INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL

Linha de Tiro - 19/04/2018

domingo, 15 de outubro de 2017

VEREADOR DO PMDB É MORTO POR PISTOLEIROS EM PAU D'ARCO

O vereador estava em um bar na hora do crime
Menos de cinco meses depois das mortes de 10 pessoas na Fazenda Lúcio - caso tratado pelo Ministério Público como massacre e já em andamento judicial - o município de Pau D'Arco, no sul do Pará, volta a ser sacudido. Desta vez, envolve a morte de um vereador, por dois pistoleiros em uma motocicleta.

Moradores daquela cidade amanheceram neste domingo chocados com a brutalidade do assassinato do vereador Manoel Francisco Soares de Almeida, o Nem do Marajoara (PMDB), na noite de sábado. O parlamentar de 43 anos estava em uma casa noturna, à margem da BR-155, bebendo com amigos, quando foi assassinado a tiros pela “dupla da moto”. 

Teriam sido, segundo testemunhas, três tiros desferidos pelo garupa da moto, que desceu do veículo e foi até a vítima, retornando em seguida para a fuga. As pessoas no local ainda tentaram socorrer Nem, porém sem sucesso, vindo ele a falecer ali mesmo.

A investigação do assassinato está a cargo da Delegacia de Polícia Civil de Redenção, liderada pelo delegado Ricard Ribeiro. Ele já teria uma linha de investigação, e a possível motivação do crime, porém não vai divulgar detalhes para não atrapalhar a apuração.

Manoel Almeida era natural de Pimenteiras (PI). Foi eleito no ano passado pela coligação “Unidos com o Povo”, com 189 votos. No período anterior (2013-2016), o agora vereador exercia a função de secretário de Obras de Pau D’Arco, na gestão do ex-prefeito Maurício Cavalcante, também do PMDB. 

O apelido que usava como nome político faz referência à vila na zona rural do município onde iniciou sua militância. Fonte: Correio de Carajás

Nenhum comentário:

Postar um comentário