quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

A REALIDADE QUE LULA, O PT E SEUS APOIADORES NÃO QUEREM ENCARAR



A ressaca pós decisão do TRF-4 para o PT e os partidos de esquerda que apoiam Lula é extremamente desagradável, mas precisa ser encarada como consequência de um processo democrático ao qual ninguém está imune ou acima das leis: o ex-presidente não será candidato a um terceiro mandato e o risco de ir para a cadeia é grande, para cumprir a pena de 12 anos e 1 mês a qual foi condenado por corrupção e lavagem de dinheiro.

O pior dos cenários, para quem tanto idolatra Lula e ainda acredita - mesmo contra fatos, provas, testemunhos e evidências - que ele é inocente e não passa de uma vítima de conspiração, urdida agora dentro do Poder Judiciário, simboliza ironicamente para o ocaso político do homem que envolveu-se nos piores escândalos já vistos no país e pelos quais terá de pagar, como já estão pagando seus ex-companheiros, alguns dentro da cadeia e outros fora dela, em prisão domiciliar.

A Lava Jato não é perfeita e cometeu alguns exageros - o maior deles, a exposição de algumas vaidades institucionais de procuradores da República e policiais federais, que faziam questão de matar no peito a bola do protagonismo de prisões realizadas -, mas isso não diminui sua importância histórica para o país, menos ainda seu brilho. 

É inegável, para quem não perdeu o rumo da sensatez: a Lava Jato marca sua existência na vida nacional por ter lavado a alma do povo brasileiro para o fato de que poderosos, ricos e influentes, dos meios políticos ou fora dele, são submetidos a processos legítimos e legais, pagam por seus crimes, cumprem penas na prisão, têm bens bloqueados e são obrigados a devolver o que roubaram dos cofres públicos.

É claro que há outros figurões cujos processos estão em andamento. A coleta de provas, testemunhos, documentos e delações, contudo, logo também remeterão esses casos para julgamento nas instâncias judiciais, assegurado o amplo direito de defesa e o exercício do contraditório. Foi e tem sido assim no processo de Lula e de outros já condenados.

O resto é choro de quem não quer admitir seus erros e tenta plantar junto à opinião pública a ideia de que criminoso é quem os julga. Porque se consideram acima do bem e do mal.

E, para variar, da lei e da justiça.
 


2 comentários:

  1. Hum-HUm tá bom...

    https://www.conjur.com.br/2018-jan-24/pgr-arquivamento-inquerito-serra-prescricao

    http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,relatorio-da-pf-aponta-43-chamadas-entre-aecio-e-gilmar-no-whatsapp,70002053138

    https://www.nytimes.com/2018/01/23/opinion/brazil-lula-democracy-corruption.html

    ResponderExcluir
  2. 1)O livro "Comentários a uma sentença anunciada - O caso Lula" em que 122 juristas relatam que não existem provas contra o Lula, 2)"24 de janeiro de 2018 e a morte do Direito no Brasil", por Lenio Luiz Streck
    O Jornal de todos Brasis

    e 3)Processo ‘é muito constrangedor para o Brasil’, diz advogado de Lula na ONU. Fazendo essas leituras quem é que está chorando?

    ResponderExcluir