VER-O-FATO: REVOLTA, BLOQUEIO E PROTESTOS NA RODOVIA SANTARÉM-CUIABÁ; VIATURAS NOVAS DO IBAMA INCENDIADAS

sexta-feira, 7 de julho de 2017

REVOLTA, BLOQUEIO E PROTESTOS NA RODOVIA SANTARÉM-CUIABÁ; VIATURAS NOVAS DO IBAMA INCENDIADAS

Até o começo da noite de ontem, as viaturas do Ibama eram assim.
Mas, durante a madrugada de hoje, ficaram assim em Cachoeira da Serra

Oito viaturas zeradas do Instituto do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) foram incendiadas na madrugada desta sexta-feira na localidade de Cachoeira da Serra, distrito de Altamira, no km 893 da rodovia Santarém-Cuiabá. Os veículos, que seriam utilizados no combate a desmatamentos ilegais e extração de madeiora na região, estavam em cima de uma carreta-cegonha, parada enquanto o motorista aguardava a reabertura da rodovia, fechada há três dias por centenas de manifestantes.
O Ver-o-Fato apurou por meio de suas fontes na região que o incêndio foi criminoso, patrocinado por grupos inconformados que protestam contra o veto do presidente Michel Temer, às Medidas Provisórias 756 e 758, de 2016, que alterava os limites de áreas de preservação da Floresta Nacional do Jamanxim, nos municípios de Novo Progresso, Itaituba e Trairão. Eles querem que o governo cumpra com a promessa e envie um projeto de lei para terem garantias de que as áreas, por eles reivindicadas sejam liberadas para produção.


O clima na região é de revolta contra o governo federal e as ações do Ibama de combate aos crimes ambientais alimentam o combustível das retaliações. Os produtores rurais de Novo Progresso, Castelo dos Sonhos, Itaituba, Trairão resolveram unir forças e fechar a BR-163 em vários trechos como forma de pressionar o governo federal a rever os vetos das duas medidas provisórias, liberando a exploração madeireira em áreas de preservação, como Flona, parque nacional e Apas.


Na última quarta-feira, por exemplo, foi fechado o distrito de Vila Isol (Novo Progresso); ontem, o trecho que corta Novo Progresso e nesta sexta-feira estava prevista interdição da rodovia no distrito de Moraes de Almeida (Itaituba). Para amanhã, será a vez de fechar a estrada em Trairão. Por último, o entroncamento entre Itaituba e Santarém.

Adesão maciça

“Haverá uma rotação no bloqueio nestes pontos até ocorrer envio do projeto de lei ao Congresso Nacional”, segundo lideres do movimento. Ao fechar a Santarém-Cuiabá em Castelo dos Sonhos, os manifestantes saíram em carreata com faixas e cartazes, criticando a mídia nacional e governantes. Eles conseguiram a adesão de trabalhadores de serrarias, empresas, trabalhadores do comércio e estudantes.


As principais reivindicações são as seguintes: mudança de categoria de reserva biológica e Flona; emancipação política de Cachoeira da Serra e Castelo dos Sonhos, hoje distritos de Altamira, além de legalização fundiária.(Do Ver-o-Fato, com informações do jornal Folha do Progresso)

Os manifestantes fecharam a BR-163. Nos protestos, sobrou para a mídia


Nenhum comentário:

Postar um comentário