INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL

Linha de Tiro - 12/04/2018

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

SEDEME INFORMA QUE CANCELOU BENEFÍCIOS FISCAIS À JBS, MAS NÃO COMENTA ATOS SECRETOS DA SEFA

Altamira teve uma das plantas fechadas pela JBS, apesar dos benefícios

A propósito de postagem anterior, sob o título "Exclusivo - Bomba de atos secretos da Sefa cai no colo do governador Simão Jatene'', publicado na manhã desta segunda-feira pelo Ver-o-Fato, o governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), esclarece que o citado incentivo fiscal somente à JBS Couros foi concedido em 9 de novembro de 2015 e revogado em 10 de março de 2016, através das Resoluções 005 e 006/2016, em razão do descumprimento da resolução de nº 021, que estabelecia uma série de contrapartidas para a JBS, fosse em relação à obrigatoriedade do crescimento das indústrias de couro como também a reabertura dos três (03) frigoríficos que haviam sido comprados e fechados pela empresa, caracterizando cartelização do mercado. 
Portanto - diz a Sedeme -, o benefício fiscal foi revogado tão logo venceu o primeiro prazo da JBS, que na prática, não utilizou os incentivos. Para conhecimento, seguem anexas as duas resoluções citadas. À disposição. Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme)".
As duas resoluções:

Nota do Ver-o-Fato - O blogue informou na postagem que a JBS havia renunciado aos incentivos fiscais, o que é confirmado pela nota da Sedeme ao dizer que revogou "ad referendum" as duas resoluções. 
Quanto aos atos secretos do diretor de Fiscalização da Sefa, Célio Cal Monteiro, que concedeu benefícios à mesma JBS com validade até março de 2018, para entrada e saída do Estado de carne bovina da empresa, a Sedeme não faz qualquer comentário. 
Deveria fazê-lo, porque, afinal, a Sedeme, como a Sefa, integram o mesmo governo cuja renúncia fiscal exige a transparência de seus atos para que a sociedade saiba como e onde é aplicado o dinheiro público.

Um comentário:

  1. Uma verdadeira organização criminosa comandada por Jatene e família tomou conta do governo do estado. Quando sair do governo Jatene perdera o foro especial e com certeza os procuradores do MP ajuizarao varias acoes penais contra jatene

    ResponderExcluir