segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

GRUPO DE EXTERMÍNIO TOCA O TERROR EM BELÉM NO FINAL DE 2017; EM DUAS HORAS, 6 EXECUÇÕES

A Divisão de Homicídios da Polícia Civil do Pará investiga seis homicídios que aconteceram no dia 31 de dezembro, entre as 16h30 e 18h45 nos bairros do Comércio, Atalaia, Cabanagem e Jardim Sideral, em Belém. De acordo com a polícia, todos têm características de execução. Os inquéritos serão presididos pela Divisão de Homicídios para apurar se existe ou não conexão entre as mortes. 

O primeiro crime foi às 16h30 e teve como vítima Silvia Gomes Marques, 34 anos, morta a tiros na Rua Riachuelo, bairro do Comércio. Informações preliminares são de que os autores foram dois homens que estavam em uma moto. Segundo a polícia, a vítima era garota de programa e tinha duas passagens pela polícia por tráfico de drogas. 

Entre 18h e 18h45, a Divisão de Homicídios recebeu 4 acionamentos via CIOP de locais de crime. Um deles teve duas mortes no bairro do Atalaia em Belém, sendo uma na Passagem União da Paz, onde foi morto Paulo André Nascimento Souza, 20 anos, que era usuário de drogas. 

O segundo local foi a Passagem São José, próximo da caixa d'água, onde a vítima foi Weslisson Monteiro, 26 anos, também usuário de drogas. As duas ruas ficam a poucos metros uma da outra. Os autores das duas mortes seriam quatro homens desconhecidos em um carro de cor preta. 

Depois, outro homicídio no conjunto Jardim Sideral, bairro Parque Verde. A vítima foi Alan Cardoso Barbosa, 21 anos. Ele estava jogando bola com amigos, no campo de futebol do Centro Comunitário Carneirinho, quando um carro de cor preta chegou ao local e de dentro dele foram feitos vários disparos em direção à vítima, que era usuário de drogas, segundo a polícia. 
 
Na Rua Belém, bairro da Cabanagem, foi morto a tiros Jonathas Tavares da Silva, 21 anos, de apelido Chibé, por indivíduos desconhecidos também em um carro de cor preta. Ele respondia processo criminal na Justiça por roubo. 

Por último, no conjunto Jardim Europa, na Cabanagem, foi morto Sinaldo da Silva Calado, 31 anos, que era usuário de drogas, egresso do sistema penal e já teve passagem pela polícia por tráfico de drogas. Atualmente, estava em liberdade. Ele foi morto por homens em um carro preto. 

Para a Polícia Civil, preliminarmente, pelas características dos crimes, todos de execução a tiros, por dois a quatro homens, com uso de um carro de mesma cor. Ao que tudo indica, trata-se dos mesmos criminosos, exceto a morte da mulher no Comércio. No entanto, a polícia ainda não pode afirmar que os autores dos crimes são os mesmos, uma vez que as investigações ainda estão no início. Fonte: G1 Pará.

Nenhum comentário:

Postar um comentário