VER-O-FATO: MATARAM NO SUL DO PARÁ O ADVOGADO QUE SABIA DEMAIS

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

MATARAM NO SUL DO PARÁ O ADVOGADO QUE SABIA DEMAIS


Mário Silva abraçou causas polêmicas e explosivas e conhecia inimigos

O advogado Mário Pinto da Silva era um arquivo vivo de fatos escabrosos que ocorrem nos meios políticos do Pará, onde atuava na defesa de prefeitos, ex-prefeitos e deputados. Não é mais: ele foi morto por um pistoleiro, com 3 tiros na cabeça, ontem à noite em São Félix do Xingu, onde morava com a família. Fraudes eleitorais e fundiárias eram causas que passavam por suas mãos.

A polícia investiga o assassinato e a Ordem dos Advogados do Brasil no Pará (OAB-PA) soltou nota, cobrando "rigorosa apuração e prisão dos autores". Mário foi atingido por tiros à queima roupa dentro de seu veículo, em frente a um colégio da cidade, onde iria buscar a esposa. 

Segundo informações do delegado Pedro Andrade, superintendente da Polícia Civil na região do alto Xingu, a polícia ainda não tem pistas dos suspeitos e trabalha com várias linhas de investigação sobre a motivação do crime. Uma equipe da divisão de homicídios de Belém, comandada pelo delegado Fernando Bezerra, viajou para São Félix do Xingu para assumir a investigação. 

Segundo testemunhas, dois homens chegaram de motocicleta na rua onde estava o advogado, estacionado na frente da Escola Municipal Filomeno de Sousa, localizada na Avenida Pará , bairro de São José. Um deles saltou da moto foi até a frente do carro e efetuou os disparos. Em seguida, sentou na garupa do comparsa e ambos fugiram el alta velocidade.

Werbti Soares Gama, vice-presidente da OAB-PA, subseção de Tucumã, lamentou mais esta execução contra advogados na região. “É lamentável que mais um amigo de profissão tenha sido assassinado cruelmente na nossa região. Advogar aqui no Pará tem sido um desafio ainda maior com esse tipo de insegurança” afirmou.

Há dois meses, outro crime chocou a cidade. A advogada Dilamar Martins Silva foi encontrada morta em sua fazenda em São Felix do Xingu. Dilamar foi assassinada e queimada por Kenny Muller Barbosa Neves, que confessou o crime.

Nota da OAB

"É com profundo pesar que a Ordem dos Advogados do Brasil, Seção Pará, comunica o falecimento de Mario Pinto da Silva, advogado brutalmente assassinado na noite de terça-feira (07), em São Félix do Xingu, região sul do Pará.

De acordo com informações preliminares, o advogado aguardava sua esposa por volta de 23h próximo à escola que ela trabalhava quando dois homens se aproximaram em uma motocicleta e desferiram três disparos de arma de fogo na cabeça da vítima.

É o segundo advogado (a) assassinado somente neste ano em São Félix do Xingu. No dia 24 de setembro, a advogada Dilamar Martins da Silva foi encontrada morta em uma área próxima à sua fazenda, localizada na zona rural daquele município.

Neste momento de dor e consternação, o presidente da OAB no Pará, Alberto Campos, em nome do Conselho Seccional e de todos os advogados paraenses, expressa condolências aos familiares do advogado Mario Pinto da Silva.

A OAB-PA exigirá das autoridades constituídas que os autores do homicídio não fiquem impunes, sendo necessária a apuração imediata e célere para que as circunstâncias e motivações deste crime bárbaro sejam esclarecidas".



Nenhum comentário:

Postar um comentário