL

Linha de Tiro - 19/04/2018

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

JUSTIÇA FEDERAL TIRA DO AR A CARAJÁS FM, DA FAMÍLIA BARBALHO

Mais um problema judicial, envolvendo as emissoras da família Barbalho. O processo, desta vez - e sob a mesma justificativa, a de que políticos detentores de mandato não podem ser proprietários de radios e TVs concedidas pela União Federal -, teve decisão da juíza da 5ª Vara da Seção Judiciária do Pará, Mariana Garcia Cunha, que determinou a imediata retirada do ar da Rádio Carajás FM.

A expedição da ordem para lacrar os transmissores atende ação civil pública proposta pelo Ministério Público Federal. A emissora está em nome da deputada federal Elcione Barbalho e a União, que também figura como ré, está impedida de "conceder novas outorgas de radiodifusão à deputada".

Veja, abaixo, as imputações feitas pelo MPF, as alegações da defesa, as preliminares indeferidas pela magistrada e as razões dela para o fechamento da emissora.

A íntegra da decisão, aqui

4 comentários:

  1. Logo a emissora ganhará uma liminar e voltará ao ar novamente.
    É assim que funciona a justiça brasileira!E viva ao nosso futuro governador Hélder!

    ResponderExcluir
  2. Interessante! e as rádios do wlad como fica?

    ResponderExcluir
  3. Infelizmente o Estado do Pará estar entregue as baratas o descaso é total até na Defensoria a morosidade dos Defensores tem se alastrado os referidos fazem um mal atendimentos aos que procurão os serviços é lamentar...

    ResponderExcluir
  4. O MPF e o judiciário do Pará tem mesmo é que pegar pesado com relação a isso , pois a Constituição proíbe textualmente essa prática. A prevalecer essa ilegalidade, fere-se de morte o equilíbrio do processo político, desnivelando a disputa eleitoral, favorecendo-Se, por óbvio, aqueles que tem têm a seu dispor os meios de comunicação. Apoiadissimos !!

    ResponderExcluir