sexta-feira, 21 de julho de 2017

NOMEAÇÃO PARA CARGO D.A.S DE CONCURSADA ATRÁS DA FILA NO TCE DO PARÁ CAUSA PROTESTO


O TCE é a casa do"jeitinho", mas tudo depende de quem tem QI


O Tribunal de Contas do Estado (TCE) reafirma cada vez mais seu vergonhoso papel de constituir-se uma casa de privilégios para abrigar apaniguados que, mesmo bem atrás na fila de aprovados em concursos públicos, conseguem entrar pela "janela" do órgão.


No Diário Oficial do Estado (DOE) do último dia 11 de julho, a nomeação de Jade Lobato Nobre para o cargo em comissão de assistente de direção NM-02 no TCE provocou revolta entre os concursados aprovados em 2016 que até hoje não foram chamados pela direção.  

Segundo um dos aprovados, a "sortuda" Jade Lobato Nobre prestou  o mesmo concurso 01/2016 do TCE/PA, ficando bem longe do número de vagas (399ª posição), mas mesmo assim foi agraciada com um cargo DAS, "enquanto os que têm o direito liquido e certo à nomeação só escutam a mesma desculpa: "não tem dinheiro pra nomear agora."

Essa nomeação não saiu por obra do acaso. O tal QI (Quem Indica" teve um peso considerável. Jade Lobato Nobre, para quem não sabe, é filha de Helena Lobato, chefe de gabinete da procuradora chefe do Ministério Público de Contas dos Municípios, Maria Regina Franco Cunha.

Tudo em casa. Pra variar.

10 comentários:

  1. Ela ainda tomou posse no mesmo dia que apenas oito concursados foram nomeados. Vergonha do Tribunal e decepcionada com alguns Conselheiros que não se posicionam contra essas práticas da velha guarda. Vitaliciedade do cargo existe por alguma razão. Não se omitam!

    ResponderExcluir
  2. Mais do mesmo!!! Onde está a moralidade de um órgão que deveria dar exemplo?

    ResponderExcluir
  3. É incrível como o órgão sustenta a justificativa de falta de orçamento e mantém atitudes tão descaradas, alem disso mantém os cedidos de outros órgãos ocupando as funções dos concursados e hesita em fazer a troca, que não geraria impacto na folha!

    ResponderExcluir
  4. A cara de pau realmente não tem limite!
    Aparentemente, na realidade paralela em que vivem os funcionários de todos os órgãos de contas do Pará, trocar empregos para seus parentes não é ilegal e nunca vai ser questionado por nenhuma autoridade.
    Devia ser feita a pesquisa do Q.I. de todos os comissionados!!!

    ResponderExcluir
  5. É por isso,que esse orgäo näo tem autonomia para jugar ou intervir contra a Prefeitura de Belém,só sabe aprobar cintas irregulares da referida,quantos DASs estäo se dando bem aumentando seus salarios ña marrar e agora o Prefeito de Belém que tirar o tempo integral dos Concursados,sem contar que näo para de cegar currículo de pessoas que trabalhou na campanha para Prefeito 2016 do referido.Mais ninguém faz nada...

    ResponderExcluir
  6. a culpa não é da moça o DAS existe e ponto final

    ResponderExcluir
  7. DAS só serve para desviar dinheiro Público e eleger corruptos...

    ResponderExcluir
  8. O órgão não tem interesse em nomear concursados, pois estes vão de encontro as práticas irregulares que lá acontecem, não se acovardam e nem se submetem as vontades de chefias que muitas vezes cometem irregularidades para atender todo tipo de politicagem.Por esse motivo nunca serão bem vindos, são hostilizados e claro preteridos. Sei o que falo , tenho filho concursado lá dentro, e sei de práticas vergonhodas que acontecem lá.

    ResponderExcluir
  9. Esse órgão não tem interesse em nomear concursados, pois esses não se submetem as vontades de chefias que muitas vezes cometem irregularidades para atender todo tipo de politicagem.Por isso nunca serão bem vindos, são hostilizados e claro preteridos.Sei o que falo , tenho filho concursado lá dentro,e sei também as inúmeras irregulares que lá ocorrem.É lamentável, saber de tanta injustiça

    ResponderExcluir
  10. http://novoblogdobarata.blogspot.com.br/2016/02/tce-servidora-denuncia-venda-de.html

    TCE – Servidora comissionada denuncia nomeação em troca de metade do salário para assessora de Luís Cunha

    http://novoblogdobarata.blogspot.com.br/2016/02/tce-denuncia-sobre-falcatrua.html

    ResponderExcluir