VER-O-FATO: PEGARAM DUCIOMAR COSTA. FINALMENTE

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

PEGARAM DUCIOMAR COSTA. FINALMENTE

Dólares e euros foram encontrados pela PF nas casas de Dudu em Belém e São Paulo. Ele está na PF da capital paraense

O ex-senador pelo Pará e ex-prefeito de Belém Duciomar Gomes da Costa (PTB), conhecido como "Dudu", foi preso nesta sexta-feira (1º) pela PF (Polícia Federal). Costa é suspeito de comandar uma organização criminosa que teria causado danos de R$ 400 milhões à administração municipal, segundo a força-tarefa formada pela PF junto com o MPF (Ministério Público Federal).


A operação, chamada "Forte do Castelo", mira fraude em licitações e desvios de recursos públicos, em um esquema que envolvia "pessoas, cujos vínculos profissionais, familiares e pessoais orbitam em torno de ex-prefeito", diz a PF. Costa, que foi senador entre 2003 e 2004, comandou a capital paraense entre 2005 e 201.

Segundo as investigações, as pessoas envolvidas no esquema "nunca demonstraram capacidade financeira, tornaram-se titulares de empresas e passaram a receber volume significativo de recursos públicos, em contratos diretos com aa prefeitura de Belém ou em subcontratações". Segundo a PF, ele foi levado para a superintendência da instituição em Belém.

A força-tarefa aponta ter um "conjunto robusto e consistente de indícios que aponta para a fraude ao caráter competitivo e o direcionamento" de licitações, que resultaram na contratação de empresas do grupo ligado ao ex-prefeito.

Foram cumpridos 5 mandados de prisão temporária, 14 de busca e apreensão e 4 de condução coercitiva, quando a pessoa é levada para depor em Belém, Brasília e São Paulo. A prisão de Duciomar é de caráter temporário. Ele chegou à Polícia Federal em uma cadeira de rodas motorizada. Procurada pelo G1, a defesa de Duciomar não quis se manifestar.

O grupo está sendo investigado, entre outros, por fraudes em licitações, além dos crimes de apropriação de recursos públicos, corrupção e associação criminosa.

De acordo com a PF, durante a gestão municipal de 2005 a 2012, as pessoas ligadas ao ex-prefeito nunca demonstraram capacidade financeira, mas se tornaram titulares de empresas e passaram a receber volume significativo de recursos públicos, em contratos diretos com a Prefeitura de Belém ou em subcontratações.

O prejuízo já identificado pelas autoridades é de pelo menos R$ 400 milhões, incluindo recursos federais do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), convênios celebrados com o Ministério do Esporte e repasses do Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) e do Fundo Nacional de Saúde (FNS).

Fraudes

Segundo as investigações, o esquema de fraude envolveu a Secretaria Municipal de Urbanismo (Seurb), Secretaria Municipal de Habitação (Sehab) e Coordenadoria de Comunicação Social (Comus). As empresas BA Meio Ambiente, I9 Mais, Andrade e Gutierrez, SBC (Varanda), Metrópole Construção de Serviço de Limpeza, ST Engenharia e Prestibel. Empresas do grupo ligado ao ex-prefeito Duciomar Costa eram contratadas por meio de licitações fraudadas.

Provas coletadas pela PF apontam também indícios de enriquecimento ilícito de vários membros da organização. Fontes: Uol e G1.

9 comentários:

  1. Lembro-me uma extensa matéria publicada por você no Diário do Pará, sobre a licitação direcionada do BRT, com edital repleto de vícios e ilegalidades. Você até adiantou em nota cifrada nos classificados, que a licitação seria vencida pela AG (Andrade Gutierrez). Lembra?

    ResponderExcluir
  2. Falta pegar o prefeito que "herdou" a licitação viciada do 1o. BRT de Duciomar, e ainda pagou 80 milhões nos primeiros meses de sua gestão, para a empresa vencedora, Andrade Gutierrez.

    ResponderExcluir
  3. tem que manda-lo diretamente para o Presidio,ele é um cidadão comum,e não ficar na Policia Federal,tem que confiscar seus bens no greenviller,em frente ao grão Pará,também, o Hospital do Câncer em São paulo.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns a polícia federal, justiça federal e ministério público federal pois se dependesse do chinfrim ministério público estadual o dudu estava solto até agora!

    ResponderExcluir
  5. Jatene e família, a hora de vocês esta chegando.....!

    ResponderExcluir
  6. "Parabéns a polícia federal, justiça federal e ministério público federal pois se dependesse do chinfrim ministério público estadual o dudu estava solto até agora!"

    Falou uma grande verdade

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falou e disse. Têm-se o exemplo do caso ALEPA que todos os envolvidos estão livres, leves e soltos. O processo caminha para a prescrição. Lamentável o que se vê é a impunidade agindo no âmbito estadual!

      Excluir
  7. Se mexer ainda mais, vão pegar gente graúda que está desfilando por aí como se nada estivesse ocorrendo. Tem ex-vereador, ex-secretário municipal e delegado da polícia civil que assessorou o preso Dudu, com a “corda no pescoço”. Ontem acabaram os estoques de Lexotan das farmácias. Parabéns ao MPF e PF.

    ResponderExcluir
  8. Ta chegando a hora de Belo Monte, vai ter neguinho doido, Barbalhos e Paulo Rocha

    ResponderExcluir