quinta-feira, 5 de outubro de 2017

EXCLUSIVO - FRAUDES, MANIPULAÇÃO, PODER E CONIVÊNCIA: O CASO AGROPALMA ENVERGONHA O PARÁ


Não são indícios, mas provas contundentes, de fraudes grotescas, registros adulterados criminosamente em cartórios, omissão e até mesmo conivência de servidores e agentes públicos que deveriam zelar pelo respeito ao patrimônio fundiário do Estado e do próprio particular. 

Tudo isso ocorreu e continua ocorrendo, até mesmo diante do silêncio de alguns integrantes do Poder Judiciário do Estado já provocados para agir, mas que sequer - embora comprovado por decisão até de desembargadores, como do próprio presidente do TJ, Ricardo Nunes - admitem o interesse público na solução do problema que envolve a participação da empresa Agropalma em se intitular proprietária de mais de 100 mil hectares de terras na região do Acará, Moju e Tailândia.

Os fatos gritam por uma providência saneadora, mas ninguém nada faz, enquanto a empresa utiliza de seu poder econômico e do discurso de ter investido cerca de R$ 12 bilhões nos últimos 35 anos no Estado, para usar o aparato da Procuradoria do Estado, do Instituto de Terras do Pará (Iterpa), da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), cartórários e até de um cartório "fantasma", além do apoio incondicional do governador do Estado, Simão Jatene, para impor sua vontade e apossar-se de terras que não lhe pertencem.

Neste vídeo acima ( são 39 minutos de entrevista com o advogado Leonardo Bahia, que na demanda judicial atua como defensor da família Tabarana, uma das prejudicadas pela Agropalma), há acusações  graves, que precisam de uma resposta urgente das autoridades, seja do Executivo, da Polícia, do Ministério Público e do próprio Tribunal de Justiça. Logo, a Justiça Federal deve entrar no caso.

Há coisas ainda muito graves que o blogue Ver-o-Fato deve divulgar, mas alerta que o tempo está passando e alguma coisa séria e urgente precisa ser feita. O blogue tem mais de 10 mil páginas de documentos, guardados fortemente em locais dentro e  fora do Pará. Muitos desses papéis estão em poder de autoridades do Estado e federais.

Mas, veja, abaixo, alguns desses documentos que embasaram a entrevista para o programa "Linha de Tiro", feita pelo jornalista Carlos Mendes com o advogado Leonardo Bahia. Além desta página do Ver-o-Fato, o video está disponível desde a madrugada de hoje no Youtube, aqui no seguinte link:
https://www.youtube.com/watch?v=WqFvlA1VUsA&feature=youtu.be

Lista de 16 processos de fazendas ocupadas pela Agropalma sob demanda judicial


Estado diz que 6 das 14 fazendas são irregulares e 4 títulos não foram encontrados


Incra informa à Polícia Federal maracutaias e fraudes nas terras e fala de títulos cancelados


Notificação extrajudicial da Procuradoria do Estado à empresa Agropalma


Perícia do Instituto Renato Chaves comprova contradições e montagem de terras sobre terras


Agropalma diz ao Iterpa que fazenda que tinha 1 mil hectares agora tem mais de 12 mil hectares


Procurador-Geral notifica Agropalma sobre denuncias de irregularidades


Corregedoria do Tribunal cassa delegação de cartorária do Acará


Um cartório "fantasma" e certidões das terras assinadas por menino de 2 anos

Ministério Público pede à Corregedoria do Tribunal de Justiça cancelamento administrativo das matrículas fraudadas

3 comentários:

  1. Parabenizo o advogado pela coragem de denunciar essa empresa que se estabeleceu na região às custas da grilagem e de violência contra os trabalhadores. Parabenizo o jornalista por nos deixar informados sobre as coisas não vistas na grande imprensa.

    ResponderExcluir
  2. Agradeço a referência, mas digo ao anônimo que a mim não cabe tal elogio, porque estou fazendo o que devo fazer.

    ResponderExcluir
  3. Prezado Carlos, você merece o Parabéns que lhe fora transmitido no primeiro comentário Anônimo. A grande imprensa do Estado, se é que podemos chamar de grande, quedou-se a mostrar a verdade. Observe que o Diário do Pará não divulga matéria com o nome da Empresa Agropalma, apenas cita a JBS no escândalo dos Incentivos Fiscais. Já O Liberal conseguiu patrocínio para o seu programa É do Pará...uma verdadeira vergonha.
    Foi muito bem destacado pelo Advogado o claro envolvimento do Governador Jatene e seu ilustre filho Beto Jatene.

    ResponderExcluir