VER-O-FATO: DELATOR DA JBS INCRIMINA JADER E HELDER; SENADOR REBATE E FAZ DESAFIO

segunda-feira, 22 de maio de 2017

DELATOR DA JBS INCRIMINA JADER E HELDER; SENADOR REBATE E FAZ DESAFIO



O executivo Ricardo Saud, um dos diretores da empresa J&F, que é controladora do frigorífico JBS, disse que a empresa pagou R$ 35 milhões em propina para comprar o apoio de senadores do PMDB para a eleição de Dilma Roussef em 2014. Entre os citados está o senador Jader Barbalho, do PMDB do Pará. A matéria é da TV Liberal, que exibe o vídeo acima com as declarações do delator.


https://www.facebook.com/radionet.assistencia/
Em um trecho da delação, Saud detalha como foi a distribuição dos valores, e alega que parte do dinheiro da propina bancou a campanha de Helder Barbalho para o governo do Pará. O filho do senador Jader Barbalho concorreu ao cargo em 2014, quando foi derrotado nas urnas por Simão Jatene, do PSDB: no segundo turno o tucano teve 51,92% dos votos válidos, contra 48,08% do PMDBista. 

Em nota, Jader disse que jamais pediu ou autorizou qualquer partido ou pessoa a pedir dinheiro para decidir voto dele, e desafiou o dono da JBS a provar que recebeu dinheiro do empresário, de forma oficial ou não. O diretório estadual do partido não comentou o caso. 

O ex-senador Luiz Otávio Campos também foi citado nas delações. Ele informou para a produção da TV Liberal, por telefone, que nunca recebeu pagamentos da empresa. 

Enquanto a TV Liberal desancava Jader, em sua página no Facebook, o senador peemedebista soltava os cachorros, inclusive dizendo que seus "inimigos na imprensa do Pará" inventam coisas contra ele. Em seguida, os acusa de "contrabandistas  e bandidos", numa alusão aos proprietários do Grupo ORM.

Jader desafia: "nunca recebi dinheiro desses bandidos da JBS"

O senador diz não estar isento porque "tenho bandidos inimigos meus no estado que divulgam meu nome , dizendo que recebi dinheiro dessa gente,  eu desafio que apresentem em que dia e que local me encontrei com esses bandidos, que mostrem documentos , desafio". 

De acordo com Jader, ele não recebeu "um centavo desses criminosos da JBS que agora estão gozando do dinheiro que roubaram do Brasil , com a cobertura de uma imprensa escandalosa que esta ai para escandalizar e desmoralizar de vez com a vida pública desse pais, e esses lá fora desfrutando do dinheiro que roubaram". 

Para Jader, o MP "devia ter prendido eles, ladrões confessos, mas deram um atestado para gastarem o dinheiro roubado em Nova Iorque. Se alguem recebeu em meu nome foi um ladrão junto com eles.

Clique em cima do endereço abaixo e veja o vídeo de Jader.



Nenhum comentário:

Postar um comentário