quarta-feira, 12 de abril de 2017

HELDER BARBALHO E PAULO ROCHA, EM NOTA, NEGAM TER RECEBIDO PROPINA DA ODEBRECHT

 
O ministro Helder Barbalho reagiu com a nota acima sobre a acusação contida contra ele nas delações de executivos da Odebrecht, negando qualquer participação no recebimento de propina ou doação ilegal para companha eleitoral:
 
"Recursos declarados"
 
O senador petista Paulo Rocha, por outro lado, distribuiu o seguinte comunicado: "Sobre a suposta lista divulgada pelo Jornal O Estado de São Paulo, na tarde de hoje, que traz o meu nome, tenho a esclarecer: Todos os recursos da minha companha de 2014 para o Senado Federal, foram repassados pela direção nacional e estadual do Partido dos Trabalhadores e estão todos declarados nas prestações de contas junto ao TRE. A utilização desses recursos, empresas doadoras e doadores individuais, enfatizo, obedeceram estritamente às normas da legislação eleitoral em vigor daquele ano. Senador Paulo Rocha (PT/PA)"

Nenhum comentário:

Postar um comentário