VER-O-FATO: ZENALDO CURTE 9 DIAS NA EUROPA, MAS O VICE FICA E CONSEGUE R$ 412 MILHÕES PARA OBRAS EM BELÉM

domingo, 31 de dezembro de 2017

ZENALDO CURTE 9 DIAS NA EUROPA, MAS O VICE FICA E CONSEGUE R$ 412 MILHÕES PARA OBRAS EM BELÉM

A Bacia da Estrada Nova é uma das mais críticas da capital parense
Prefeito interino de Belém - já que Zenaldo viajou para a Europa, onde ficará por nove dias, preenchendo uma lacuna com sua ausência da cidade -, o vice Orlando Reis, pouca gente sabe, tem atuado intensamente nos bastidores do poder em Braslia, trazendo verbas para obras importantes que andam devagar, quase parando, como a da Bacia da Estrada Nova.

Nesta semana, Reis assinou um contrato de R$ 412 milhões, com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para a segunda etapa das obras da Estrada Nova. Parte desses recursos também serão utilizados na revitalização da bacia do Una, que é a maior de Belém. No total, serão beneficiadas cerca de 700 mil pessoas. 

Além dos R$ 412 milhões, Reis também esteve com o senador Flexa Ribeiro na Caixa Econômica Federal, obtendo mais R$ 110 milhões para obras da  subbacia 1 da Estrada Nova. O financiamento já é a contrapartida da prefeitura de Belém aos recursos dos serviços que serão executados em parceria com o BID, pois o município não possui recursos próprios para bancar a empreitada. Além disso, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) já garantiu recursos para outras obras na mesma área.. 

Aliás, a respeito dos serviços na Estrada Nova, o vice, procurado pelo Ver-o-Fato para esclarecer informações divulgadas nas redes sociais de que tudo ficaria parado até abril, ao longo da avenida Bernardo Sayão, foi taxativo: "não procede essa informação". Segundo Reis, ninguém anunciou qualquer paralisação. 

Pelo contrário: em uma reunião realizada dias atrás no hotel Beira Rio - provocada pelas comunidades, que queriam saber sobre o cronograma de execução das obras - foi anunciado que em abril será entregue à população o primeiro trecho da Bernardo Sayão. A empresa ETC deve retomar os serviços no dia 2 de janeiro, terça-feira. E mais: o canal da 3 de Maio ficará pronto até o final de 2018.

Binário Humaitá-Vileta

Perguntado por qual motivo o binário Humaitá-Vileta ainda não funciona, embora a Vileta, da Antonio Everdosa, na Pedreira, até a Almiranmte Barroso, no Marco já esteja pronta - a Humaitá ainda não foi mexida - Orlando Reis explicou que a demora, com relação ao trecho da Vileta entre Almirante e João Paulo ocorre devido a necessidade de retirada de 13 árvores. 

"Para construir a ciclovia compartilhada com o estacionamento é preciso retirar essas árvores. A Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) deve fazer a retirada em janeiro", disse Reis. Ele tachou de "estória" a boataria na Vileta de que o trecho ainda não ficou pronto por suposta pressão do empresário Paulo Rocha, dono do Armazem - um atacadista de alimentos e produtos domésticos - que atua naquele trecho.


Nenhum comentário:

Postar um comentário