Adicionar legenda
O “bunker” era constituído de infraestrutura  de informática  que produzia fakes  contra o candidato Márcio Miranda, conforme informação da Polícia Federal. Depois de uma ação de busca e apreensão, foram tomados no Ministério Publico Eleitoral de Marabá  os depoimentos de Geovana e Marcelo Barbosa, surpreendidos  no local da busca juntamente com Thales Varanda.