VER-O-FATO: TEMER DIZ QUE GRAVAÇÃO FOI EDITADA, PEDE PERÍCIA, ACUSA EMPRESÁRIO E QUER SUSPENDER INQUÉRITO CONTRA ELE

sábado, 20 de maio de 2017

TEMER DIZ QUE GRAVAÇÃO FOI EDITADA, PEDE PERÍCIA, ACUSA EMPRESÁRIO E QUER SUSPENDER INQUÉRITO CONTRA ELE


O presidente Michel Temer fez um pronunciamento em rede nacional que durou pouco mais de três minutos. Foi a segunda vez que Temer falou depois da crise política instalada no país com as denúncias dos delatores da JBS. A tese da sua defesa é a de que o áudio da conversa entre ele e o empresário Joesley Batista foi  editado. Peritos afirmam ter identificado cortes na gravação.

https://www.facebook.com/radionet.assistencia/
O tom do discurso do presidente foi de ataque ao empresário, dizendo que há muitas mentiras em seu depoimento. “Ele não passou nenhum dia na cadeia. Não foi punido e pelo jeito não será. Cometeu o crime perfeito”, disse Temer sobre Joesley Batista, que está em Nova Iorque. Segundo Temer, o empresários corruptos “quebraram Brasil e ficaram ricos”. 

O presidente diz também que não cometeu crime ao ouvir reclamações de Joesley Batista.”Não obstruí a Justiça e não fiz nada”, afirma Temer.  O presidente chama o dono da JBS de “conhecido falastrão e exagerado” e garante que não acreditou na narrativa de Joesley naquela noite no Palácio do Jaburu.

Temer disse também que q houve grande planejamento pra realizar o grampo. ” E depois houve uma montagem pra criar um flagrante que incriminasse alguns”, afirmou.

Clique no endereço acima para ver o vídeo comia íntegra do que ele falou:

Nenhum comentário:

Postar um comentário