VER-O-FATO: ATUALIZAÇÃO: OPERAÇÃO CONTRA GRUPOS DE EXTERMÍNIO EM BELÉM PRENDE 14; OUTROS 11 ESTÃO FORAGIDOS

terça-feira, 5 de setembro de 2017

ATUALIZAÇÃO: OPERAÇÃO CONTRA GRUPOS DE EXTERMÍNIO EM BELÉM PRENDE 14; OUTROS 11 ESTÃO FORAGIDOS

O Ver-o-Fato apresenta os números oficiais da operação de hoje contra os integrantes de milícias que atuam em Belém. A Segup e o MP haviam informado, inicialmente, que eram 25 presos, depois 20, mas na verdade foram 13, sendo 7 PMs e os outros, civis, inclusive policiais. 

Um outro suspeito apresentou-se, totalizando 14 presos. Mas, se eram 25 mandados de prisão, 11 ainda não foram cumpridos. Há suspeita de que houve vazamento durante a própria operação, o que fez com que esses 11, pelo menos temporariamente, ainda não tenham sido presos.

Numa operação preparada minuciosamente e com todo cuidado para evitar vazamentos, as Polícias Militar e Civil desencadearam agora pela manhã uma caçada contra criminosos que matam impunemente e fazem justiça com as próprias mãos, integrando milícias que atuam em bairros pobres de Belém. 

Foi lavrada ordem judicial de prisão de 25 pessoas, sendo 14 militares e o resto civis ligados às milícias e que tem participação em várias chacinas na cidade, dentre elas a dos dias 20 e 21 de janeiro passado, nos bairros do Jurunas e Condor. Além disso estão sendo cumpridos 22 mandados de busca e apreensão e 10 de condução coercitiva de civis. 

Os presos foram levados para o prédio da corregedoria da PM onde estão sendo interrogados pelo promotor militar Armando Brasil Teixeira. Os presos atuam nos bairros do Guamá, Pedreira, Terra Firme e Jurunas.
A Segup, por outro lado, informou números diferentes: de acordo com o órgão oficial, são 20 mandados de prisão. Os suspeitos presos estão sendo apresentados na Delegacia Geral. Os mandados de busca e apreensão são destinados a veículos e celulares, que devem passar por perícia no CPC Renato Chaves. 

As investigações apontam que os milicianos utilizavam aplicativos de mensagens para combinar as ações do grupo criminoso, como as chacinas que aconteceram na Grande Belém no primeiro semestre: foram quatro este ano, deixando 45 vítimas. 

"Ficar esperto e vazar, mano"
O Ver-o-Fato, no momento em que a operação transcorria, teve acesso a um áudio em que um dos bandidos posta a seguinte mensagem: 

" Bora avisar, bora avisar aí, pessoal, que bronqueou, bronqueou. Do grupo de nossos amigos aí, é... o Armando Brasil, aquele promotor safado, já solicitou 43 preventiva, pra polícia, ex-polícia  pessoal que diz que é melícia (sic), entendeu? Ele pediu a preventiva do pessoal aí, da Pedreira, Terra Firme, Jurunas e Guamá. Que eu me lembre é esses bairros aí. Então, ficar esperto aí, mano, e vazar, porque bronqueou, bronqueou".

2 comentários:

  1. Já era tempo de colocar essa corja de bandido na cadeia. Nada justifica a existência desses elementos em pleno Estado de Direito. Muitas pessoas inocentes inclusive crianças perderam à vida devido a covardia arrogância e irresponsabilidade desses bandidos da madrugada. Eles são covardes, nunca pegaram os grandes traficantes só os viciados da periferia da cidade. Cadeia neles.

    ResponderExcluir
  2. Já era tempo de colocar essa corja de bandido na cadeia. Nada justifica a existência desses elementos em pleno Estado de Direito. Muitas pessoas inocentes inclusive crianças perderam à vida devido a covardia arrogância e irresponsabilidade desses bandidos da madrugada. Eles são covardes, nunca pegaram os grandes traficantes só os viciados da periferia da cidade. Cadeia neles.

    ResponderExcluir