VER-O-FATO: PROMOTOR NA BRONCA COM "ARARAS" ESCONDIDAS EM BELÉM; QUER ANULAR MULTAS

quarta-feira, 26 de julho de 2017

PROMOTOR NA BRONCA COM "ARARAS" ESCONDIDAS EM BELÉM; QUER ANULAR MULTAS

Há radares, ou  "araras", que ficam escondidos atrás de árvores e muros
 

O 1º promotor de Justiça do Meio Ambiente, Patrimônio Cultural, Habitação e Urbanismo de Belém, Benedito Wilson Corrêa de Sá, instaurou procedimento administrativo preliminar para apurar as instalações em Belém de radares implantados de forma irregular, realizados pela Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob).


Segundo o promotor de Justiça, Benedito Wilson, há radares, conhecidos também como “araras”, que foram colocados de maneira aleatória em espaços pouco visíveis da cidade, como atrás de muros e árvores. “O motorista só se dá conta que existe a fiscalização ao passar pelo equipamento. Isso quando vê”.


Caso se confirme que a Semob não realizou os devidos estudos técnicos dos radares, as multas que foram aplicadas aos motoristas pelos equipamentos eletrônicos nos últimos cinco anos poderão ser canceladas, e os valores pagos serão reembolsados.


A Secretaria de Mobilidade Urbana tem 10 dias para responder aos questionamentos constantes do procedimento administrativo, tais como, quais os locais que os radares eletrônicos estão instalados em Belém; qual empresa especializada realizou os estudos técnicos prévios necessários à implantação dos radares e ainda se estes radares foram instalados em locais de fácil visibilidade pelos motoristas.

Um comentário:

  1. Detalhe: acredito que 98%
    das "araras" não estão aferidas pelo Imetropara ou Inmetro.Logo, as multas oriundas desses equipamentos são passíveis de nulidade.

    ResponderExcluir