VER-O-FATO: CARGA PESADA

terça-feira, 2 de maio de 2017

CARGA PESADA


Francisco Sidou - jornalista

O cidadão e contribuinte brasileiro é, antes de tudo, um forte. Já suporta a maior carga tributária do planeta em troca de serviços públicos de quinta categoria e agora os que ainda podem viajar de avião vão ter de pagar mais uma taxa pela bagagem. 

Essa medida, objeto de resolução da Anac - entidade que deveria regular o setor de aviação aérea e defender os passageiros, mas só defende mesmo os interesses das empresas aéreas - havia sido sustada pela Justiça dando um pouco de alívio para o cidadão que viaja. 

Mas como alegria de pobre dura pouco, eis que um meritíssimo juiz da 10ª Vara Federal do Ceará -. atendendo a uma reclamação da entidade corporativa das empresas aéreas, alegando , coitadas, que estão operando "no vermelho" - vem de restabelecer a cobrança de bagagens nos aeroportos de todo o país. 

Festejando a "vitória de Pirro" , a tal entidade que atende pelo nome de Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear) soltou a seguinte "pérola" para justificar sua "luta" agora vitoriosa: " A medida (cobrança de bagagens) é um avanço que vai beneficiar os consumidores e alinhar o Brasil a modernas práticas internacionais".

Sem mais comentários.

Nenhum comentário:

Postar um comentário