INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL

Linha de Tiro - 19/04/2018

quinta-feira, 20 de abril de 2017

POLÍCIA FEDERAL DESBARATA QUADRILHA QUE AGIA NA MERENDA ESCOLAR DO ESTADO DO PARÁ

Os criminosos entregavam sobrecoxa de frango como filé

Polícia Federal, em parceria om a Polícia Civil do Estado do Pará, deflagrou na manhã desta quinta-feira (20) a Operação Chicken, para investigar desvio de recursos da merenda escolar no estado. No total, foram expedidos oito mandados de busca e apreensão e sete de condução coercitiva, quando a pessoa é levada para depor. O prejuízo causado aos cofres públicos ultrapassa o valor R$ 1,6 milhão.

A investigação teve início em 2016, quando a Secretária de Educação do Estado acionou a Polícia Civil após verificar que os recursos desviados eram repassados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da educação (FNDE), dentro do Programa Nacional de Alimentação Escolar. 

De acordo com a PF, os criminosos recebiam pagamento pelo dobro do que era efetivamente entregue, por meio da duplicação de “Nota de Entrega”, assim como entregar produto diverso ou de qualidade inferior, como entrega de coxa e sobrecoxa, quando se pagou por filé de frango. 

A polícia verificou que de um total de 1.383 guias de entrega de gêneros alimentícios submetidas à análise, havia 909 guias suspeitas de duplicidade. Dentre as guias suspeitas, 798 guias apresentam indícios de duplicação (58% do total) e 111 guias apresentam indícios de triplicação. 

Como exemplo de “Nota de Entrega” duplicada, a Polícia Federal cita a Escola Estadual Deuzuita Pereira Queiroz, localizada no município de Redenção. A nota registra o recebimento de 1.764 kg de frango, contudo, em fiscalização efetuada no local, a PF constatou que a escola recebeu apenas 882 kg do alimento. 

Entre as unidades mais afetadas, estão as Escolas Estaduais José Maria de Moraes, Eduardo Angelin, Presidente Dutra e Palira Gabriel, todas em Barcarena. Ao todo, foram cumpridos 8 mandados de busca e apreensão e 7 de condução coercitiva. Participaram da Operação 28 policiais federais e 6 policiais civis. (Com informações da Polícia Federal)

2 comentários:

  1. Prezado jornalista, num telejornal do início da noite apareceu uma escola dá capital. Você teria conhecimento sobre escolas da capital envolvidas no caso?

    ResponderExcluir
  2. A ação da PF veio tarde mas ainda assim, absolutamente necessária; não de agora que os alunos sofrem por falta ou pelo fornecimento de péssima merenda escolar...
    Que sejam punidos esses corruptos e que se devolvam aos cofres públicos o dinheiro desviado.
    Em Parauapebas os alunos da rede estadual não têm merenda escolar e padecem com escolas, quase todas, em péssimas condições...

    ResponderExcluir